A Macworld fez uma comparação entre o tablet que a HP acaba de anunciar, o tablet da Apple, que já é um sucesso há algum tempo, e o da Motorola, que surgiu fazendo barulho.

Algumas diferenças são importantes. O processador dos dois novos tablets, por exemplo, são mais poderosos do que o do iPad, o que faz com que os aplicativos abram mais rápido neles. Além disso, têm mais memória RAM, o que auxilia na multitarefa. Em compensação, essas “coisinhas” diminuem o tempo da bateria.

Outra vantagem dos novos: câmera. O Xoom, inclusive, tem câmera frontal e câmera traseira. O iPad não tem nenhuma.  Mas o tablet da Apple tem mais capacidade de armazenamento (o da Motorola, por outro lado, tem capacidade de armazenamento expansível, via cartão SD.

Outras diferenças: o TouchPad pode ser carregado via wireless (sem cabo) com um acessório separado, e o Xoom possui saída para vídeo HD.

E tem a questão do sistema operacional. O TouchPad será o primeiro tablet a rodar o WebOS, o sistema operacional que a HP adquiriu quando comprou a Palm no ano passado. Dessa forma, o aparelho da HP empregará a mesma metáfora “card-stack” (empilhar cartas) encontrada nos smartphones da Palm para organizar os aplicativos.

O Android 3.0, também chamado de Honeycomb, no Motorola Xoom, também é uma novidade. O sistema é o primeiro Android desenvolvido especificamente para tablets e traz vários novos elementos de interface nunca vistos antes em smartphones com o sistema da Google.

Um aviso: como vem por aí o iPad 2, a comparação acima logo, logo poderá estar defasada. É viver para ver.