29 de fevereiro é chamado de Leap Day nos países de língua inglesa e deveria, segundo a empresa, ser devolvido às pessoas para que elas pudessem fazer o bem
A rede de varejo Zappos, que pertence à Amazon e é conhecida por sua criatividade, deu a todos os seus 1.600 funcionários um dia de folga remunerada nesta segunda-feira, 29/2. Além disso, a empresa lançou uma petição no site Change.org, juntamente com uma campanha nas mídias sociais, usando a hashtag #TakeTheLeap, para que o Leap Day, como esse dia que existe apenas em anos bissextos é chamado nos países de língua inglesa, seja declarado um feriado nacional. “Nós queremos dar esse dia de volta para as pessoas”, declarou uma porta-voz da empresa. “Ele deveria ser usado como um dia de bônus para fazer o bem — para sua comunidade, para sua família, para você mesmo.” Fonte: Adweeek

Lembre-se: ainda dá tempo de se inscrever no Curso de Especialização da Abemd: abemd.org.br

Continue lendo »

Ikea, eBay, Zappos: se você quer clientes fieis, engaje seus funcionários

A Time Inc. está cortando pessoal. Saiba mais abaixo

Um novo estudo realizado pela Cvent, empresas de softwares online, descobriu que as taxas de retenção de clientes são 18% maiores, em média, quando os funcionários estão altamente engajados no processo. É um número que muitas das melhores empresas que operam atualmente já conhecem há algum tempo, e alguns dos mais experientes, incluindo o eBay, IKEA e Zappos.com, encontraram maneiras de aumentar o envolvimento dos funcionários para aumentar a fidelidade do cliente. O relatório “Employee Engagement: Revenue Growth Strategy for 2014” também apontou que o aumento do envolvimento dos funcionários pode afetar positivamente o retorno do investimento. Continue lendo »

Um choque de realidade para a Geração “Y”

O mundo atual, moderno e tecnológico e a chamada Geração “Y” parecem ter sido criados um para o outro. Afinal, quem mais seria capaz de acompanhar na mesma velocidade as mudanças quase diárias que ocorrem simultaneamente nos quatro cantos do planeta? A cada dia, surge uma Start Up promissora e, junto com ela, talvez o novo jovem super-star da tecnologia. CEOs com mais de 50 anos? Esqueça. Eles não passam de dinossauros. Fósseis de um mundo obsoleto onde os celulares tinham o tamanho e peso equivalente a um tijolo e perdiam uma em cada duas ligações (acredite, celulares só faziam e recebiam chamadas). Por falar nesse mundo, eu venho justamente dele, logo, devo ser considerado um dinossauro. Leiam o artigo completo no site Indikabem.

Varejistas vão usar mais QR codes para impulsionar o m-commerce neste final de ano Continue lendo »

Honda une-se à Zynga para uma campanha mobile baseada em premiação

A Honda e a Zynga uniram-se para lançar a primeira campanha mobile da fabricantes de jogos baseada em prêmios. São dois jogos de palavras que a área de pesquisas da Honda acredita atrair o público-alvo da montadora. Os jogadores são premiados ao usar palavras relacionadas com a Honda e nos primeiros quatro dias da campanha 220 mil palavras patrocinadas foram jogadas. CNET/Internet & Media blog

Twitter inicia venda de publicidade na AL Continue lendo »

Sabe aquele caso da loja Visou? Infelizmente, não é tão incomum. Um recente estudo descobriu que a reação ao Twitter entre os 25 maiores varejistas online era para dizer o mínimo decepcionante. Apenas 2 entre eles, Zappos.com e L.L.Bean.com, responderam 100% das questões. 44% responderam em até 24 horas. E 6 – seis grandes varejistas online! – jamais se dignaram a dar uma mísera resposta.

O mais grave é que, de acordo com a F.C. Tucker Company, Inc., cerca de 15% dos jovens consumidores (16-24 anos) preferem usar mídias sociais em relação a qualquer outro canal de atendimento consumidor. Mas, como vimos acima, eles simplesmente não são escutados. É ou não uma fantástica vantagem competitiva a explorar? Continue lendo »

Fiz questão de traduzir o artigo abaixo, do site GetElastic, especializado em ecommerce, e publicá-lo por duas razões. Em primeiro lugar, o tema não é tão comum. De um lado, os especialistas em ecommerce parecem só ter olhos para SEO e mídias sociais. Do outro, há poucos especialistas em programas de fidelidade que pularam o fosso entre offline e online; a maioria refugia-se no conforto de seu mundo “real” e no máximo traduziram seus newsletter impressos para email marketing.

A outra razão é porque a autora, Linda Bustos, diretora de pesquisas para ecommerce na Elastic Path, cuja foto publiquei ao lado, tentou ser o mais simples e prática possível, trabalhando sobre exemplos concretos e ao alcance de qualquer varejo eletrônico, mesmo os menores. O ponto de partida de seu artigo é que o comprador online de hoje em dia é particularmente hábil em comparações. Por isso, programas de fidelidade e de incentivo são mais importantes do que nunca. Eis as ideias da Linda. Continue lendo »