Post publicado em Outro Lado da Notícia. A gente aqui no Laboratório gostou muito.

A internet está mudando o modo como são feitos os negócios, as relações interpessoais e, principalmente, o modo como as pessoas veem o mundo.

Erik Qualman, o autor do livro Socialnomics, produziu uma série de vídeos chamada Social Media Revolution (ou Revolução das Mídias Sociais) para mostrar aimportância da rede no dia a dia das pessoas.

O último filme, de apenas dois minutos, dá uma mostra do que aconteceu no mundo on-line entre o fim de 2010 e o primeiro semestre de 2011.

Assista ao vídeo abaixo ou, se preferir, leia o texto traduzido:

– As mídiassociais são sobre pessoas. Mais de 50% da população mundial tem menos de 30 anos

– Facebook ultrapassou Google em tráfico de dados por semana, e isso tem impacto em como nos comportamentamos off line

– Um em cada cinco casais se conheceram na internet

– Três em cada cinco casais gays se conheceram na internet

– O Facebook é a principal causa de um a cada cinco divórcios

– O que acontece em Vegas fica no Facebook, Twitter, Flickr, Youtube

– Estudantes do jardim de infância estão aprendendo com iPads, não com lousas

– Se o Facebook fosse um país, ele seria o terceiro maior do mundo

Mas o Facebook, o Twitter, o Youtube e o Google ainda não são aceitos na China. O LinkedIn ganha um novo membro a cada segundo.

“Nós não temos uma alternativa se utilizamos ou não as mídias sociais, a questão écomo nós as utilizaremos bem”, Erik Qualman.

Lady Gaga, Justin Bieber e Britney Spears tem mais seguidores no Twitter do que a população inteira de países como Suécia, Israel, Grécia, Chile, Coreia do Norte e Austrália.

Cerca de50% do tráfego de internet móvel do Reino Unido é usado para o Facebook, agora imagine se isso for utilizado por usuários com más experiências.

Mais de 37 milhões de pessoas assistiram o comercial do Volkswagen Darth Vadar que passou no intervalo da final do Super Bowl de 2011 (dos Estados Unidos) – no Youtube.

E o garotinho que interpretou Darth Vadar nunca assistiu Star Wars.

O Ford Ecplorar Lauch gerou mais visualizações no Facebook do que um comercial do Super Bowl.

As gerações Y e Z consideram e-mails ultrapassados, alguns universitários pararam de distribuir suas contas de e-mail.

Os leitores de eReaders ultrapassaram o número de leitores de livros.

Jogadores de mídias sociais irão comprar U$ 6 bilhões de bens virtuais em 2013.

Frequentadores de cinema comprarão apenas U$2,5 bilhões em bens reais.

O Youtube é a segunda maior ferramenta utilizada no mundo.

Se o Wikipedia fosse um livro, ele teria mais de 2,25 milhões de páginas e levaria mais de 123 anos para ser lido.

90% dos usuários on-line confiam em recomendações de produtos.

Apenas 14% confiam em comerciais.

93% dos marketeiros utilizam mídias sociais para os negócios.

Bem-vindo à Revolução das Mídias Sociais.

Anúncios

O site de compras coletivas Groupon celebra seus primeiros 365 dias de operação no Brasil de forma inusitada. Apenas nesta terça-feira (28/6), clientes em 25 localidades do País poderão comprar uma surpresa por 3,65 reais – o valor normal é 9,90 reais. Leia no IDG Now

Sabemos que é um pouco off-topic, pois este laboratório não é voltado especificamente à área pedagógica, mas achamos que valia a pena reproduzir trechos de um artigo, ou post, publicado no site ProXXIma. Segundo o artigo, “o portal OnlineColleges, que faz pesquisas com estudantes e universidades sobre o uso das novas mídias e tecnologia, debateu a importância dos professores estarem conectados e manterem a política de boas maneiras para uso nas redes sociais. Essa política de boas maneiras traz meios do professor utilizar sua ferramenta da melhor forma, integrando seus alunos, socializando (!) e tornando o seu perfil uma ponte entre estudantes e a instituição de ensino.”

Entre outros motivos, a discussão foi deflagrada pelo fato de um colégio ter suspendido uma aluna de 15 anos que criou um grupo de troca de informações sobre exercícios no Facebook. Entre as sugestões do portal, destacamos o uso do Facebook para tirar dúvidas dos alunos e como backup (avisos de cancelamentos de aula, por exemplo, e de material e questões para estudo). Criar uma fanpage da classe foi outra dica interessante.

Leia a matéria…

A Wikipedia anunciou que vai lançar um botão “Love” na próxima semana. Funcionará da seguinte maneira: os usuários poderão enviar uns para os outros mensagens e imagens de apreciação do trabalho. Essa falta de reconhecimento era apontada como um dos principais motivos de não haver mais participação nas pesquisas da Wikipedia. O que vocês acham?

Fonte: ReadWriteWeb

Um recorde. O Google tornou-se a primeira organização a superar a marca de 1 bilhão de usuários únicos em um mês, no caso o mês de maio passado, segundo dados publicados no dia 21 pela ComScore. O número de visitantes do Google aumentou no mês passado em 8,4%, em termos anualizados, enquanto as páginas da Microsoft alcançaram 905 milhões de visitas únicas  — um aumento de 15% durante os últimos 12 meses. O Facebook ficou em terceiro lugar,com 714 milhões de usuários únicos, 30% mais que no mesmo mês de 2010, na frente do Yahoo!, que aumentou 10,8%, recebendo 689 milhões de visitantes únicos.

Fonte: Veja

Ou de qualquer outra forma, desde que nova. Porque, verdade seja dita, a onda de sites de compras coletivas já está na fase de esgotamento. Pelo menos no modelo criado pelo GroupOn e seguido aqui entre nós pelo Peixe Urbano, pelo ClickOn, pelo Oferta Única, pelo… enfim, pelas centenas de sites que estão na mesma toada.

Por que, esgotamento? Em primeiro lugar, porque o custo de aquisição de um novo cliente foi para as nuvens. Fala-se em mais de 50 reais. Imagine quanto esses sites que saíram na frente teriam que gastar hoje para montar a base que possuem atualmente. Algumas centenas de milhões de reais. Em vez de lançar o Imperdível, teríamos que lançar o Impensável.

A aposta agora é em qual será o próximo modelo.

Uma novidade que pintou recentemente foi o  u-Deals, site criado em San Francisco, pela Loopt, um mashup de FourSquare com compras coletivas já famoso na região. No u-Deals, você escolhe o que deseja comprar com desconto. Se quiser visitar um bar, por exemplo, você manda a sugestão à empresa que, se identificar ali uma boa oportunidade de negócio, procura o estabelecimento. A partir daí, basta chamar os convidados e esperar até que a oferta apareça. Quando isso acontecer, todos os cadastrados recebem um link que dá direito ao cupom.

A gente aqui no Laboratório está fazendo alguns experimentos. E você, já tem uma idéia do próximo “groupon”?

Que tal aposentar o controle remoto? Estamos quase lá.

A Microsoft aproveitou o festival publicitário de Cannes para mostrar sua nova plataforma de interatividade com anúncios. O nome é NUads – de Natural User Interface Ads. Através dela, via Xbox, a interação sai do controle remoto e passa para os gestos do usuário.

No video abaixo, você verá que dá para compartilhar comerciais no Twitter, receber mais detalhes sobre o produto anunciando, agendar lembretes no celular para assistir um programa que foi anunciado, procurar por lojas próximas de você, participar de votações online, o que você quiser criar.

Fonte: Brand Channel

A matéria é do site Ciclo Vivo. Se você quiser ler o artigo inteiro e ver as fotos das bolsas, clique aqui.

Os avanços tecnológicos na área da energia fotovoltaicas têm possibilitado a construção de materiais leves e portáteis; um bom exemplo disto está na variedade de modelos de bolsas e mochilas solares que podem ser usados como carregadores, em qualquer lugar onde haja luz solar abundante.

1 – Infinit Solar Bag: capaz de carregar com luz natural e vem com nove adaptadores diferentes para suas necessidades…

2 – Sakku Buddy Solar Baginteiramente de materiais reciclados. Tem 2 tipos, um deles com bateria recarregável integrada…

3 – Eclipse Solar Gear Bag: com módulo solar de carregamento flexível, ideal para os amantes da fotografia…

4 – O-Range:  podem ser personalizadas, adicionando-se painéis solares e kits específicos para tipos de dispositivo móvel…

5 – Sunny Bag: com painéis solares integrados, inclui conectores para mais de 400 telefones diferentes…

Adnews:

A partir de 2012, a internet ganhará novos domínios, que não precisarão mais respeitar ao padrão atual. Hoje existem 22 tipos de terminações (.com, .org, .br etc.), mas a ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers) abriu a possibilidade de se mudar a sigla para qualquer palavra.

A alteração significa que empresas poderão comprar um nome diferente para suas páginas. Por exemplo, a Apple não precisaria do .com, poderia adotar um .apple, ou então uma personalidade como Barack Obama, se quisesse, poderia comprar um .obama.

Para fazer a mudança será necessário pagar US$ 185 mil no ato de compra e mais US$ 25 mil por ano para manutenção do domínio. As inscrições serão aceitas de 12 de janeiro a 12 de abril de 2012.

Com informações de IDGNow! e Mashable

É a anti-compra-por-impulso. Você entra no site, busca o produto e recebe a informação se deve comprar já ou se é melhor esperar. Por enquanto, serve apenas para produtos como TVs, laptops – e nos EUA – mas a promessa é que vai expandir para outros produtos.

Aqui no Laboratório, todo mundo tem experiência de arrependimentos. Compra-se o top do top só para descobrir, uma semana depois, que no próximo mês virá uma nova geração, com tudo o que você descobriu que faltava no atual.

Leia (em inglês) a matéria do TechCrunch sobre o assunto.