Grupo usou uma manobra técnica chamada “hard fork” para criar a Bitcoin Cash — mas nem todo mundo está convencido

Continue lendo »

A HP, “atendendo a pedidos”, traz de volta o Windows 7

A Hewlett-Packard iniciou uma forte campanha publicitária para promover seus Windows 7 PCs, deixando de lado as suas próprias máquinas que rodam o Windows 8, a versão mais recente, mas muito menos popular do sistema operacional da Microsoft. A empresa de tecnologia de Palo Alto recentemente atualizou seu site para mostrar os computadores que rodam o Windows 7, dizendo que o software está de “volta por demanda popular. Continue lendo »

Ilustradores criam mascotes alternativos para a Copa

O Ilustranet, estúdio de ilustração on-line,  resolveu brincar com a escolha do mascote da Copa do Mundo no Brasil, que acabou de ser feita pelo Comitê Organizador. Usando de bom humor com viés crítico-social, os ilustradores da equipe criaram mascotes alternativos para o evento. Leia mais e veja os personagens criados no Adnews.

Os 4 maiores erros de marketing que um restaurante pode cometer (mas o exemplo serve para todas as indústrias)

O artigo abaixo foi escrito por Jerry Kaye para o blog doRestaurant Database Services, um serviço criado em 2001 e baseado em Boca Raton que tem por objetivo oferecer a restaurateurs o que ele chama de “survival tool”. Para mais informações, visite http://www.guestcontact.com .

Proprietários de restaurantes tendem a pensar que, uma vez que seu negócio esteja aberto, tudo o que têm a fazer é fornecer boa comida e serviço para os clientes entrarem por suas portas. Isso pode funcionar para alguns restaurantes, mas para a grande maioria é necessário mais do que isso: um marketing eficaz. Um marketing eficaz para restaurantes é mais do que apenas divulgar o negócio. Inclui criar uma estratégia que funcione e que evite alguns dos principais erros que os proprietários de restaurantes fazem quando tentam aplicar marketing a eles. Leia o artigo completo em A Zona de Desconforto.

Vem aí o maior evento de empreendedorismo de São Paulo Continue lendo »

A notícia de anteontem procedia, afinal: ontem entrou em operação as páginas para marcas no Twitter. Os benefícios de utilizar uma delas são: maior controle do conteúdo – por exemplo, a capacidade de destacar um tweet com vídeo ou imagens embutidas – e a inclusão de um banner no topo que funciona de forma semelhante ao timeline do Facebook. Continue lendo »

A partir de amanhã, o Twitter passa a funcionar de forma mais semelhante ao Facebook, afirma o Business Insider. Citando “uma fonte”, o site afirma que o portal de microblogging lançará amanhã para o público suas páginas de perfil que permitirão às empresas construir plataformas para os consumidores interagirem com as marcas em ambientes de iFrame e com aplicativos de games e de e-c0mmerce, dentro do ambiente do  Twitter. Continue lendo »

Ontem, eu recebi um estudo de marca para analisar. A observação principal que eu fiz foi bem direta: menos. Menos elementos para que a marca ganhe a oportunidade de se destacar. Parece contraditório, mas não é. Calcula-se que somos submetidos a uma média de 5.800 mensagens publicitárias por dia (dependendo de onde você estiver, parece que este é o número de mensagens que atingem nossos ouvidos e nossos olhos – por hora!). Poucas, muito poucas, no entanto, deixam impressões duradouras. Essas mensagens, pode observar, têm geralmente poucos mas expressivos elementos.  Continue lendo »

HP abandona mercado de tablets e smartphones

A Hewlett-Packard anunciou na quinta-feira passada o fim das vendas e produção de dispositivos móveis baseados no sistema webOS, que foi comprada pela HP em 2010, como parte da aquisição da Palm por US$ 1,2 bilhão. Entre os produtos que saem de linha estão o Palm Pre 2,Palm Pixi, Veer e o iPAQ Glisten. Um dos dispositivos que rodavam o sistema, o TouchPad, foi um fracasso de vendas. A Best Buy, parceira da HP no lançamento do tablet, afirma ter vendido menos de 10% das 270 mil unidades recebidas. Continue lendo »

iPad (Apple), Xoom (Motorola) e Galaxy Tab (Samsung) lideram o ranking. Sem surpresas, portanto, o estudo realizado pela E.Life, empresa que monitora e faz análise de mídia gerada pelo consumidor, de 16 a 27 de abril e que analisou um volume total de 133.006 tweets. O levantamento foi realizado por meio do E.life TweetMeter e isolou depoimentos que citavam o termo “tablet” ou as marcas e produtos Acer (Iconia), Apple (iPad), Asus (Eepad), Dell (Inspiron Duo e Latitude), HP (Tablet PC e TouchPad), iTablet, LG (Optimus), Motorola (Xoom) e Samsung (Galaxy Pad).

Dos tweets monitorados, 124.046 citavam o iPad, da Apple (93,3% da amostra), enquanto o Xoom, da Motorola, foi mencionado em 5.235 mensagens (3,9%) e o Galaxy Tab, da Samsung, em 3.850 tweets (2,9%).

Além das marcas monitoradas, também ganharam destaque no período analisado os tablets Win Tab Moove, da empresa Moove, e o V9, da ZTE, em decorrência ao anúncio feito nos dias 26 e 27 de abril sobre a previsão de lançamento desses produtos no mercado brasileiro para o mês de maio.

Foram monitorados apenas tweets publicados em português – sobretudo Brasil – e, entre os internautas que forneceram localização em seus perfis, a maioria vinha de São Paulo. Para postar as mensagens com o termo “tablets”, 42% dos acessos vinham da web, 15% do Twitterfeed e 13% do TweetDeck, aplicativos utilizados para login no microblog.

Fonte: ProXXIma News

A Macworld fez uma comparação entre o tablet que a HP acaba de anunciar, o tablet da Apple, que já é um sucesso há algum tempo, e o da Motorola, que surgiu fazendo barulho.

Algumas diferenças são importantes. O processador dos dois novos tablets, por exemplo, são mais poderosos do que o do iPad, o que faz com que os aplicativos abram mais rápido neles. Além disso, têm mais memória RAM, o que auxilia na multitarefa. Em compensação, essas “coisinhas” diminuem o tempo da bateria.

Outra vantagem dos novos: câmera. O Xoom, inclusive, tem câmera frontal e câmera traseira. O iPad não tem nenhuma.  Mas o tablet da Apple tem mais capacidade de armazenamento (o da Motorola, por outro lado, tem capacidade de armazenamento expansível, via cartão SD.

Outras diferenças: o TouchPad pode ser carregado via wireless (sem cabo) com um acessório separado, e o Xoom possui saída para vídeo HD.

E tem a questão do sistema operacional. O TouchPad será o primeiro tablet a rodar o WebOS, o sistema operacional que a HP adquiriu quando comprou a Palm no ano passado. Dessa forma, o aparelho da HP empregará a mesma metáfora “card-stack” (empilhar cartas) encontrada nos smartphones da Palm para organizar os aplicativos.

O Android 3.0, também chamado de Honeycomb, no Motorola Xoom, também é uma novidade. O sistema é o primeiro Android desenvolvido especificamente para tablets e traz vários novos elementos de interface nunca vistos antes em smartphones com o sistema da Google.

Um aviso: como vem por aí o iPad 2, a comparação acima logo, logo poderá estar defasada. É viver para ver.

A Synaptics é uma empresa que desenvolver soluções de interfaces (por exemplo, touchpads e touchscreens) para marcas como Apple, Acer, Dell, HTC, HP, Nokia, Samsung, Sony, Toshiba e muitas outras. Seu conceito  “Fuse”  já seria notável pelo fato de  ela ter conseguido envolver tantas empresas no seu design: Alloy, TAT, Immersion e Texas Instruments.

A Alloy participou com sua área de design de produtos e desenvolveu a Interface do Usuário, junto a TAT. Esta outra empresa desenvolveu o ambiente 3D. A Immersion adicionou o feedback tátil. E a Texas Instruments… Bem, esta é outra diferença entre este conceito e os outros celulares futuristas que mostrei antes: a TI forneceu o processador OMAP 3630, que permitiu que fosse criado um protótipo real desse celular.

Mas isso não é tudo. Como você pode ver acima (no video, fica ainda mais claro), o Fuse foi desenvolvido para poder ser usado com apenas uma mão. Para isso, a sensibilidade do “multi-touch” foi expandida (o verso do telefone tem uma superfície , além de ganhar melhor feedback tátil (aquele zumbido leve), gráficos em 3D, sensores de proximidade e de “grip”, isto é, onde “se agarra” o telefone. Estes últimos controlam os movimentos de “pan” e de “scroll” do telefone.

Fonte: Mashable.com