Interesse crescente na IA explicável é uma delas (outra é a volta dos humanos ao circuito)

Continue lendo »

Resultado de imagem para tim cookTim Cook até defendeu leis mais rígidas nos EUA
Nesta semana, o CEO da Apple, Tim Cook, elogiou o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia e defendeu leis de privacidade mais rígidas nos EUA. Sempre que o chefe da primeira empresa de US $ 1 trilhão do mundo aplaude a regulamentação, as pessoas notam. Mas Cook não é o único no mundo dos negócios que acredita que mais leis de dados estão surgindo. Em uma pesquisa realizada em junho de 2018 pela A.T. Kearney, de 400 executivos de todo o mundo, de vários setores, cerca de sete em cada dez entrevistados disseram que o GDPR provavelmente inspirará outros países a expandir as regulamentações de privacidade de dados. Fonte: eMarketer

Continue lendo »

Os consumidores estão subindo a bordo do navio da Internet das Coisas, mas para muitos, nem tudo são flores

Continue lendo »

Resultado de imagem para art peck gapAlavancar os dados do consumidor paga dividendos de várias maneiras, disse Art Peck Continue lendo »

DHL calcula que volume de entregas vai aumentar entre 15% e 40% neste final de ano

Continue lendo »

Presença na carteira móvel resolve a maior parte dos problemas que os programa têm

Continue lendo »

Forrester acusa Facebook de ser “fracasso para o marketing”

NCDM logo

Descubra abaixo como obter desconto na inscrição para o NCDM2013

A semana começou com uma bomba: Nate Elliott, vice-presidente e principal analista da Forrester Research, publicou no blog da empresa uma “carta aberta” dirigida a Mark Zuckerberg que pode ser lida de várias maneiras, menos como um elogio. A frase inicial já mostra o tom da peça: “Facebook is failing marketers”. E ele segue, citando uma pesquisa da Forrester com 395 executivos de grandes empresas americanas, canadenses e inglesas, a partir da qual conclui que “o Facebook cria menos valor comercial do que qualquer outra propriedade de marketing digital. Continue lendo »

Adnews.com.br:

O consumo de mídia nos EUA está dividido na mesma escala entre TV e internet, o que significa que ambos os meios têm a mesma popularidade naquele país. A novidade veio com uma pesquisa feita pela empresa Forrester.

O texto, divulgado no site do The Wall Street Journal, é surpreendente. É a primeira que vez que este estudo mostra nos EUA que o americano gasta a mesma quantidade de tempo com as duas mídias: 13 horas por semana.

Segundo a pesquisa, a igualdade apontada não significa que caiu a adesão à TV, pois os números se mantiveram praticamente os mesmos. O que aumentou mesmo foi a procura, cada vez mais intensa, pela internet.

Nos últimos cinco anos, o número cresceu assustadores 121%. Mas, não são todas as mídias que crescem. A despeito do bom momento digital, o estudo aponta queda no consumo de rádio e leitura de jornais e revistas.

E-commerce e redes sociais são fatores que não poderiam faltar na análise. A pesquisa descobriu que o crescimento foi vertigionoso e já representa o maior número desde 2007. Há três anos, apenas 1/3 dos americano. Hoje, o número é de 2/3. O acesso ao Facebook, por exemplo, que hoje é de 35% em termos regulares, era, em 2007, de 15%.