foto_RicardoNesta semana, o marketing de dados brasileiro sofreu uma perda irreparável. A morte de Ricardo Musumeci, na segunda-feira, 4/12, abriu uma lacuna que certamente não conseguiremos voltar a preencher, na medida em que deixamos de contar com a presença de dos maiores profissionais da nossa atividade, um pensador pioneiro, original e combativo.
Ricardo iniciou no marketing direto/dados em 1973, na Abril. Saiu dessa grande escola, talvez a maior do nosso mercado, para se graduar e pós-graduar no mundo, trabalhando no marketing de grandes anunciantes da época, como Banorte, Fininvest, Crefisul e, mais recentemente, Plaza Shopping. Em todas essas empresas tratou de inocular nelas o vírus do marketing de dados, implementando boas práticas de testes e análises de retornos. No marketing direto/dados propriamente dito, atuou principalmente como diretor de algumas das mais importantes agências do país: Ogilvy, Rapp Collins, Wunderman, Merit, US Ponto Com, Embrace e Interact, da qual foi fundador e sócio. Nelas, deixou sempre a marca do seu brilhantismo, dirigindo operações para clientes do porte de  Amex, Jornal do Brasil, IstoÉ, Haspa, Yázigi, para a Ogilvy; Credicard, para a Rapp Collins; Amex, AT&T, Prever, Colgate-Palmolive, Ford, SCI, IBM; Merit: Visanet, TimeLife, Quartzolit, Pueri Domus, IT Mídia, para a Wunderman; C&A Modas, C&A Turismo, Banco Ibi, CitiFinancial, Sudameris/ Real, SulAmérica Seguros, para a US Ponto Com; Goldsztein, Cyrela, para a Embrace; e Amex, Bausch & Lomb, Cia. de Seguros da Bahia, Johnson & Johnson, IBM, BankBoston, Bauducco, Consórcio Sharp, para a Interact.
Ricardo atuou na ABEMD desde o início, tendo sido diretor e conselheiro da associação em várias gestões. Deixa uma legião amigos para trás, pessoas que acompanharam sua longa luta contra o câncer, vibrando a cada batalha vitoriosa e agora tristes mas conscientes de que não se trata propriamente de uma derrota — tão somente, Ricardo aceitou que estava no momento de passar à história.
Fonte: Portal Abemd
Tecnologia 5G vai permitir  reconhecimento facial para pagamento e outras aplicações de segurança
Durante esta semana, a Intel e a Foxconn usaram a rede móvel da Asia Pacific Telecom para demonstrar como a tecnologia de reconhecimento facial de computação de ponta baseada em 5G pode ser usada para fazer pagamentos e também para acesso a edifícios residenciais e empresariais. O processo de autenticação de pagamentos pode ser completado em 0,03 segundos, disse a Intel. Além disso, reduz o risco de vazamento de informações pessoais e fraudes de cartão de crédito. O reconhecimento facial deve ser implementado em uma variedade de indústrias como o meio de autenticação de pagamentos, eliminando a necessidade de dinheiro ou cartões de crédito. Fonte: ZDNet

Estudo: 39% dos anunciantes planejam aumentar verbas de marketing de influência
O chamado “influencer marketing” não é uma moda passageira, indica um estudo eito pela Linqia, plataforma de influencer marketing, que descobriu que 39% dos anunciantes planejam aumentar seus orçamentos para essa área em 2018. Apenas 5% dos entrevistados disseram estar planejando diminuir seus orçamentos de influencer marketing . Dos 86% dos comerciantes pesquisados que usaram a estratégia em 2017, 92% acharam que era efetivo. Para o estudo, chamado “The State of Influencer Marketing 2018”, 181 anunciantes foram pesquisados em novembro sobre como as marcas e as agências estão usando infuencer marketing e como eles planejam alavancar o canal em 2018. 30% disse que gastarão entre US$ 25 mil e US$ 50 mil por programa; e 25% disseram que gastarão entre US$ 50 mil e US$ 100 mil por programa em 2018. O estudo descobriu que 46% dos anunciantes empregaram de dois a cinco programas por ano por marca e 31%, mais de cinco programas por ano por marca, com empresas com carteiras de dezenas de marcas. Fonte: PR Week

Iphone-brokenDe acordo com o site Mashable, citando relatório publicado (em chinês) no China Businessa Apple devolveu cerca de 8 milhões de iPhones para a Foxconn “devido a problemas disfuncionais ou produtos considerados abaixo do padrão”. E isso pode custar à empresa um prejuízo em torno de US$1,6 bilhões. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Andrew Keen: Globo foi estúpida e imprudente Continue lendo »

Balanço Black Friday: Zoom identificou quase 10 mil ofertas com baixa de preço

Quase 70% de desconto!

O Black Friday, uma das datas mais importantes para o varejo dos Estados Unidos, quando as lojas promovem liquidações em massa, teve sua versão brasileira na última sexta-feira, dia 23 de novembro. O balanço, levantado pelo comparador de preços Zoom foi de que 9,4 mil ofertas, com baixa de preço real, foram veiculadas. Houve quedas reais nas ofertas no dia da Black Friday em relação ao histórico de preços praticados pelas lojas nos sete dias anteriores ao evento. Eis alguns produtos que tiveram os maiores descontos: Lavadora de Alta Pressão Electrolux Power Wash EWS10 – 68,82%, TV LED 47″ LG Cinema 3D Full HD 3 HDMI Conversor Digital Integrado 47LW4500 – 41%, Celular Desbloqueado Samsung Galaxy Beam Android – 41%, iPad 2 16 GB wi-fi – 30%, Notebook Samsung RV411-CD5 com Intel Core i3 2GB 320GB LED 14″ Windows 7 Home Basic – 21,45%. Fonte: Sing Comunicação

Temporada de caça na Apple? Cai o head do Google Maps Continue lendo »

Foxconn diz que iPhone 5 sairá em junho

 Um recrutador da Foxconn deixou escapar, durante uma entrevista, que o iPhone 5 será lançado em junho deste ano. Leia a matéria completa no Adnews.

Instagram para Android já tem mais de 1 milhão de downloads

 A versão do Instagram para o Android chegou ao mercado nesta terça-feira, 3, e foi baixado 1 milhão de vezes em menos de 24 horas após o lançamento na loja de aplicativos do Google. Leia a matéria completa no Adnews.

As diferenças entre sexos no uso de smartphones Continue lendo »

O Google, o Facebook, a Wikipedia, o Yahoo, Twitter e outros dos sites de maior audiência da internet podem interromper seus serviços como uma forma de protesto. A notícia, que ganhou força na web nas últimas horas, explica que a decisão seria uma maneira desses portais manifestarem seu descontentamento com a lei antipirataria S.O.P.A (sigla de Stop Online Piracy Act), que está em discussão no Senado norte-americano. Leia a matéria completa. Continue lendo »

Adnews:

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, informou, nesta terça-feira (13), em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), que a fábrica da Foxconn em Jundiaí (SP) está pronta para ser inaugurada. A empresa, segundo o ministro, já produz aparelhos iPod e, até dezembro, entregará os primeiros tablets iPad, da Apple. Continue lendo »

Meio & Mensagem:

A medida provisória (MP) que regulamenta a produção de tablets no País deverá ser publicada ainda esta semana, disse o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, nesta segunda-feira, 16. Segundo ele, a MP vai definir também quais componentes dos aparelhos deverão ser produzidos no Brasil, e dará aos fabricantes as mesmas isenções fiscais concedidas aos de notebooks e laptops atualmente.

“Nós não queremos ser simplesmente um montador de tablets. Nós queremos produzir desde os insumos até o display, que é a tela final. O Brasil não concederá visto de entrada para uma indústria que não seja formada basicamente por trabalhadores brasileiros”, afirmou Mercadante após participar de uma audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Ele declarou que a fabricante do iPad, Foxconn, de Taiwan, assumiu o compromisso de instalar uma fábrica de produção de tablets no Brasil e investir US$ 12 bilhões (cerca de R$ 19,6 bilhões) em cinco anos. A promessa teria sido feita em carta enviada à própria presidente brasileira, Dilma Rousseff.

Já nesta terça feira, 17, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que o conjunto de medidas de desoneração de tablets vai reduzir em 36% os preços desse tipo de equipamento – sem contar a redução de ICMS, que ficará a cargo de cada estado.

Com as medidas, deverá haver isenção completa de PIS/Cofins, que hoje é de 9,25%, redução de IPI (de 15% para 3%) e de imposto de importação, também variando de acordo com os governos locais.

Mercadante dissera que a Foxconn tem a intenção de antecipar de novembro para julho deste ano a produção de iPhones e iPads no País. Para a produção inicial, 200 engenheiros serão enviados para treinamento em Taiwan. Ainda segundo o ministro da Ciência e Tecnologia, não está definido o local em que será instalada a fábrica da empresa, e outras comopanhias já teriam comunicado a intenção de produzir tablets no Brasil, entre elas a Semp Toshiba, a Samsung e a Motorola.

(com Agência Brasil)

 Adnews:

Enquanto a Foxconn não começa a montar o iPad por aqui, a empresa nacional Moove decidiu produzir um tablet brasileiro de menor custo. O Win Tab Moove, de 10 polegadas, estará disponível no final de maio ao preço de R$ 800, informou a empresa nessa quarta-feira, 27.

O tablet tem tela sensível ao toque, memória e 1GB (expansível até 32 GB), modem 3G embutido e Wi-Fi. O valor anunciado é válido para consumidores finais, enquanto que no caso de pedidos corporativos, o preço ainda pode ser reduzido significativamente de acordo com a quantidade de unidades comprada.
A Moove prepara ainda uma outra versão com tela de 8 polegadas com as mesmas configurações.

Ficha técnica
Tela: 10,1” touch Screen resistivo com resolução de 1024 x 600 pixels
CPU: IMAPX200BM1-80 1G
Memória: 1 GB (expansível até 32 GB)
Audio: 2 auto-falantes embutidos de 1 W
Wireless: 802.11b/g
Leitor de cartão: suporta microSD  e interface SDIO
Câmera: não possui
Conectividade: saída para headphone; USB; RJ-45
Bateria e carregador: íon de Lítio recarregável de 2000 mAh / AC 220V 50/60 Hz / DC 9V/2A
Dimensões (mm): 270 x 180 x 15
Peso: 660 g
Sistema operacional: Android Honeycomb 3.0
Com informações do G1

Adnews:

De olho no boom do mercado de tablets, a Positivo Informática deve se lançar no terreno no segundo semestre. A iniciativa ocorre em meio ao anúncio de que a Foxconn abrirá a partir de novembro, no interior de São Paulo, fábrica para montar iPads, o que mexeu com os empresários do setor.

Mas a investida da empresa brasileira não será nada fácil. Além da parceria entre a fábrica taiwanesa e a Apple, a Motorola vai investir também na produção local de tablets, com o seu recém-lançado Xoom, e a Samsung também prepara novidades para o Galaxy Tab. “Os tablets são a próxima onda do setor de informática e a empresa não tem como ficar de fora desse movimento”, afirma Luiz Augusto Pacheco, analista da corretora Omar Camargo, em entrevista ao jornal Gazeta do Povo.
Só no no passado, cerca de 100 mil tablets foram vendidos, volume que deve alcançar 400 mil unidades em 2011 segundo projeções do mercado. Até companhias como Itautec e Semp Toshiba querem invadir o filão prenunciado pela Apple. A expectativa é que elas se juntem à Positivo e ofereçam opções ainda para este ano.