Resultado de imagem para allan thygesenMomentos ricos em intenção estão mudando a forma do funil do marketing, afirma Allan Thygesen

Continue lendo »

Dunkin sem Donuts: ideia é reforçar a ênfase no menu de bebidas e como marca “on-the-go”. Leia nota no final do post

Continue lendo »

HERO shot at night thumbInaugurada no início do mês, o novo restaurante do McDonald’s nas ruas Clark e Ontario é diferente de qualquer outro no portfólio da empresa Continue lendo »

Clientes da Nike by Melrose terão acesso à produtos exclusivos, serviços personalizados e uma decoração temática

A Nike inaugurou há duas semanas, no coração do bairro de West Hollywood, em Los Angeles, sua primeira loja conceito Nike Live, que recebeu o nome de Nike by Melrose – em referência à avenida em que está localizada. O nome não foi escolhido apenas pela localização, mas porque a loja tem produtos baseados nas preferências dos clientes locais e em informações fornecidas pelos membros do Nike Plus. Além disso, tem uma decoração especial com a temática da Califórnia. A empresa também utilizou dados de compra online para oferecer no novo espaço uma seleção de best seller do site. A ideia por trás da Nike Live é trazer experiências digitais para as lojas físicas. “Isso representa o que os consumidores pensam na hora de comprar. Eles não colocam barreiras entre o físico e o digital”, disse Heidi O’Neill, presidente da divisão que cuida de produtos diretos para consumidores. Embora a Nike by Melrose seja a primeira loja do tipo “Live” da Nike, a empresa já deixou claro que não será a última. Novos lugares do mundo receberão unidades em 2019 – como Tóquio. Fonte: Startse
Aparelhos ativados por voz força profissionais de marketing a pensar diferente

Os consumidores estão se sentindo mais confortáveis usando assistentes de voz, alto-falantes inteligentes e outros dispositivos ativados por voz para uma variedade de tarefas diárias. Uma pesquisa realizada nos EUA pela PwC em fevereiro de 2018 descobriu que pesquisar informações, tocar música, enviar mensagens e fazer compras estava entre as atividades conduzidas por grandes porcentagens de usuários de assistentes por voz. À medida que essa confiança nas primeiras comunicações de voz cresce, também aumenta o interesse entre as marcas. Empresas de todos os setores estão experimentando para descobrir como esses novos canais de comunicação podem ajudá-los a interagir com seus públicos-alvo e construir o engajamento da marca de maneira mais personalizada e sem atritos. A voz, no entanto, é diferente de tudo que veio antes, o que está forçando as marcas a pensar de maneira diferente sobre como criarem suas campanhas. Em vez de usar mensagens “push” tradicionais, elas precisam trabalhar mais para tornar as interações da marca úteis e valiosas – ou correm o risco de se tornar irrelevantes. Na ausência de publicidade, um número crescente de marcas está experimentando aplicativos de terceiros (chamados de “skills” para o Amazon Alexa, “ações” para o Google Assistant e aplicativos em outras plataformas). Eles permitem que os usuários façam tudo, desde criar listas de compras, encontrar receitas e obter dicas de beleza, ouvir música, agendar compromissos, controlar dispositivos de casa inteligente e meditar. Fonte: eMarketer

Resultado de imagem para Branding&Performance 2018 iab brasilEvento da IAB Brasil vai reunir mais uma vez uma constelação de estrelas nacionais e internacionais
Continue lendo »

Resultado de imagem para era uma vezA distribuição, particularmente via canais sociais, deve estar na vanguarda do processo de planejamento

Continue lendo »

“O  Google não dá as respostas, são as pessoas que dão as respostas” 

Continue lendo »

Mais de 75% das casas deverão ter dispositivos ativados por voz até 2020

Continue lendo »

Marca vai concentrar seu marketing em 40 redes de varejo Continue lendo »

App IKEA Place mostra aos compradores como os móveis vão ficar nas salas Continue lendo »