Uma coisa é certa: nem todas as redes sociais são iguais. Embora, parafraseando o Orwell, algumas são mais iguais do que as outras. Na direção da igualdade, ou seja, se você está buscando popularidade, o Facebook é imbatível. Mas há mais vida abaixo da superfície do que você pode imaginar. Para usar uma rede social com “arte”, isto é, ser bem sucedido em termos de comunicação e engajamento, envolve a seleção do público certo e o fornecimento de informações e conteúdos que batam com suas necessidades e desejos. Continue lendo »

(Artigo interessantíssimo, escrito por Paulo Lima, do site http://www.ideiademarketing.com.br.)

O fenômeno mundial Chaves ainda é considerado por muitos uma incógnita quando falamos na proporção de seu sucesso. Um programa sem grandes investimentos, com um cenário precário e produção fraca, tomou conta do mundo e, principalmente, daqui do Brasil, onde há tanto tempo é reprisado anotando os melhores números de IBOPE para a emissora do inteligentíssimo Silvio Santos.

O fato é que explicar esse sucesso seria praticamente impossível. Mas, como aprender com o Chaves pensando no mesmo como uma marca? Veja alguns pontos relevantes abaixo:

Identidade

Você já assistiu algum episódio em que o Sr. Madruga usa uma camisa amarela ao invés do seu preto básico? Não sentiu como se o programa não tivesse em sua fase mais engraçada, em seu melhor momento ou algo parecido?

Leia a matéria completa.