Pedir um aumento é particularmente desafiador se a sua voz interior duvida de você realmente merecê-lo. Se você está nessa situação, é importante primeiro entender e reconhecer seu próprio valor — e aí aprender como vender isso em sua empresa. Leia o resto deste post »

Existe algo como uma “perfeita entrevista de emprego”?Provavelmente, não. São muitas as variáveis. E muitas são inadministráveis. Ainda assim, pode-se tentar reduzir a quantidade e a força das variáveis negativas, empregando, digamos assim, alguns “truques”. Ou, em linguagem positiva, táticas e comportamentos testados para garantir que a entrevista de emprego à frente, ainda que não seja perfeita, seja a mais produtiva possível. Leia o resto deste post »

5 coisas que você não deve, não deve, não deve, não deve, não deve fazer jamais no trabalho

Kathy Caprino é coach, palestrante e autora de livros sobre como construir carreiras de sucesso. Recentemente, ela publicou o artigo/confissão abaixo no LinkedIn Pulse. Espero que gostem tanto quanto eu.

Eu construí uma carreira corporativa durante 18 anos no mercado editorial e de marketing. Exteriormente, eu fui muito bem sucedida, mas no interior eu sentia que não era. Cheguei ao nível de vice-presidente e gerenciei verbas multimilionárias e iniciativas globais, mas ao longo da minha carreira, enfrentei uma série de experiências traumáticas que envolveram discriminação de gênero, assédio sexual, desequilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal, doença crônica e exaustão, tendo sido sabotada e traída por meus colegas, e arrastando a constante sensação incômoda de que eu era talhada para algo diferente (apenas e simplesmente não conseguia descobrir o que era). Continue lendo na Zona de Desconforto

Alibaba: gigante do ecommerce chinês recebe invasão brasileira

Anheuser-Busch InBev está encerrando seu departamento interno de compra de mídia

Pesquisa: maioria das empresas dizem “mais” a esforços de brand awareness

Leia outras notícias sobre o mercado de Marketing Direto = Marketing Diálogo no Portal Abemd

8 erros que as pessoas cometem quando procuram emprego – e o que aprender com eles

Uma coisa são dicas teóricas, outra é aproveitar um anúncio real de oferta de emprego para demonstrar algumas táticas, digamos assim, não tão efetivas que as pessoas usam quando se candidatam a um emprego. No caso concreto, Sputnik (pois é, o nome dele é esse mesmo), um consultor de branding que já trabalhou para marcas como Disney, Coca Cola, Unilever e The Simpsons, autor do livro ‘The Swashbucklers Guide to Becoming an Astronaut’  e criador do The Job Hunter’s Camp, anunciou uma vaga em uma das suas empresas e resolveu compartilhar conosco o que recebeu no meio das propostas de emprego. Continue lendo…

Ensino depende de ambiente seguro nas escolas

Leia o resto deste post »

A Apple sobreviverá sem Jobs? Larry Ellison acha que não

Larry EllisonO CEO da Oracle, Larry Ellison em uma entrevista na CBS ontem (12), elogiou Steve Jobs, o co-fundador da Apple, chamando-o de “nosso Edison”, e argumentou que, sem ele, a Apple iria perder seu status como líder em tecnologia.  “Ele era brilhante”, disse Ellison sobre Jobs, que morreu em 5 de outubro de 2011, depois de uma [longa batalha contra o câncer no pâncreas. “Era nosso [Thomas] Edison, nosso [Pablo] Picasso, era um inventor incrível”. E quando perguntado sobre o que vai acontecer com a Apple sem Steve, Ellison deixou claro que não acha que a empresa de Cupertino, California, será a mesma sem seu grande guia. “Bem, nós já sabemos”, disse Ellison. “Nós vimos a  Apple com Steve Jobs”, disse Ellison, reforçando com um gesto para cima da mão. “E vimos a Apple sem Steve Jobs”, continuou ele, movendo a mão para baixo, referindo-se à saída dele em 1985. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Novo catálogo da Ikea leva Realidade Aumentada a novas dimensões Leia o resto deste post »

Trabalhe para o Google e viva mais

RayKurzweil  1 of 1

Ray Kurzweil, durante o Inforum Event

Você já deve ter ouvido falar em como é legal trabalhar no escritório central do Google, em Mountain View, coração do Vale do Silício, na Califórnia. Espaços de lazer, comida e cerveja grátis, etc., etc. Outros escritórios pelo mundo também oferecem esse tipo de “perks”, tentando tornar a vida do funcionário mais agradável. O fato é que a disputa por bons profissionais na área de tecnologia está cada vez mais acirrada. Engenheiros de software, em particular, estão sendo disputados pelas indústrias praticamente a tapas. Mas a novidade agora não é mais no campo dos benefícios tradicionais. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Smartwatch vai fazer decolar pagamentos via mobile? Leia o resto deste post »

Heidi Grant Halvorson

O artigo resenhado abaixo foi publicado no Harvard Business Review. A autora, Heidi Grant Halvorson, Ph.D., é diretora associada do Motivation Science Center da Columbia University Business School e autora de Nine Things Successful People Do Differently e Focus: Use Different Ways of Seeing the World to Power Influence and Success. Republicado de A Zona de Desconforto Leia o resto deste post »

5 maneiras de dar feedback à equipe

Mais do que uma mera conversa, essa é uma ótima ferramenta de gestão, que pode ajudar no desenvolvimento dos profissionais e no crescimento da empresa. Confira o que é essencial para que esse diálogo com o colaborador possa gerar os resultados esperados. Artigo de Luciana Rangel. com colaboração de Adriana Gomes, consultora de Carreira e diretora do site www.vidaecarreira.com.br. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Adesão a aplicativos “cloud-based” é gradual Leia o resto deste post »

Como destruir sua reputação profissional

É fácil, sabia? Se você está realmente interessado, continue lendo. A especialista Alison Green, autora do popular blog Ask a Manager e co-autora do livro Managing to Change the World: The Nonprofit Manager’s Guide to Getting Results sugere 8 maneiras simples e eficazes de você jogar no lixo aquilo que talvez seja o seu ativo mais valioso. Se você não está interessado, continue lendo também. Quem sabe vai tomar as medidas necessárias para evitar esse desastre. Sim, porque é a sua reputação profissional que leva as pessoas a querem contratar você. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Google é maior empresa de mídia do mundo Leia o resto deste post »

Você gostaria de trabalhar em uma empresa roqueira?

Imagine fazer parte de uma banda onde o Mick Jagger é o vocalista e você o cara que toca o bongô, escondido atrás do baterista. Na Empresa Roqueira é assim que a maioria dos executivos se sente. O CEO é a grande estrela e todos os resultados são atribuídos a ele, mesmo que obtidos pelo “tocador do bongô”. Extremamente vaidoso e de uma autoconfiança contagiante, ele até divide algumas responsabilidades com seus executivos, mas deixa sempre claro o espaço de cada um. Centralizador e senhor de todas as verdades, acha “natural” ser o único a merecer relevância, pois avalia que “sem ele, a empresa não anda”. O cara adora holofotes, microfones, câmeras, repórteres e qualquer outra coisa que o coloque em evidência. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Novo Xbox pode funcionar sem conexão constante da web, diz site Leia o resto deste post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores