Essa é muito interesssante: vem do francês “tenez”, imperativo do verbo “tenir”, segurar, no sentido de “segure essa bola, se for capaz”. Porque era assim que os jogadores, nos primórdios do jogo, dirigiam-se ao adversário quando iam sacar. Em francês, claro — noblesse oblige!

A história tem outros pontos curiosos. Por volta do final do século XIX, o militar inglês Walter Clopton Winfield afirmava que havia criado este esporte, ao qual denominou “ sphairistiké “, que era o nome de um antigo jogo grego.

Mas o pessoal não comprou essa versão. Considera-se que Winfield apenas se limitou a fazer uma adaptação de jogos como o “ jeu de paume “, “ squash “ e “ badminton “ para quadras ao ar livre. O infeliz do nome também não pegou e se usou “ tenes “,  “ teney “ e, finalmente, “ tennis “, a partir do já citado “ tenez”.

Fonte: http://www.umacoisaeoutra.com.br