Todo começo de ano é época de acompanharmos as novidades tecnológicas que são apresentadas e demonstradas em Las Vegas, durante o Consumer Electronic Show. O CES deste ano acaba exatamente hoje, 8/1, e não foi diferente. Ou talvez tenha sido, pela ausência do que podemos chamar de “soluções disruptivas”. Continue lendo »

Anúncios

Parece aquela piada do “ligeirinho”: vai ser bom, não foi?

Em 2010, lembra um artigo do TechCrunch, os tablets significavam o “novo” e o “quente”. Naquele ano, a Apple lançou seu primeiro iPad, a Samsung destava trabalhando no Galaxy Tab e uma legião de outros fabricantes preparavam-se para inundar o mercado com seus tablets Android tablets.

Continue lendo »

Não brigue contra hackers, junte-se a eles

Sinais de trânsito gentis em NY. Confira abaixo

O relógio do marketing está correndo mais rápido do que nunca, de acordo com Bonin Bough, VP de Global Media e Consumer Engagement da Mondelez Internacional. “Levou 13 anos para a TV atingir um público de 50 milhões. Mobile chegou lá em apenas dois anos”, disse o homem que lida com marcas como Oreo e Ritz aos participantes do Marketing & Tech Partnership Summit, promovido pelo Direct Marketing News na manhã da última terça, 28/1. “Acredita-se que até 2020 todos os produtos em um supermercado Continue lendo »

O lançamento no Brasil do LG Optimus L5II será seguido de rollout nas Américas do Sul e Central, Europa, Ásia, Rússia, Oriente Médio e África

O lançamento no Brasil do LG Optimus L5II será seguido de rollout nas Américas do Sul e Central, Europa, Ásia, Rússia, Oriente Médio e África

A semana rodou bastante em torno do anúncio da desoneração dos impostos federais sobre os produtos da cesta básica. E o primeiro anúncio prático já surgiu: o Grupo Pão de Açúcar informou que começará a vender os itens com preços reduzidos a partir desta segunda-feira (11). Continue lendo »

Neymar vira Teletubbies, Robin e até Elvis em campanha

O craque entrará em campo nesta semana para estrear a nova campanha do picolé Tablito, da marca Kibon. Os comerciais serão veiculados na internet e apresentarão o jogador vestido com fantasias em situações inusitadas. Interativo e com o lema “o incrível 3,50”, os filmes trabalham o preço campeão do picolé e o que é possível fazer com esse valor. Além disso, os consumidores poderão escolher entre cinco finais diferentes para terminar a história. Leia a matéria completa no Adnews.

Assista o primeiro comercial da história do Facebook

Continue lendo »

Você sabia disso? Interessante como o sucesso cria suas própria armadilhas. Aliás, um provérbio chinês diz que “quando os deuses querem lhe punir, primeiro lhe dão quarenta anos de prosperidade”. No caso da ex-gigante de Rochester, a punição talvez até seja maior, porque a prosperidade durou mais de 100 anos. Mas a empresa que praticamente criou o negócio de filmes não soube adaptar-se aos novos tempos digitais. A ironia é ainda maior porque foi a Kodak que lançou a primeira câmera digital, em 1975. Leiam a matéria da Wall Street Journal.

Já em relação às empresas coreanas, elas estão vivendo os anos de prosperidade. Ontem, por exemplo, anunciaram para a CES 2012, que começa na próxima semana em Las Vegas, o lançamento de aparelhos na plataforma Google TV. Leiam a matéria no IDG Now.

iPad (Apple), Xoom (Motorola) e Galaxy Tab (Samsung) lideram o ranking. Sem surpresas, portanto, o estudo realizado pela E.Life, empresa que monitora e faz análise de mídia gerada pelo consumidor, de 16 a 27 de abril e que analisou um volume total de 133.006 tweets. O levantamento foi realizado por meio do E.life TweetMeter e isolou depoimentos que citavam o termo “tablet” ou as marcas e produtos Acer (Iconia), Apple (iPad), Asus (Eepad), Dell (Inspiron Duo e Latitude), HP (Tablet PC e TouchPad), iTablet, LG (Optimus), Motorola (Xoom) e Samsung (Galaxy Pad).

Dos tweets monitorados, 124.046 citavam o iPad, da Apple (93,3% da amostra), enquanto o Xoom, da Motorola, foi mencionado em 5.235 mensagens (3,9%) e o Galaxy Tab, da Samsung, em 3.850 tweets (2,9%).

Além das marcas monitoradas, também ganharam destaque no período analisado os tablets Win Tab Moove, da empresa Moove, e o V9, da ZTE, em decorrência ao anúncio feito nos dias 26 e 27 de abril sobre a previsão de lançamento desses produtos no mercado brasileiro para o mês de maio.

Foram monitorados apenas tweets publicados em português – sobretudo Brasil – e, entre os internautas que forneceram localização em seus perfis, a maioria vinha de São Paulo. Para postar as mensagens com o termo “tablets”, 42% dos acessos vinham da web, 15% do Twitterfeed e 13% do TweetDeck, aplicativos utilizados para login no microblog.

Fonte: ProXXIma News

MM Online:

Os celulares seguem como um dos objetos de consumo que mais despertam o interesse do usuário: no ano passado, foram vendidos 101% mais celulares do que em 2009, segundo dados da Nielsen Brasil. O destaque ficou para os smartphones (como iPhone, BlackBerry e os top de linha da Nokia, Samsung, Motorola, LG etc.) que registram um aumento de vendas de 279% em relação a 2009.

Dados da IDC confirmam a expansão do mercado de smartphones: segundo a empresa, foram vendidas 5 milhões de unidades no ano passado e, para este ano, a previsão é que as vendas dobrem para 10 milhões de aparelhos.

Os celulares inteligentes responderam, no ano passado, por 3,4% das vendas totais de telefones. “Esse segmento é foco de muita disputa, pois têm um preço 271% superior à média da categoria e traz uma receita superior para os fabricantes”, afirma o diretor de telecom da Nielsen Brasil, Thiago Moreira.

Apenas em dezembro do ano passado, os smartphones foram responsáveis por 17% das vendas totais do ano. É um percentual maior do que o próprio segmento, responsável por 12% das vendas totais. O usuário ainda procura celulares com rádio (que detém share de 96% nas vendas e cresceram 124%), com câmera (participação de 57% e crescimento de 121%) e tocador MP3 (participação de 37% e crescimento de 166%).

Durante a Copa do Mundo da África do Sul, os celulares com TV digital integrada também se destacaram. Atualmente, o segmento já é responsável por 2,75% das vendas totais dos celulares, cujos modelos custam, em média, 197% mais do que os telefones sem a função.

Matéria interessante no Terra conta o que significam as siglas, ou como se formaram os nomes, de algumas das empresas mais conhecidas do mundo, como IBM, Esso, LG, P&G — outras nem tanto, como a japonesa YKK. Dica do Beto Lima, na comunidade Branding Brasil, do Orkut. Confira aqui: http://migre.me/3znbV