Loja virtual que mandou cliente “procurar um macho” comemora sucesso e diz que teve lucro absurdo

Lembram do caso? Em 10 de setembro, um mês atrás, portanto, um blog do Estadão denunciou o tratamento que uma consumidora, por acaso jornalista, havia recebido da loja virtual Visou. Ao fazer uma reclamação no perfil da loja no Facebook por não haver recebido um produto no prazo estipulado, recebeu a seguinte resposta: “Sua vagabundinha de merda. Domingo à noite e você na internet? Não tem um macho pra te comer não? Seu lixo”. Outras clientes disseram que também foram tratadas de maneira truculenta, própria de adolescentes que não gostam de ser contrariados. Bem,a coisa não para por aqui. O blog entrou em contato com os donos da marca, Natasha Souto e Richard Ferrari, para solicitar uma entrevista e recebeu as mensagens que estão ao lado. Em resumo: tratar mal os clientes parece que dá certo. Pelo menos se você visa aquela parcela de público que morre de rir com Danilo Gentili, Rafinha Bastos et caterva. O que você acha? Leia a matéria completa no Curiocidade.

Nikon une-se à ONU para premiar desenhos de crianças do mundo inteiro sobre o tema “Comunidade Verde” Continue lendo »

Zynga leva “fazendeiros” do Facebook para o próximo nível

A Zynga anunciou ontem o lançamento global do FarmVille 2, a nova geração do popular jogo da empresa para Facebook. “FarmVille 2 oferece aos jogadores uma nova maneira de cuidar de suas fazendas ao entregar uma experiência imersiva, personagens ricos e novos recursos sociais que farão os tabuleiros criar vida junto com seus amigos”, afirmou Tim LeTourneau, vice presidente de games da Zynga. É o primeiro produto da Zynga construído inteiramente em 3D. O jogo permite que os jogadores não apenas plantem e cultivem como também usem suas colheitas para fazer coisas como alimentar galinhas e cozinhar bolos que podem levar para o mercado e vender. Leia a matéria completa, em inglês, no Mashable.

Os 50 mais inovadores do mundo digital brasileiro Continue lendo »

Proxxima News:

A Universia Brasil e a UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas) lançam o ‘Open CourseWare Unicamp‘, canal virtual com conteúdos educacionais e digitais originários de cursos de graduação da Universidade. O internauta pode baixar conteúdos gratuitamente no www.ocw.unicamp.br. O objetivo é oferecer conteúdos, como apostilas, textos, fotos, vídeos, animações, entre outros materiais, para uso gratuito da sociedade.

Segundo Ricardo Fasti, diretor geral da Universia Brasil, que acompanhou o lançamento oficial do Portal, trata-se de uma iniciativa inovadora, e a inovação é uma das características da Unicamp. “Essa ferramenta certamente mexerá com uma série de situações, inclusive com métodos pedagógicos. O desafio que fica aos professores é fazer com que os conteúdos de suas aulas também possam ser aprendidos a distância”, afirmou.

Para Marcelo Knobel, titular da Pró-Reitoria de Graduação (PRG) da Unicamp, muitos docentes já manifestaram o desejo de publicar conteúdos didáticos no portal. “Nossa tarefa foi desenvolver uma plataforma com recursos de edição, respeitando o direito autoral”, explica.