Nas últimas semanas, tanto as montadoras tradicionais como as empresas de tecnologia anunciaram planos ambiciosos de carros elétricos, mas Elon Musk não pretende abrir mão de sua liderança visionária. E tratou de aumentar as apostas: em 2018, a Tesla pretende lançar 500 mil carros (o número anterior era 373 mil). Leia o resto deste post »

UATC-CAR-BRIDGE-16x9-917x516Empresa considera fundamental o desenvolvimento de tecnologia de direção autônoma
Leia o resto deste post »

GhostDrone 2.0, da chinesa EHang

Um ano atrás, Philip McNamara, diretor geral da Voxpro USA, escreveu um artigo para o TechCrunch chamado “Are Drones A Fad Or Here For Good?” Na semana passada, ele publicou um novo artigo em que responde a questão. “Não, os drones não são um modismo — eles estão aqui para ficar.” E apresenta uma série de dados para comprovar sua tese.

Leia o resto deste post »

Serviço será chamado Unplugged e oferecerá aos clientes canais de TV a cabo transmitidos pela Internet
O lançamento do serviço de TV por assinatura do YouTube é mais do que um simples projeto, é uma das maiores prioridades do site de compartilhamento de vídeos. O YouTube, inclusive, já modificou sua arquitetura técnica e seus executivos discutem os planos com as maiores empresas de mídia, como a NBCUniversal, a Viacom, a Fox e a CBS, com o objetivo de assegurar alguns direitos. O modelo de assinaturas é um projeto antigo do YouTube e a primeira iniciativa nesse campo foi feito no segundo semestre do ano passado, com o lançamento do Red. Mas o Unplugged é um movimento mais ambicioso e vem sendo desenvolvido no mínimo desde 2012, embora tenha ganho mais urgência nos últimos meses, quando ficou claro que a Apple e a Amazon tem projetos similares. Além disso, a Dish Network e a Sony lançaram serviços de TV online. Fonte: Bloomberg

Leia o resto deste post »

Por mais que isso possa incomodar uns e outros, mas o fato é que o modelo atual do Uber é transicional. Lembra-me um pouco a Netflix de dez anos atrás, quando as pessoas recebiam assinavam para receber DVDs em casa, o que destruiu gigantes como a Blockbuster.

Leia o resto deste post »

Uber Offers get merchants to pay for your rideServiço é parceria do Uber com a Visa e é muito simples: pagou a oferta com Visa, ganha desconto na próxima corrida
O Uber quer ser mais do que apenas uma opção aos táxis, quer ser também uma mídia eficaz. E, para isso, lançou o Uber Offers que oferece aos varejistas a oportunidade de embarcarem no app usado com muita frequência por potenciais consumidores e postarem promoções. O serviço é uma parceria do serviço de compartilhamento de carros com o TrialPay, da Visa, e na prática permite que os usuários ganhem um desconto na próxima viagem se fizerem compras em determinadas lojas. É muito simples de usar: basta aceitar a oferta e pagar a compra com um cartão Visa para receber o desconto. Fonte: TechCrunch

Leia o resto deste post »

Jeffrey KatzenbergJeffrey Katzenberg sai do dia a dia da DreamWorks para assumir a chefia de uma unidade da NBCUniversal
Leia o resto deste post »

Netflix e Amazon provaram havia espaço no mundo do entretenimento; agora, chegou a vez de outras gigantes subir ao palco
Leia o resto deste post »

Netflix origcontnetCrescimento acelerado será necessário para enfrentar concorrência de pesos pesados como Amazon, Hulu, HBO e Disney
Leia o resto deste post »

A ideia da rede social é tornar mais fácil o uso da plataforma para coisas do mundo real
Ticketmaster e Eventbrite são empresas especializadas na venda de ingressos. Principalmente através de seus sites. Cada vez mais, no entanto, o público dessas empresas, jovens em sua maioria, recusa-se a sair de seus smartphones — e dos apps de redes sociais, com Facebook na liderança. A solução era óbvia: já que a montanha não vinha a Maomé, Maomé foi à montanha. Nesta segunda, 11/4, o site BuzzFeed informou que a Ticketmaster ia começar a vender ingressos diretamente no Facebook. E, algumas horas depois, atualizou a informação, anunciando que a Eventbrite havia tomado a mesma decisão. O fato de serem duas as empresas a começarem a usar a rede para esse negócio indica que se trata de um negócio que está sendo levado a sério pelo Facebook e não um simplesmente experimento. Nesse sentido, o diretor de Product Partnerships da empresa, Jon Park, contou ao BuzzFeed que o Facebook está tentando tornar mais fácil para as pessoas usar sua plataforma para ir ao mundo real. Fonte: BuzzFeed

Leia o resto deste post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 48 outros seguidores