Uma coisa engraçada no fenômeno das redes sociais é como as pessoas simplesmente abrem mão de suas privacidades. Você entra em algumas comunidades do Orkut, ou em páginas do Facebook, e lê cada coisa que deixaria arrepiado aquela garota cheia de piercings em tudo quanto é lugar e que você conheceu na última balada. Sua mãe, então…
Outra coisa engraçada é a mania de listas. E o Jeff Bullas, um especialista em redes sociais que sigo no Twitter (@jeffbullas) é o rei das listas: os 5 isso, os 10 aquilo. Recentemente, ele publicou no blog dele a lista abaixo. A gente aqui do Laboratório se divertiu e concordou no geral. E você?
Segundo o Jeff, você não deve…
1. Contar sobre qual galinha está pondo para chocar ou de que vaca está tirando leite no Farmville (Facebook)
2. Quantas pessoas você matou nas Mafia wars ou onde eles estão enterrados (mais uma vez, Facebook)
3. Publicar fotos de festas onde você aparece trêbado ou com a mão onde não devia colocar
4. Contar que está dando uma festa.. você pode receber mais convidados do que pensava inicialmente
5. Publicar fotos mostrando seu flerte com a mulher do chefe na festa de final de ano
6. Contar que está tendo um caso
7. Ou que está pensando em ter um caso
8. Reclamar do seu chefe
9. Contar que odeia seu trabalho e quer pular fora… seu desejo pode ser atendido
10. Compartilhar fotos ou um evento, mostrando que você não estava doente naquele dia em que não apareceu no trabalho
11. Muito menos contar que está pensando em se fingir de doente
12. Fazer drama para cima de seus amigos
13. Ou contar os problemas de seus pais
14. Revelar senhas… a menos que você tenha mais dinheiro do que miolos
15. Dar dicas sobre senhas como, por exemplo, o nome do seu cachorro
16. Publicar imagens ou videos de seus filhos
17. Atualizar seu Facebook depois que escapou da cadeia e está fugindo (não ria: aconteceu)
18. Revelar o que você acha de um julgamento… se você é um jurado
19. Linkar sites pessoas com profissionais como LinkedIn.. não misture negócios e prazer
20. Dar informações financeiras como quanto você tem ou não tem em sua conta bancária
21. Dar informações pessoais
22. Contar como ganhar mais amigos ou seguidores… vai aparecer sempre um golpe
23. Contar que está saindo de férias
24. Muito menos, as datas em que estará fora, de férias
25. Sua agenda diária… ladrões sabem usar essas pequenas dicas
26. Mostrar que está fazendo algo estúpido… não é bom para sua marca pessoal
27. Falar sobre suas necessidades higiênicas
28. Revelar posições extremistas em raça, religião ou politica
29. Contar o que você comeu no café da manhã
30. Finalmente, compartilhar qualquer coisa com a qual você não se sinta confortável
Anúncios

(Robert Galbraith, para Meio & Mensagem)

Aos poucos, os clubes brasileiros estão reduzindo a dependência das vendas de craques ao futebol exterior para fechar suas contas. As projeções da consultoria Crowe Horwath RCS indicam que os times brasileiros devem faturar neste ano um valor próximo de R$ 2,1 bilhões, dos quais cerca de R$ 313 milhões (15%) se forem levadas em conta apenas as receitas oriundas de contratos de marketing e publicidade.

Esse montante, se confirmado, representa um crescimento superior a 15% em relação aos R$ 270 milhões faturados pelos clubes em 2009 – que foi de R$ 1,9 bilhão no total -, segundo cifras recentemente consolidadas pela consultoria. A transferência de atletas ao exterior, que representava 37% do volume de recursos em 2007, caiu para 19% no ano passado.

O Corinthians, segundo o levantamento, foi o clube que mais arrecadou com patrocínio e publicidade no ano passado, tendo alcançado R$ 49 milhões, praticamente o dobro do ano anterior. Na sequência aparecem o São Paulo, com R$ 31,3 milhões; Palmeiras, R$ 23,7 milhões; Santos, R$ 17,8 milhões; Internacional, R$ 16 milhões; Flamengo, R$ 15,2 milhões; São Caetano, R$ 10,9 milhões; e Grêmio, com R$ 10,3 milhões. Esses oito clubes são responsáveis por 65% do total arrecadado com patrocínios e publicidade no ano passado.

De acordo com Amir Sommogi, diretor de esporte total da Crowe Horwath RCS, o ciclo de prosperidade dos clubes brasileiros deve seguir em alta até 2014, quando a expectativa é de que o total faturado chegue a R$ 492 milhões só em marketing, patrocínios e publicidade.

Como vamos lançar em breve um video-entrevista sobre uma importante operadora de turismo brasileira que vende pacotes fantásticos para Disneyworld e parques da Flórida, o artigo abaixo, do blog Escave as mídias sociais serve como aperitivo.

A Disney está lançando um novo site de mídia social chamadoDisney Memories, onde a empresa está pedindo para você compartilhar suas lembranças de sua experiência em seus parques temáticos. Disney Memories é um portal onde os usuários podem fazer upload de fotos, vídeos e experiências, e compartilhá-las.

Se selecionado, os vídeos enviados por usuários podem aparecer em comerciais de TV. No Walt Disney World Resort, fotos serão projetadas nas torres do Cinderella Castle no parque Magic Kingdom. E no Disneyland Resort, a fachada da atração “it’s a small world” receberá uma tela de projeção para o espetáculo. Leia mais e veja os vídeos…

Segundo o Blue Bus, a pré-estreia foi marcada por polêmica e controvérsia. “Descrito como uma história visceral e inspiradora sobre a fundaçao do Facebook, ‘The Social Network’ deu à abertura do Festival de Cinema de Nova Iorque, na 6a feira, uma aura de antecipaçao e um toque de controvérsia. O filme atraiu atençao generalizada ao alegar que narra a verdadeira história da fundaçao do site – que hoje tem mais de 500 milhoes de membros e está avaliado em dezenas de bilhoes de dólares. No entanto, se baseia em um livro criticado por seus métodos de reportagem. ” Leia a matéria completa.

A bem da verdade, não se trata de qualquer computador. O Flipboard é um aplicativo para iPad, mas não deve demorar para se expandir para outras plataformas. Arrisco-me a dizer que seu lançamento marca um novo período na curta, recente, dinâmica e atualíssima história da informática. Ou melhor, da comunicação através de equipamentos de informática. Porque vai acelerar a mudança dos nossos parâmetros de leitura. Hipertexto na veia. Até agora, os e-readers apenas emulavam a leitura como conhecemos, via jornais, revistas e livros. O Flipboard vai além disso. A não ser no nome, que remete exclusivamente ao gesto de “virar” a página. Mas o aplicativo vai além, bem além. Ele agrega conteúdos de Twitter, Facebook e outras redes, inclusive RSS, cria áreas de compartilhamento, etc. Ou seja, explora aqueles interrelacionamentos multidimensionais que caracterizam a Internet.

Vejam o vídeo.

Mais uma dica do BlueBus (aqui no Laboratório, nós adoramos o “ônibus azul”; sempre trazem informações relevantes para o negócio da comunicação) em nota de Jacqueline Lafloufa:

“O Google faz questao de manter blogs para os mais diversos tipos de serviços oferecidos pela empresa, e sao mais de 100, o que dificulta a vida de quem quer se manter atualizado sobre as novidades. Para centralizar tanta informaçao foi lançado o Google New, um ‘portal’ que concentra informaçoes e novidades sobre os serviços e produtos da empresa. A notícia é doTechCrunch.”

A dica veio do Blue Bus (há sempre boas dicas por lá). Um vídeo no YouTube, divulgando o livro Where Good Ideas Come From, de Steven Johnson. É um infográfico muito legal e como adoramos infográficos aqui no Laboratório passamos a dica para vocês.

(reproduzido do site do Agora)

Leonardo Luís
do Agora

Quem anda por São Paulo e é flagrado pela roteirista Laura Guimarães, 32 anos, pode ter uma cena de sua vida retratada em postes e pontos de ônibus de bairros como Pinheiros, Jardins e Santana ou da região central da cidade.

Formada em cinema pela Faap (Fundação Armando Álvares Penteado), ela se inspira no cotidiano dos paulistanos para elaborar o que chama de “microrroteiros”: pequenos textos que descrevem situações comuns e sugerem o começo de uma história que poderia ser de qualquer um. Depois, Laura passa suas criações para papéis de cores chamativas e os cola pelas ruas.

Suas ideias também podem ser conferidas em seu perfil no Twitter (twitter.com/nopassodroteiro). “De uniforme azul, ela varria as folhas da árvore que caiam na calçada. Todos os dias no mesmo horário. Todos os dias, ele passava e sorria”, escreveu, ao observar uma mulher que varria a calçada. Para a colagem, Laura conta com a ajuda de cerca de dez amigos.

  • Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora nesta terça, 21 de setembro, nas bancas

Essa veio direto do All Facebook, que é uma espécie de blog não oficial do FB. Eles estão “sugerindo” definições adicionais aos atuais “casado”, “solteiro”, “relacionamento aberto” e até para o famoso “é complicado”. Em vez de escrever, é melhor mostrar logo o que a Jess3, agência especializada em “data visualization” criou para eles.

Matéria do Adnews:

A Logitech e a Sony estão com tudo pronto para o lançamento do Google TV, segundo declaração do diretor de Comunicação do Google do Brasil, Felix Ximenes, à Cristina de Luca – do IDGNow!. O primeiro set-top box do gigante das buscas será lançado no mercado norte-americano em 29 de setembro por US$300.

O lançamento será próximo ao da previsão de chegada da Apple TV ao mercado. O serviço da marca da maçã será comercializado a US$99, com acesso aos vídeos da iTunes e do serviço Netflix. Já o Google oferecerá a liebrdade de navegação e consumo de produtos.

Com ela, telespectadores poderão assistir a programas e filmes sem precisar de emissoras. O aparelho receptor terá o software do Google que vai se conectar à rede e teclado com os comandos; iPhones ou celulares com Android também poderão ser usados.

De acordo com o G1, na semana passada, o chefe-executivo da Intel, Paul Otellini, disse ao jornal americano “The Wall Street Journal” que os receptadores da Google TV começariam a ser vendidos ainda em setembro.

A Logitech não confirma oficialmente a informação, mas inseriu todas as notícias com referência ao preço e à data na área de clipping do site oficial do produto.