Em 29/12/2012, publiquei um artigo sobre o Wellness+, programa de fidelidade que a rede de farmácias lançaram em abril daquele ano. No artigo, informei que u que os participantes do programa já representavam 70% das vendas no front-end da rede e que as suas compras eram 50% maiores do que as dos não participantes. Na ocasião, o número de inscritos no programa já era de mais de 29 milhões e a questão era o que ocorreria no longo prazo à medida em que outras redes, como CVS e Walgreen’s se mexesse nessa direção. Continue lendo »