Toshiba sells TV, visual solutions unit to Hisense of China

Toshiba vai virar Hisense. Leia abaixo

Captura de dados cresce exponencialmente, mas é preciso investir em interpretação dos dados  Continue lendo »

Resultado de imagem para marni walden

Marni Walden, VP da Verizon

Empresas compartilharão responsabilidades legais e regulatórias decorrentes dos roubos de dados Continue lendo »

Segundo dados do serviço Device Essentials, da Score, publicados hoje, o Kindle Fire, tablet da Amazon lançado em novembro de 2011, conquistou um importante espaço no mercado de tablets, em um curto período de tempo. Entre os tablets com sistema Android, o Kindle Fire quase dobrou sua participação nos últimos dois meses, de 29,4%de participação em dezembro de 2011 a 54,4 % em fevereiro de 2012, alcançando a liderança entre os tablets Android por larga margem. Em segundo lugar, vem a família Samsung Galaxy Tab, com 15,4% em fevereiro, seguida pelo Xoom Motorola com 7%. O Asus Transformer e o Toshiba AT100 completam os top 5, com 6,3% e 5,7% do mercado, respectivamente.

Para detalhes adicionais, leia o press release.

A primeira notícia vem da Índia e é bem interessante. Campanha da operadora UniverCell mostra craques vestindo camisas de seleções adversárias. Confira as imagens na matéria do Globo Esporte.

Em seguida, vêm duas ou três  notícias que podem ser lidas como irmãs siamesas. Ou não. A primeira é um comentário em video do colunista Ricardo Feltrin, do Uol. Segundo ele, “os números brutos mostram que é a TV aberta o único veículo que deve se preocupar com seu futuro em curto e médio prazo”. Confiram.

Mas para onde está indo o público? E aí é que vem a segunda notícia, Número de brasileiros na web chega a 79,9 mi, que é do Meio&Mensagem, comentando pesquisa Ibope Nielsen Online. Tem a ver?

E a terceira, do Adnews, vai na mesma linha:  Audiência em sites de notícias cresce 30%, diz estudo

Já a notícia sobre o tablet da Toshiba eu achei interessante porque o tamanho da tela do iPad sempre me incomodou.

Toshiba anuncia o maior tablet do mundo

O mundo dos tablets já incluía desde o pequeno Samsung Galaxy Note, de 5,3 polegadas até diversos modelos de 10,1 polegadas. Mas os japoneses da Toshiba parecem achar que isso não era suficiente. A empresa acaba de anunciar o Excite 13, o maior tablet produzido em quantidades industriais no mundo, com tela de 13,3 polegadas. Leia a matéria completa no Exame.com.

Por fim, outra notícia interessante:

Rede social para amantes de moda

Aplicativo Trendabl gratuito para iPhone permite o compartilhamento de artigos fashions. Leia a matéria completa no portal ProXXIma.

O Google, o Facebook, a Wikipedia, o Yahoo, Twitter e outros dos sites de maior audiência da internet podem interromper seus serviços como uma forma de protesto. A notícia, que ganhou força na web nas últimas horas, explica que a decisão seria uma maneira desses portais manifestarem seu descontentamento com a lei antipirataria S.O.P.A (sigla de Stop Online Piracy Act), que está em discussão no Senado norte-americano. Leia a matéria completa. Continue lendo »

A Synaptics é uma empresa que desenvolver soluções de interfaces (por exemplo, touchpads e touchscreens) para marcas como Apple, Acer, Dell, HTC, HP, Nokia, Samsung, Sony, Toshiba e muitas outras. Seu conceito  “Fuse”  já seria notável pelo fato de  ela ter conseguido envolver tantas empresas no seu design: Alloy, TAT, Immersion e Texas Instruments.

A Alloy participou com sua área de design de produtos e desenvolveu a Interface do Usuário, junto a TAT. Esta outra empresa desenvolveu o ambiente 3D. A Immersion adicionou o feedback tátil. E a Texas Instruments… Bem, esta é outra diferença entre este conceito e os outros celulares futuristas que mostrei antes: a TI forneceu o processador OMAP 3630, que permitiu que fosse criado um protótipo real desse celular.

Mas isso não é tudo. Como você pode ver acima (no video, fica ainda mais claro), o Fuse foi desenvolvido para poder ser usado com apenas uma mão. Para isso, a sensibilidade do “multi-touch” foi expandida (o verso do telefone tem uma superfície , além de ganhar melhor feedback tátil (aquele zumbido leve), gráficos em 3D, sensores de proximidade e de “grip”, isto é, onde “se agarra” o telefone. Estes últimos controlam os movimentos de “pan” e de “scroll” do telefone.

Fonte: Mashable.com