Está chegando a sexta e é bom logo ir arrumando um álibi para chegar de madrugada. Quanto à palavra, propriamente dita, sua origem é o advérbio  latino de lugar “alibi”, que significa ‘em outro lugar’, formada por “alius”, outro, e “ibi”, alí. Na justiça penal, o acusado que tem um álibi poderá dizer que no momento em que se cometeu o delito estava em outro lugar. Ou, em relação à sexta, dizer que estava com um amigo.

Fonte: http://www.umacoisaeoutra.com.br

A Research In Motion (RIM) apresentou ao mercado ontem o BlackBerry® Mobile Fusion, nova geração da solução de mobilidade corporativa da RIM que marca a entrada da empresa no mercado de gerenciamento de dispositivos móveis multiplataformas (ou Mobile Device Management – MDM). Com anos de experiência em soluções de gerenciamento de mobilidade, a RIM, através do BlackBerry Mobile Fusion, simplifica o gerenciamento de smartphones e tablets com sistemas operacionais BlackBerry,  Android e Apple.

O BlackBerry Mobile Fusion une as funcionalidades do BlackBerry Enterprise Server (versão 5.0.3) para smartphones BlackBerry, com as dos tablets BlackBerry PlayBook:

  • Possibilidade de gerenciamento;
  • Gerenciamento de configurações;
  • Gerenciamento e definição de políticas e segurança;
  • Proteção para aparelhos perdidos ou roubados (travamento e limpeza remotos);
  • Administração por grupos ou usuários;
  • Capacidade de gerenciar múltiplos dispositivos por usuário;
  • Gerenciamento de aplicativos e softwares;
  • Gerenciamento de conectividade (Wi-Fi®, VPN, certificados de segurança)
  • Console centralizado
  • Alta escalabilidade

O BlackBerry Mobile Fusion está atualmente em testes em alguns clientes corporativos selecionados. A RIM já aceita inscrições de clientes para o programa beta, que começará em janeiro, e a solução deve estar disponível ao mercado no final de março. Para informações mais detalhadas, visite www.blackberry.com/mobilefusion.

Fonte: IMS Brasil

Um feito e tanto, considerando as concorrentes. De qualquer forma, os bancos dominam as três primeiras colocações. A marca que vem logo a seguir é Petrobrás e, logo após, Vivo e Oi. Confiram na matéria do Meio & Mensagem. Continue lendo »

Daquelas ideias obvias, claras, que ninguém teve antes, sabe? Os designers certamente tiveram que superar desafios técnicos, mas a solução é tão simples e cristalina que surpreende. Confiram na matéria do portal Ciclo Vivo.

Designers italianos criam móbile que capta luz solar para iluminar o ambiente

Os designers italianos Valerio e Giulio Vinaccia, do Integral Studio Vinaccia, criaram o Solar Module (módulo solar), um móbile equipado com LED, capaz de aproveitar a energia solar que entra nas residências pelas janelas.

Os designers desenvolveram um novo produto que não precisa ser colocado ao ar livre para recarregar. O modelo foi criado a partir da integração de materiais quentes, como a cerâmica, com novas tecnologias.

Sistemas de iluminação movidos a energia solar estão disponíveis no mercado e podem ser usados em casa. A maioria destas lâmpadas precisa ser colocada ao sol, ou ao ar livre para serem recarregadas.

O Módulo Solar é o primeiro “azulejo” de cerâmica com uma célula fotoelétrica embutida e um módulo de iluminação. O sistema também funciona como uma cortina. Durante o dia ele protege os cômodos da luz solar direta, e consequentemente impede que o ambiente fique superaquecido. À noite ele retorna a energia absorvida durante o dia para a casa em forma de luz.

A parte da frente e de trás são simétricas e intercambiáveis, deixando plena liberdade para que o usuário possa alterar o design do equipamento. Com informações do Eco Friend.

O Módulo Solar é o primeiro “azulejo” de cerâmica com uma célula fotoelétrica embutida e um módulo de iluminação. O sistema também funciona como uma cortina. | Imagem: Vinaccia Integral Design / Flickr

Neste e nos próximos posts, vamos publicar 10 infográficos muito interessantes sobre mídias sociais. Começando com este, sobre o Facebook, criado pela Online Schools, e compartilhado por JeffBullas. Há muitos dados sobre os EUA, claro, mas a maioria interessa a todo mundo. Divirtam-se! Continue lendo »

Ciclo Vivo:

A máquina de café Presso, criada no Reino Unido pelo designer Patrick Hunt, fornece café expresso feito com energia limpa e eficiente o tempo todo. Portátil e operada por uma alavanca, a máquina de café sem fio pode ser usada em casa, no escritório e em qualquer outro lugar, já que não requer energia elétrica. Continue lendo »

Se algum tempo atrás, alguém me dissesse que eu iria ficar fazendo “check-in” com o celular nos lugares que vou, praticamente criando um rastro de onde passa, chamaria esse alguém de louco. “Está me confundindo com o português da piada?”, perguntaria, indignado. Mas eis que surgiu o Foursquare e o conceito de rede de geolocalização e agora é praticamente um vício ficar registrando que estou em tal ou qual lugar. E olha que eu nem sou dos mais fanáticos. Tem um amigo meu que criou o “local” recarregador. Resultado: no leaderboard ele está lá no topo. Continue lendo »

“Naming” é o termo técnico para isso. A gente se orgulha de ter participado da criação de alguns nomes marcantes no marketing brasileiro, como o Smiles, o Lango-lango (lembram? vou contar qualquer dia desses como criei esse nome) e outros menos votados. O nome de uma empresa, de um produto ou de um serviço sempre foi importante, mas em um período mais recente ganhou o destaque devido, deixando de ser apenas um “nome” para ser praticamente o que resume a estratégia da marca, ou “branding strategy”.

Visitando o blog Logo BR (que aconselho colocarem entre os favoritos) deparei com este post que traz a explicação de como surgiu alguns dos nomes das marcas mais bem sucedidas que existem. Se preferirem ir direto à fonte, o Daniel Campo pegou o material no site BoredPanda, o qual se baseou na List of Company Name Etymologies do Wikipedia. Divirtam-se.

Interessantíssima essa pesquisa que o Adnews noticiou. Confiram:

Uma pesquisa realizada pela Cisco Connected World Tecnology constatou que 44% dos jovens profissionais brasileiros, para serem contratados, preferem que o trabalho permita o acesso às redes sociais a receber um salário alto. A média mundial é de 33%.

Cerca de 56% de todos os entrevistados disseram que, caso encontrassem uma empresa que proibisse o uso das redes, não aceitariam a vaga de emprego ou tentariam contornar a política da empresa. No Brasil, o percentual foi de 74%.

Segundo a pesquisa, 90% dos jovens profissionais brasileiros planejam fazer perguntas relacionadas ao uso de mídias sociais na entrevistas de emprego. Para 53%, esse é um fator relevante para a proposta ser aceita ou não.

O estudo levou em conta 2800 estudantes universitários e jovens de 14 países.

A Gemalto anunciou hoje que foi escolhida pelo Banco Santander Brasil para implantar o primeiro sistema de pagamento com cartões EMV sem contato no Brasil. O Santander Universidades, uma Divisão Global do Santander, é a responsável pelo projeto e espera emitir milhares de cartões de pagamento sem contato para universitários brasileiros nos próximos 12 meses. Esta inovação representa a evolução do Cartão Universidade, já difundido em 12 países, em 200 universidades e com mais de 5 milhões de usuários. Continue lendo »