Portal dos CorreiosPrincipal mudança: empresas poderão enviar serviços entitulados “impresso” na modalidade a faturar Leia o resto deste post »

Uber inaugura lounge para recarregar as baterias em aeroporto do Rio Espaço no Santos Dumont oferece bancos para relaxar, wi-fi gratuito e tomadas para carregar celulares e notebooks Leia o resto deste post »

NetflixTrês meses antes, a empresa previa um crescimento da ordem de 2 milhões de novos assinantes globalmente Leia o resto deste post »

O site Entrepreneur.com publicou um artigo muito interessante de Jeremy Gin, CEO da SiteJabber, uma comunidade de pessoas que fazem reviews de negócios. São milhões de membros que já submeteram reviews de mais de 60 mil empresas. A partir desse imenso repositório extraíram algumas lições sobre como se fabrica atualmente aquilo que é provavelmente o mais valioso ativo de uma empresa: a confiança do cliente. Leia o resto deste post »

Pensador, durante COLLOQUY Summit, usa exemplo da Nike: a empresa não vende mais produtos, vende autorrealização e transformação Leia o resto deste post »

Consome menos tempo e é mais conveniente do que telefonar foram as principais respostas a uma pesquisa Leia o resto deste post »

Conexão entre experiência e fidelidade, novos modelos, perspectiva global e novos mercados

A fidelidade do consumidor ainda é uma top prioridade para os tomadores de decisão no marketing das empresas, afirma Emily Collins, analista senior da Forrester Research. Mas os dados da consultoria mostram que, para continuar relevante, é preciso continuar crescendo. E os provedores de soluções de fidelização estão fazendo isso em 4 áreas chave: apostando alto na conexão entre experiência do consumidor e fidelidade (premiando experiências e não apenas transações, por exemplo), revolucionando os modelos tradicionais de fidelização, adotando uma perspectiva global e expandindo para novos mercados. Fonte: Colloquy

Leia o resto deste post »

Um dos segredos é aprender a usar os dados de forma mais inteligente e mais responsável
Leia o resto deste post »

Photo credit: TargetCom seus Connected Healt integrados aos smartphones dos clientes, a rede está indo além de oferecer um serviço, está criando um produto real
Se você quiser tirar a temperatura do futuro de varejo, o melhor lugar para fazer isso é provavelmente uma das 550 lojas da Target. Através delas, o varejista de US$ 73,8 bi está pilotando centros de “bem estar”, chamados Connected Health, uma clara consequência da recente parceria com a rede de farmácias CVS Health. Essas seções incluem equipamentos médios, como monitores de pressão sanguínea que podem rastrear e registrar informações sobre a saúde dos clientes registrados nos centros via smartphones. Esses centros podem ajudar a Target a rastrear também as necessidades de outros consumidores. Dessa forma, a Target está indo além da oferta de bem estar como um serviço, o que muitos outros varejistas já fazem. Em vez disso, a rede está reformulando o atenção com a saúde dos seus clientes, tornando-a um real e consumível produto de varejo, através dos smartphones. Fonte: Forbes

Leia o resto deste post »

 

Para aprender mais sobre o mercado de entregas no mesmo dia, a UPS investe em potencial concorrente. Leia abaixo

Apps móveis e mídias sociais são vistos como canais com pouca segurança, daí a preferência por telefones e websites

Leia o resto deste post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 49 outros seguidores