Resultado de imagem para time warner toonUma marca menos conhecida vai matar uma mais conhecida — mas analistas concordam com a decisão

Continue lendo »

Tesla_SuperchargingStationComo uma “startup” que tem 30 mil funcionários projetou, produziu e entregou uma solução em 6 dias Continue lendo »

Resultado de imagem para citi paypalAcordo permite aos portadores dos cartões usar PayPal online, em compras in-app e também nas lojas

Continue lendo »

Foram ouvidos executivos dos EUA, Reino Unido, Brasil, China e Canadá

Continue lendo »

mark-zuckerberg-diretor-executivo-do-facebook-apresenta-recurso-de-mecanismo-de-busca-da-rede-social-em-menlo-park-sede-da-empresa-1358274506918_300x300Predomínio sobre as demais redes sociais continuará – e por uma larga margem – até pelo menos 2020

De vez em quando volta à baila a especulação sobre a decadência do Facebook. Bem, aparentemente, isso ainda não ocorrerá este ano. Pelo contrário, de acordo com o mais recente estudo da eMarketer sobre uso de mídias sociais, este ano, pela primeira vez, mais da metade da população dos EUA usará a rede de Mr. Zuckerberg: 50,3% dos estadunidenses de todas as idades entrarão no Facebook pelo menos uma vez por mês – em 2015, o índice foi de 49,3%. O estudo prevê que o o domínio do Facebook será mantido – e por uma larga margem – pelo menos até 2020. Fonte: eMarketer 

Continue lendo »

Yahoo! Brasil prepara equipe exclusiva para os Jogos Olímpicos

O Yahoo! Brasil promete realizar a cobertura mais abrangente e original dos Jogos Olímpicos de Londres na internet. Além de reproduzir conteúdos dos mais de 180 jornalistas de todo o mundo que serão enviados pelo portal, a cobertura brasileira do Yahoo! terá como destaques as contribuições de Ana Moser, Rafael Cortez e Sofia Reis, ao lado de uma equipe de especialistas em Londres e São Paulo. Continue lendo »

MM Online:

Sua unidade monetária virtual, o Facebook Credits, será a única de se pagar pelos jogos sociais

Uma decisão do Facebook deverá afetar o mercado de micro-pagamentos nos Estados Unidos. A empresa decidiu que, a partir de 1º de julho, sua moeda eletrônica, o Facebook Credits, será a única maneira de se pagar pelos jogos na rede social.

A informação, do blog TechCrunch, dá a entender que os jogos poderão manter suas moedas virtuais, como a FarmBucks, do FarmVille, mas os usuários poderão pagar apenas com o Credits.

Este mercado tem crescido muito naquele país e se constitui em uma mina de ouro. Segundo o Adweek, o jogo CityVille, o mais novo da Zynga, já excedeu  100 milhões de jogadores em poucos meses.

Dentre as unidades monetárias que deverão ser afetadas estão o PayPal e o Checkout do Google. Estima-se ainda que o Facebook coloque no bolso 30% de cada crédito no Credit.