Spotify CEO Daniel Ek

Daniel Ek, CEO da Spotify. A empresa recebeu US$ 1 bi de investimentos. Confira abaixo

Não responder emails está custando milhões para os varejistas

De acordo com o estudo “2016 Customer Service Benchmark”, para o qual a SuperOffice analisou 250 organizações de todo o mundo, as empresas estão falhando em uma das mais usadas formas de atendimento ao consumidor — e isso está afugentando seus clientes. Uma em cada três organizações não responde os emails enviados para o atendimento ao consumidor. Para os compradores, que podem facilmente ler comentários e críticas antes de apertar o botão “comprar”, essa falha pode ser o fator chave na decisão de fazer uima compra, o que pode custar milhões para os varejistas. Na verdade, isso pode representar um problema ainda mais sério do que vendas perdidas. Indica que as empresas não estão conseguindo integrar a experiência do consumidor em seus modelos de negócio. A ponto de um dos seus mais fortes ativos, o email, com seu potencialmente gigantesco papel como ferramenta de engajamentos praticamente sem custo ter se transformado em um elo fraco. Eis algumas das (assustadoras) descobertas do estudo: 32% das empresas pesquisadas não respondem email enviados ao atendimento ao cliente, 66% não reconhecem quando um email é recebido,apenas 8% fazem follow-up da satisfação do cliente com a resposta, 78% não conseguem responder questões na primeira tentativa, o tempo médio de resposta do atendimento ao consumidor é de 17,5 horas. Fonte: LoyaltyOne

Continue lendo »

Anúncios

Destaque é um gigantesco display de TV de 444 polegadas

No final de semana passado, a Apple inaugurou em Memphis, Tennessee, a primeira unidade das suas “next-generation Apple Stores. As novidades são muitas, mas a principal atração é um gigantesco display de TV de 37 pés (444 polegadas) que ocupa toda a parede oposta à entrada envidraçada da loja. Segundo a AppleInsider, a tela custou US$ 1,5 milhão. As icônicas mesas de madeira das Apple Stores são novos modelos, com sensores de movimento que operam um painel motorizado que escondem tomadas elétricas e entradas USB. Nas paredes, há novos painéis de madeira com área para testes de heaphones e prateleiras para falantes, docks e outras parafernálias. Fonte: AppleInsider

Continue lendo »

 sephora-virtual-artist-tap-bar-15-HRSephora, L’Oreal e Elizabeth Arden são algumas das marcas que estão testando formas de “venda guiada”
No novo aplicativo móvel da Sephora, as consumidoras podem ver em seus rostos exatamente as cores dos produtos de maquiagem que pretendem comprar. A ferramenta Sephora Virtual Artist foi lançada em janeiro e ajuda as consumidoras a testar os produtos usando uma tecnologia de realidade aumentada produzida pela ModiFace. O recurso, acredita a Sephora, é mais que um gimmick, pode ajudar as consumidoras a tomar decisões de compra. E a Sephora não está sozinha. De acordo com um estudo da Demandware, 72% das marcas de beleza, incluindo L’Oreal, Benefit Cosmectics e Elizabeth Arden, estão testando uma forma de “venda guiada”, como a realidade aumentada. Fonte: Digiday.com

Continue lendo »

Jovens de até 25 anos veem duas vezes mais conteúdo de vídeo via streaming do que usuários mais velhos
O dado é do mercado americano. Mas a tendência é global. E o fato, de acordo com dados do “Connected Intelligence Smartphone and Tablet Usage Report”, publicado recentemente pelo NPD Group, é que quase a totalidade dos usuários norte-americanos de dispositivos móveis assistem transmissões online de vídeo. Esse índice, como seria de prever, é estimulado primariamente pelos usuários com até 25 anos, que passam duas vezes mais tempo assistindo conteúdo de vídeo no YouTube e na Netflix do que os usuários mais velhos. Um outro detalhe do estudo é que, apesar da maior parte desse conteúdo ser entregue por redes wi-fi, cresce o uso através de redes de celulares. Fonte: Broadband Tv News

Continue lendo »

Lembra alguém que você conhece?

Continue lendo »

As tentativas de explicação são muitas – inclusive algumas bem na linha das teorias da conspiração. Continue lendo »

Sua presença digital pessoal pode ajudar – e muito! – a marca corporativa de sua empresaDefinitivamente, não acredito em coincidências. Há forças em ação – forças naturais,  quero dizer – que não entendemos, mas que vêm à tona impulsionadas por algum vetor que disparamos geralmente de forma não intencional. É a tal da “sincronicidade”, como chamou o Jung (e que é um belo nome para forrar o seu, o nosso desconhecimento de como atuam as tais forças).

Continue lendo »

Alibaba on way to being top retailerA distância entre o varejista chinês e o Walmart vem diminuindo rapidamente
Um grande passo foi dado pelo varejista chinês na direção de superar o Walmart e se tornar a maior empresa mundial do setor. A distância entre os dois gigantes já é muito pequena: o Alibaba Group Holding anunciou na segunda, 21/3, uma receita de US$ 463,3 bilhões no ano fiscal que termina em 31 de março (o ano fiscal do Walmart encerrou em 31 de janeiro, com uma receita de US$ 478,6 bilhões). “Esse é o resultado do comprometimento da China em mudar de uma economia voltada para investimento para uma voltada para o consumo”, comentou Kiki Fan, diretor geral da Nielsen China. Fonte: China Daily

Continue lendo »

Jovens preferem dirigir eles mesmos seus veículos — e adultos também não estão assim tão entusiasmados com a ideia

Problemas no paraíso: uma pesquisa acaba de confirmar que, assim como os adultos, a maioria dos jovens (63%), entre 8 e 18 anos, prefere dirigir eles mesmos seu carros em vez de deixar que o veículo tenha toda a diversão. E quanto mais eles estão perto da idade em que é permitido legalmente dirigir maior é o número (77%) daquele que preferem eles mesmos dominar seus veículos. Outra descoberta da pesquisa realizada pela Harris Poll para a Nielsen foi que os jovens não veem diferença em relação a quem é o fabricante do veículo, dando importância praticamente igual, 76% x 70%, a que ele seja feito por uma montadora de veículos ou por uma empresa de tecnologia, como Apple, Google ou Microsoft. Fonte: IoT Daily
Envolvimento com Twitter gera índices mais altos de recall de anúncios
O Twitter levantou a hipótese de que as interações dos usuários afetam a reação aos comerciais de TV. Para testar isso, fez uma parceria com a Starcom e a Canvs, uma ferramenta de análises que mede reações emocionais em mídias sociais, e comparou o conteúdo emocional de tweets com os índices de recall de anúncios, comprovando que os usuários que reagiram emocionalmente a um programa apresentaram índices mais altos de recall. O estudo também descobriu que usuários que estiveram seguindo ativamente uma conversação no Twitter sobre o programa que estavam assistindo apresentaram uma tendência 62% maior de ter altos recalls. “Essa pesquisa mostra que as audiências que investiram emocionalmente em um programa de TV são mais responsivas tanto para os comerciais na TV como para a publicidade no Twitter — acabando o mito do usuário social distraído”, comentou Kate Sirkin, da Publicis Media. Fonte: Mobile Marketing Daily
Anúncios em vídeo estão chegando ao Pinterest
A experiência dos usuários com o Pinterest, a mídia social de compartilhamento de imagens, está prestes a ser tornar mais rica e mais interativa — graças à introdução de anúncios em vídeo. A empresa considerava usar essa opção desde maio de 2015, desde o lançamento dos “Cinematic Pins” (que não serão substituídos pelo novo formato, informam fonte). Segundo o Digiday.com, um pequeno grupo de usuários está testando os anúncios em vídeo, além de também serem testados internamento. Fontes dizem que os videos terão um autoplay que funcionará quando um usuário para o ponteiro do mouse sobre ele. A duração ideal também está sendo estudado. Fonte: Marketing Land 

Anúncio foi feito pelo próprio presidente Obama que está em visita à ilha

O presidente dos EUA, Barack Obama, iniciou neste domingo, 20/3, uma visita de três dia a Cuba. É a primeira vez, desde a Revolução, que um presidente norte-americano visita a ilha. Em entrevista ao programa ABC News, que foi ao ar nesta segunda, 21/3, Obama contou que o Google vai expandir o acesso à Internet em Cuba. “Uma das coisas que anunciaremos aqui”, disse o presidente, “é que o Google fez um acordo para começar a implementar mais acesso via WiFi e banda larga na ilha.” Fonte: Reuters

Continue lendo »