Make Direct Mail and Important Part of Your E-commerce MarketingUsa-se a mesma metodologia do retargeting digital e pode ser muito mais eficaz Continue lendo »

Netflix, the TV-streaming company behind hit shows such as The Crown and House Of Cards (pictured), is working on ways to give viewers control of key plot decisions in a new interactive storytelling strategy

Já imaginou se você pudesse criar os finais dos episódios de suas séries favoritas? A Netflix já. Confira abaixo

CEO da Wayin acredita que o uso de novas tecnologias permitirá a entrega de experiências de marketing 1:1 em escala de massa

Continue lendo »

Resultado de imagem para reed hastingsServiço já tem mais de 90 milhões de assinantes em todo o mundo

Continue lendo »

Polícia acionou a empresa e tudo mais foi feito remotamente
Uma das promessas dos carros conectados é que dirigir pode se tornar mais seguro. A curto prazo, teremos os Audi conectados aos sinais de trânsito (ver nota publicada ontem) e um dispositivo de uma empresa da Samsung que pode projetar mensagens no parabrisas dos carros. Há algumas pessoas, porém, que não estão felizes com esses avanços: os ladrões de carro. Um deles foi encontrado pela polícia de Seattle trancado em um BMW 550i que havia roubado. A proprietária, tão logo descobriu o que ocorrera, chamou a polícia que, por sua vez, acionou a BMW, cujos funcionários desligaram o carro e trancaram suas portas, tudo remotamente. A polícia só teve o trabalho de ir até o local e recolher o meliante. Fonte: MediaPost IoT Daily

Maioria da marcas planeja aumentar verbas de marketing em 2017
Segundo um estudo da Conductor, empresa especializada em suporte a conteúdo e otimização de motores de busca, publicado  na segunda, 12/12, cerca de 70% dos anunciantes nos EUA pretendem investir mais em marketing no próximo ano, com 67% dizendo que o aumento será de até 75%. Em torno de 19% disse que gastará o mesmo e 5% planeja investir menos. Aproximadamente um terço planeja contratar mais profissionais de SEO e conteúdo.E 80% disse que concentrarão esforços em publicidade digital, marketing de conteúdo e SEO. Quanto ao que ocorreu em 2016, cerca de 82% das empresas relataram que introduziram de um a cinco novas tecnologias em suas organizações, 10% entre seis e dez, 7% zero, e 1% entre onze e vinte. Com relação a valores investidos em tecnologia, cerca de 61% dos entrevistados relataram verbas de meios de 100 mil dólares especificamente dedicados a tecnologia de marketing, 8% entre 100 e 150 mil dólares, e 7%, 500 mil dólares ou mais. Fonte: SearchMarketingDaily

Evolução do CRM passa por tecnologias de inteligência artificial

Clint Oram, co-fundador da SugarCRM, não tem saudades do passado. Ele lembra de, quinze anos atrás, discutir o potencial dos sistemas de CRM para prever vendas com aprendizado por máquina. Ideias não faltavam, diz o executivo, mas a tecnologia era o fator limitante: “era realmente difícil e extremamente caro implementar.” O que mudou? Segundo Oram, o advento do Software as a service, do mobile e das mídias sociais. Naquele tempo, os sistemas ficavam nos servidores das empresas e operavam praticamente como substitutos do Excel, com entradas de dados estáticas. Foi então que os CRM baseados na nuvem entraram em cena e abriram a porta para ferramentas modernas capazes de integrar aprendizado por máquia e tecnologias de inteligência artificial. O mais recente movimento envolve os líderes da indústria adquirindo empresas de inteligência de dados e os novos sistemas de CRM agem mais como assistentes digitais do que simples ferramentas de gerenciamento de dados. Fonte: TechTarget
Experiência do consumidor: por que dados são tão importantes 
À medida em que as empresas esforçam-se para adquirir e reter clientes, gerenciar a experiência do consumidor torna-se o elemento mais importante. Essa é a visão de Eric Berridge, CEO e cofundador do Bluewolf Group, uma consultoria de San Francisco. Segundo ele, dados são a moeda mais valiosa dentro de uma organização atualmente — é necessário protegê-las e cuidar delas. Como fazer isso é o componente crítico, pois os consumidores, que até agora estiveram bem abertos em relação a compartilhar seus dados, estão ficando mais espertos sobre o que e como continuarão compartilhando, afirma Berridge. Outra questão é o fato de vivermos na era do Big Data. Para verdadeiramente prever o que vai acontecer com seus consumidores, uma empresa precisa de todos os dados. Não dá para criar premissas baseados em apenas um subsegmento de dados. Ou seja, conclui, estamos cada vez mais dependentes da permissão consumidor. Fonte: SearchCRM
Usuários de TVs conectadas aceitam melhor programações com comerciais
No ano passado, de acordo com a Pivotal Research, cerca de 37 milhões de domicílios nos EUA assistiram programas on-demand com publicidade. O volume foi impulsionado por um número crescente de TVs conectadas, que pulou 65% no mesmo período. Plataformas sem publicidade, como Netflix e Amazon Prime, ainda respondem pela maior parte desse crescimento, mas o fato é que a quantidade de anúncios entregues para TVs conectadas quadruplicou, segundo a Innovid, plataforma que distribui publicidade para apps de TV como Fox Now, Hulu e Crackle. Fonte: The Wall Street Journal

 

Resultado de imagem para marvel insider

Um dos prêmios do novo programa da Marvel é ser desenhado em uma das revistas de superheróis. Confira abaixo

Empresa começa a se mover para além do modelo exclusivamente por streaming Continue lendo »

O indiano Dish Flix estaria estudando a estratégia de comunicação para o Brasil
Continue lendo »

Serviço terá 600 horas de programação original em 2016
Continue lendo »

A promoção é do tipo “pague 10 e ganhe coisas grátis” vai até o final de fevereiro
O Google vem tentando se tornar um player de peso na arena dos pagamentos móveis há algum tempo. Ultimamente, seu esforço era na direção de tornar esses pagamentos mais simples e fáceis, mas agora resolveu jogar pesado. Literalmente. A empresa acaba de lançar uma promoção chamada Tap 10 que dá prêmios a quem usar o serviço de agora até o final de fevereiro. A promoção só está disponível para quem a ver no próprio Android Pay e exige que o participante pague com o app dez vezes para se tornar eligível a receber prêmios. Os usuários verão coisas diferentes – a alguns está sendo oferecido três músicas da Play Store, a outros um Chromecast grátis. Fonte: Ubergizmo

Continue lendo »

obama-cedarfalls2015O presidente Obama anunciou que o governo dos EUA está começando a trabalhar em uma política nacional para carros autônomos e prometeu investir US$4 bi nos próximos 10 anos “para acelerar o desenvolvimento e adoção de automação segura de veículos através de projetos pilotos no mundo real”. Continue lendo »

Fiz questão de traduzir o artigo abaixo, do site GetElastic, especializado em ecommerce, e publicá-lo por duas razões. Em primeiro lugar, o tema não é tão comum. De um lado, os especialistas em ecommerce parecem só ter olhos para SEO e mídias sociais. Do outro, há poucos especialistas em programas de fidelidade que pularam o fosso entre offline e online; a maioria refugia-se no conforto de seu mundo “real” e no máximo traduziram seus newsletter impressos para email marketing.

A outra razão é porque a autora, Linda Bustos, diretora de pesquisas para ecommerce na Elastic Path, cuja foto publiquei ao lado, tentou ser o mais simples e prática possível, trabalhando sobre exemplos concretos e ao alcance de qualquer varejo eletrônico, mesmo os menores. O ponto de partida de seu artigo é que o comprador online de hoje em dia é particularmente hábil em comparações. Por isso, programas de fidelidade e de incentivo são mais importantes do que nunca. Eis as ideias da Linda. Continue lendo »