29 de fevereiro é chamado de Leap Day nos países de língua inglesa e deveria, segundo a empresa, ser devolvido às pessoas para que elas pudessem fazer o bem
A rede de varejo Zappos, que pertence à Amazon e é conhecida por sua criatividade, deu a todos os seus 1.600 funcionários um dia de folga remunerada nesta segunda-feira, 29/2. Além disso, a empresa lançou uma petição no site Change.org, juntamente com uma campanha nas mídias sociais, usando a hashtag #TakeTheLeap, para que o Leap Day, como esse dia que existe apenas em anos bissextos é chamado nos países de língua inglesa, seja declarado um feriado nacional. “Nós queremos dar esse dia de volta para as pessoas”, declarou uma porta-voz da empresa. “Ele deveria ser usado como um dia de bônus para fazer o bem — para sua comunidade, para sua família, para você mesmo.” Fonte: Adweeek

Lembre-se: ainda dá tempo de se inscrever no Curso de Especialização da Abemd: abemd.org.br

Continue lendo »

Anúncios

Parece aquela piada do “ligeirinho”: vai ser bom, não foi?

Em 2010, lembra um artigo do TechCrunch, os tablets significavam o “novo” e o “quente”. Naquele ano, a Apple lançou seu primeiro iPad, a Samsung destava trabalhando no Galaxy Tab e uma legião de outros fabricantes preparavam-se para inundar o mercado com seus tablets Android tablets.

Continue lendo »

heres-what-donald-trump-supporters-really-believeSe você costuma participar de discussões animadas no Facebook, nas quais tenta desesperadamente enfiar fatos e racionalidade na cabeça dos seus oponentes, talvez seja melhor você não ler este artigo. Continue lendo »

 

Para aprender mais sobre o mercado de entregas no mesmo dia, a UPS investe em potencial concorrente. Leia abaixo

Apps móveis e mídias sociais são vistos como canais com pouca segurança, daí a preferência por telefones e websites

Continue lendo »

Projeto transforma o microblogging de uma rede em um serviço diversificado que afetará a vida de todos os usuários de apps móveis
Na segunda, 22/12, o Twitter lançou um novo kit de desenvolvimento de software chamado Fabric. Segundo Matt Honan, da Wired, é mais do que um simples kit, é um autêntico “cavalo de tróia” e a fundação sobre a qual o microblogging pretende se transformar de um negócio baseado em apenas um produto, os tweets, em um serviço diversificado para todas as pessoas ou empresas que fazem apps móveis. E isso vai afetar todas as pessoas que usam apps móveis – ou seja, todo mundo. A chave é atrair os desenvolvedores com uma suite de ferramentas desenhadas para ajudá-los a registrar novos usuários, analisar o uso e a estabilidade de seus aplicativos e gerar receita. Fonte: Wired.com

Continue lendo »

Primeiros resultados são promissores: velocidade de fibra ótica em um link sem fio

E o 5G saiu do ovo. Ou melhor, do laboratório. A Verizon, em parceria com a Samsung, começou a testar em Nova Jersey, EUA, o acesso sem fio multi-gibabit em condições reais. Mas a experiência não é a mesma que teremos ao usar um celular, pois envolve um equipamento especializado que está mais próximo de uma estação base do que de um telefone comum. De qualquer forma, afirmam as empresas, os resultados iniciais são promissores. Há banda suficiente para transmissão de vídeos 4K, incluindo clips em realidade virtual que exigem 17 feeds simultâneos. Em resumo, velocidade fibra ótica em um link sem fio. Fonte: Engadget

Continue lendo »

A novidade deve acontecer já no segundo trimestre deste ano
Um documento que o Facebook enviou para alguns dos seus maiores anunciantes foi obtido pelo site TechCrunch, revelando que, já no segundo trimestre de 2016, as empresas poderão enviar anúncios como mensagens para pessoas que iniciaram um chat com elas. O documento também informa que o Facebook lançou discretamente o link fb.,com/msg/ que abre instantaneamente um chat com uma empresa. O Facebook confirmou a existência dessa URL, o que parece validar o documento vazado. Oficialmente, porém, a empresa declarou que não comenta rumores ou especulações. E complementou, afirmando que “nossa meta com o Messenger é criar uma experiência de alta qualidade de envolvimento para mais de 800 milhões de pessoas em todo o mundo, e que isso inclui garantir que elas não experimentarão mensagens indesejadas de qualquer tipo”. Essa última parte foi entendida pelo site como uma declaração de que o Facebook busca garantir seus usuários de que, mesmo quando houver anúncios, eles jamais serão não solicitados, e que estão cuidando disso muito cuidadosamente. Fonte: TechCrunch

Continue lendo »

É mais um movimento na guerra entre operadoras e provedores de anúncios móveis, como o Google
Com a ajuda de uma startup israelense chamada Shines, a operadora europeia de telefonia móvel Three está planejando bloquear o que chama de “excessiva, invasiva, não desejada ou irrelevante” quantidade de anúncios em sua rede. É mais uma batalha na guerra entre as operadoras — que argumentam que os anúncios utilizam muita largura de banda — e os grandes provedores de publicidade digital, como o Google. Dando um passo além, a Three está propondo que anunciantes e ad networks deveriam na verdade pagar taxas sobre os dados utilizados por seus anúncios. “Não achamos que os clientes deveriam pagar pelo uso de dados gerados pelos anúncios móveis”, afirmou Tom Malleschitz, CMO da Three UK. “Publicidade móvel irrelevante e excessiva irrita os clientes e afeta a experiência total com a rede.” Exatamente como a Three pretende conseguir com que os anunciantes paguem não está claro. “No curso dos próximos meses, a Three anunciará em detalhes como atingirá esses objetivos”, disse a empresa em um comunicado. Fonte: Media Post

Continue lendo »

Instant ArticlesEm maio do ano passado, o Facebook  lançou um ferramenta para publicação de conteúdo diretamente dentro da rede social, em um layout especial que integra texto, fotos e vídeos em uma interface limpa e imersiva. O Instant Articles foi criado pelo Facebook para resolver um problema específico: a demora para baixar conteúdo da web móvel gerava uma experiência negativa para as pessoas que queriam ler notícias em seus celulares. Até agora, o recurso estava disponível apenas para algumas centenas de publishers em todo o mundo – inclusive no Brasil,onde a ferramenta foi lançada em 1/12/2015.

Continue lendo »

Apple CEO Tim Cook uses an iPhone to take a picture of customers waiting in front of an Apple store to purchase the new iPhones on Sept. 20, 2013 in Palo Alto, CA. [AFP]

Tim Cook, CEO da Apple, usa seu iPhone para fotografar fila de consumidores em Palo Alto, CA

Você deve ter ouvido falar desse imbróglio, mas talvez não saiba de todas as implicações que ele pode acarretar para nossa vida.

A coisa toda começou em dezembro passado, quando um americano descendente de paquistaneses, Syed Farook, e sua esposa, paquistanesa, Tashfeen Malik, mataram 14 pessoas e feriram gravemente outras 22 em um ataque terrorista ao Inland Regional Center de San Bernardino, Califórnia.

Continue lendo »