Empresas que mais inovaram em fidelização de clientes receberam prêmios do Colloquy

O Aloft Bogota Airport é considerado o hotel mais sustentável da América Latina. Leia abaixo

A premiação existe desde 2010 e reconhece as estratégias de fidelização mais inovadoras. Este ano, o COLLOQUY premiou iniciativas em sete categorias, além do Master of Enterprise Loyalty Award, que exemplifica o melhor uso de pesquisas com consumidores para beneficiar o consumidor e a organização. Dezenas de empresas de inúmeros países concorreram. Caesars Entertainment ganhou o Masters, com seu programa Total Rewards; Walgreens, recebeu o prêmio Innovation in Loyalty Marketing Award (North America), por seu programa Balance Rewards; Hertz International recebeu o prêmio Loyalty Innovation in Travel/Hospitality Award (Global), pelo seu programa Gold Plus Rewards; Citi recebeu o prêmio Loyalty Innovation in Financial Services Award (North America), pelo reformulação do programa ThankYou; St. John’s Transportation Commission (Newfoundland, Canadá) recebeu o prêmio Loyalty Innovation in Other Industries (Global), pela parceria Metrobus-AIR MILES; ANZ Banking Group (Australia) recebeu o prêmio Loyalty Innovation in Financial Services Award (International) por sua campanha de expiração de pontos; Air Miles (Emirados Árabes Unidos) recebeu o prêmio Innovation in Loyalty Marketing Award (International) por sua campanha Rewarding 2013 Experience;  e Coles (Australia) recebeu o prêmio Loyalty Innovation in Retail Award (Global) pelo relançamento do programa Flybuys. “As expectativas dos consumidores estão aumentando rapidamente”, editor-at-large, comentou Dennis Armbruster, editor da COLLOQUY, durante o almoço no Four Seasons no qual foram entregues os prêmios. “Como profissionais de marketing de fidelização, devemos continuar a encontrar caminhos para aumentar o nosso cacife em relação a esse aumento das expectativas dos nossos clientes – ou eles vão deixar de voltar.” Portal Abemd

ExactTarget Connections ’13: evite as falsas melhores práticas Continue lendo »

Construindo um programa de fidelidade B2B com táticas B2C

Certa vez, F. Scott Fitzgerald definiu inteligência como ”a capacidade de manter duas idéias opostas na mente no mesmo momento e ainda manter a capacidade de funcionar.” Em outras palavras, os sucessos brilhantes — e os fantásticos programas de fidelização B2B — irão ocorrer se você for capaz de equilibrar idéias e prioridades concorrentes. Em B2B, precisamos equilibrar duas exigências: aquelas que definem o negócio e as dos consumidores individuais, e elas estão muitas vezes em conflito. Felizmente, no entanto, estas prioridades opostas podem ser conciliadas — as ferramentas para ganhar a fidelidade de um consumidor e as ferramentas para obter o compromisso de toda uma organização podem ser as mesmas. A diferença reside nas suas funções, e é nossa tarefa intensificar e desenvolver a “inteligência” necessária para fazer ambas funcionar. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Pesquisa: onde a fidelidade do consumidor está? Continue lendo »

A cultura do atendimento: vamos falar sobre isso?

De acordo com um dos profissionais brasileiros que mais admiro, Edmour Saiani, a cultura do atendimento é oposta às culturas de resultados, de vendas, de processos e até à cultura de inovação. Só uma cultura de atendimento e serviços transforma marcas em campeãs. Saiba mais na apresentação que ele postou no SlideShare.

Todos os premiados no 2012 COLLOQUY Loyalty Awards Continue lendo »

Semana passada, a consultora Stephanie Creech, de Cincinnatti, publicou no grupo da Colloquy no LinkedIn uma provocação interessante – principalmente, porque gerou muitas intervenções.

Eis o que ela postou: “O maestro Victor Borge disse uma vez que a distância mais curta entre duas pessoas é um sorriso. Gostaria de sugerir aos profissionais de marketing que a menor distância entre uma transação e uma experiência feliz é expressa em dados.”

Segue abaixo a conversação até o momento. Continue lendo »

O modelo é de recomendação remunerada. Segundo matéria do Wall Street Journal, a Sears está usando o website do seu programa de fidelidade para recrutar “shoppers” que operarão em nome de suas famílias, amigos ou outros para canalizar as compras na empresa. Os “shoppers” receberçao de 1 a 2 por cento do preço que os seus “clientes” pagarão pelos produtos. As compras podem ser feitas nas lojas ou online. O programa, que começou na semana passada, é avaliado pela Sears como uma maneira de aumentar a fidelidade entre os consumidores que estão em sua base atual e conquistar novos. O serviço está diponível para clientes da Sears e também da Kmart. Esse programa “personal-shopping” é parte do esforço da Sears de crescer a quantiade de consumidores que visitam suas lojas físicas e seu site online.

Assinantes do WSJ podem clicar aqui para saber mais.

Fonte: Colloquy.com