IDG Now:

O Yahoo planeja liberar algumas de suas tecnologias, incluindo as relacionadas a armazenamento, à comunidade open source, afirmou um executivo sênior da empresa.

Os sistemas a serem abertos foram construídos pelo Yahoo para lidar com a audiência massiva de seus sites, mas não trazem necessariamente vantagem competitiva à empresa, disse David Chaiken, arquiteto-chefe do Yahoo, em uma entrevista em Bangalore, na Índia, na sexta-feira (25/3).

Leia a matéria completa.

 

(A gente aqui no Laboratório gostou e achou que você iria gostar também desta nota do Marcelo Albagli, publicadaontem no Blue Bus. Ele conta as “desventuras” recentes do fundador do Facebook. Ironicamente, tem tudo a ver com… privacidade! Vale a pena uma lida.)

A vida de Mark Zuckerberg está se tornando um inferno

Imagina o porquê? Por falta de privacidade! O nova-iorquino Paul Ceglia afirma possuir um contrato que lhe daria o direito de controlar nada menos que 84% da maior rede social do planeta. Agora nas cortes federais, onde especialistas acreditam que a chance de Zuckerberg enfrentar um juri é menor, Ceglia tenta trazer o processo q iniciou 2 meses atrás de volta para o seu estado. Segundo ele, lá haveria a jurisdiçao necessária para desmascarar fatos da vida privada de Zuckerberg, relevantes para o processo.

Ao apoiar financeiramente o open source Diaspora, concorrente em potencial do próprio Facebook, Zuckerberg continua tentando se afastar do polêmico tema da privacidade. Mas ele nao é o único a querer se aproveitar do conteúdo gerado e compartilhado nas redes sociais. Na verdade, é um ganha-ganha para agências, veículos e anunciantes – sem falar na própria indústria de tecnologia. Se o movimento dos advogados de Zuckerberg é apenas estratégico, ou se de fato existem detalhes embaraçosos que o jovem bilionário tenta esconder, isso esperamos descobrir em breve.