2642-12745437615w13Falando em mídias sociais, muitas vezes dá vontade de estender a mão e me apresentar da seguinte maneira: “muito prazer, Stegosaurus armatus”. Como vocês devem saber, esse “lagarto telhado” viveu no fim do período jurássico, uns 150 milhões de anos atrás, época em que a Internet caía muito mais do que hoje em dia.

Continue lendo »

A tese é simples: ou você sai da sua zona de conforto ou não vai chegar a lugar nenhum. Por isso, um grupo de profissionais (dos quais faço parte) reuniu-se e criou um portal de informações diferente e moderno, onde o assunto principal são as adversidades experimentadas pelos maiores executivos das empresas mais expressivas do Brasil e do mundo.

Decisões equivocadas, situações irreversíveis, resultados inesperados, influências externas, perda de liderança, enfim, o mundo corporativo observado sempre pelo cenário mais desconfortável.

O portal trará também artigos especiais abordando temas críticos para a sobrevivência das grandes, médias ou pequenas empresas nos tempos atuais: Gestão de Pessoas, Comportamento, Estratégias de Marketing, Internet, Mídias Sociais e muito mais, sob o ponto de vista de um excelente time de colunistas.

Visite já: www.azonadedesconforto.com.br É indicado principalmente para quem desconfia que está para dar um passo maior que a perna.

A Zona de Desconforto. Não comenta o erro de deixar de ler.

David Ogilvy se “comunica” do além

Tumblr não-autorizado exibe mensagens psicografadas – e fictícias – de David Ogilvy; possível autor é brasileiro. Leia matéria no Meio & Mensagem.

Starbucks lança máquina de café doméstica

A Starbucks anunciou, nos Estados Unidos, que entrará no negócio de cafeteiras para doses únicas. O produto, batizado de Verismo, também preparara versões expressas de bebidas à base de café. Será lançado ainda este ano.Leia matéria no Meio & Mensagem. Continue lendo »

Segundo o site Mashable.com, esportes e redes sociais é um casamento formado no céu. Notícias e resultados aparecem a todo instante, debates acesos pipocam em todos os cantos e os fãs adoram interagir com seus ídolos. A questão é o quanto esses fãs usam de fato as redes. E recentemente a GMR Marketing, especializada em brand-engagement, realizou um estudo e trouxe resultados muito interessantes, como se pode ver no infográfico abaixo. Continue lendo »

Outro artigo do blog do Jeff Bullas, sobre tendências. Este aqui foi escrito por Sookie Shuen, gerente de comunidades da Tomorrow People, uma consultoria de inbound marketing. Leia seu Inbound Marketing Blog. Eu dividi o artigo em duas partes. 

 

Como a maioria das empresas, a sua já deve estar com o plano de marketing para 2012 rodando, certo? Mas sera que você desenvolveu seu plano de forma a estar pronto para atuar de acordo com as mais recentes tendências do mercado?

Embora seja importante manter-se focado, é igualmente importante estar preparado para as oportunidades e os desafios que virão dessa tendências.

Interessado no que de mais importante para o marketing vai ocorrer este ano?

Aqui estão minhas previsões para as 10 principais tendências em 2012: Continue lendo »

Os fãs da vela oceânica mundial poderão ‘simular’ a Volvo Ocean Race 2011/2012 por meio de jogo nas redes sociais e pelo site da VOR. O internautas terão a chance, mais uma vez, de ‘navegar’ pelos mares do mundo, como Torben Grael e Paul Cayard, com os mesmos trechos da Volta ao Mundo. A disputa terá um prêmio especial para o velejador virtual, um carro Volvo XC60 de R$ 200 mil. Continue lendo »

Mais um infográfico do pessoal do Lab42. O primeiro foi sobre uso do Twitter, lembram? Agora, eles entrevistaram 500 americanos usuários registrados no LinkedIn para descobrir como eles usavam seus perfis e se valorizavam a rede como uma ferramenta profissional. A dica veio no blog do Jeff Bullas. Ainda esta semana, vamos publicar nos blogs Prospectator e Marketing de Relacionamento uma espécie de continuação deste post, com 4 maneiras simples de criar leads e oportunidades através do LinkedIn. Continue lendo »

Post publicado em Outro Lado da Notícia. A gente aqui no Laboratório gostou muito.

A internet está mudando o modo como são feitos os negócios, as relações interpessoais e, principalmente, o modo como as pessoas veem o mundo.

Erik Qualman, o autor do livro Socialnomics, produziu uma série de vídeos chamada Social Media Revolution (ou Revolução das Mídias Sociais) para mostrar aimportância da rede no dia a dia das pessoas.

O último filme, de apenas dois minutos, dá uma mostra do que aconteceu no mundo on-line entre o fim de 2010 e o primeiro semestre de 2011.

Assista ao vídeo abaixo ou, se preferir, leia o texto traduzido:

– As mídiassociais são sobre pessoas. Mais de 50% da população mundial tem menos de 30 anos

– Facebook ultrapassou Google em tráfico de dados por semana, e isso tem impacto em como nos comportamentamos off line

– Um em cada cinco casais se conheceram na internet

– Três em cada cinco casais gays se conheceram na internet

– O Facebook é a principal causa de um a cada cinco divórcios

– O que acontece em Vegas fica no Facebook, Twitter, Flickr, Youtube

– Estudantes do jardim de infância estão aprendendo com iPads, não com lousas

– Se o Facebook fosse um país, ele seria o terceiro maior do mundo

Mas o Facebook, o Twitter, o Youtube e o Google ainda não são aceitos na China. O LinkedIn ganha um novo membro a cada segundo.

“Nós não temos uma alternativa se utilizamos ou não as mídias sociais, a questão écomo nós as utilizaremos bem”, Erik Qualman.

Lady Gaga, Justin Bieber e Britney Spears tem mais seguidores no Twitter do que a população inteira de países como Suécia, Israel, Grécia, Chile, Coreia do Norte e Austrália.

Cerca de50% do tráfego de internet móvel do Reino Unido é usado para o Facebook, agora imagine se isso for utilizado por usuários com más experiências.

Mais de 37 milhões de pessoas assistiram o comercial do Volkswagen Darth Vadar que passou no intervalo da final do Super Bowl de 2011 (dos Estados Unidos) – no Youtube.

E o garotinho que interpretou Darth Vadar nunca assistiu Star Wars.

O Ford Ecplorar Lauch gerou mais visualizações no Facebook do que um comercial do Super Bowl.

As gerações Y e Z consideram e-mails ultrapassados, alguns universitários pararam de distribuir suas contas de e-mail.

Os leitores de eReaders ultrapassaram o número de leitores de livros.

Jogadores de mídias sociais irão comprar U$ 6 bilhões de bens virtuais em 2013.

Frequentadores de cinema comprarão apenas U$2,5 bilhões em bens reais.

O Youtube é a segunda maior ferramenta utilizada no mundo.

Se o Wikipedia fosse um livro, ele teria mais de 2,25 milhões de páginas e levaria mais de 123 anos para ser lido.

90% dos usuários on-line confiam em recomendações de produtos.

Apenas 14% confiam em comerciais.

93% dos marketeiros utilizam mídias sociais para os negócios.

Bem-vindo à Revolução das Mídias Sociais.

Sabemos que é um pouco off-topic, pois este laboratório não é voltado especificamente à área pedagógica, mas achamos que valia a pena reproduzir trechos de um artigo, ou post, publicado no site ProXXIma. Segundo o artigo, “o portal OnlineColleges, que faz pesquisas com estudantes e universidades sobre o uso das novas mídias e tecnologia, debateu a importância dos professores estarem conectados e manterem a política de boas maneiras para uso nas redes sociais. Essa política de boas maneiras traz meios do professor utilizar sua ferramenta da melhor forma, integrando seus alunos, socializando (!) e tornando o seu perfil uma ponte entre estudantes e a instituição de ensino.”

Entre outros motivos, a discussão foi deflagrada pelo fato de um colégio ter suspendido uma aluna de 15 anos que criou um grupo de troca de informações sobre exercícios no Facebook. Entre as sugestões do portal, destacamos o uso do Facebook para tirar dúvidas dos alunos e como backup (avisos de cancelamentos de aula, por exemplo, e de material e questões para estudo). Criar uma fanpage da classe foi outra dica interessante.

Leia a matéria…

Salesforce.com, empresa de computação nas nuvens empresarial, adqquiriu a plataforma de monitoramento de mídias sociais Radian6 por aproximadamente 276 milhões de dólares em dinheiro e 50 milhões em ações.

“Com a Radian6, a salesforce.com está ganhando a tecnologia e a liderança no mercado de monitoramento de mídias sociais”, afirmou o chairman and e CEO da Salesforce Marc Benioff. É a terceira grande aquisição nos últimos meses: adquiriu em dezembro a  Ruby cloud platform Heroku por 212 milhões de dólares, a startup de gerenciamento de contatos Etacts no mesmo mês por um valor não revelado e, em janeiro, o serviço de web “conferencing” Dimdim por 31 milhões de dólares.

Gerenciamento e monitoramento de mídias sociais estão no centro de grandes aquisições e investimentos ultimamente. Em fevereiro, a  Vitrue recebeu 17 milhões de dólares de investidores e a  Buddy Media levantou 23 milhões de dólares em outubro.