Era do petróleo: ainda tem muito gás pra queimar

O texto abaixo é do blog português Informação Incorrecta. As notícias que traz não vão agradar a ambientalistas.

O petróleo acaba? Nem pensar

Então: a era do petróleo está prestes à acabar? A realidade será feita de automóveis eléctricos? Acabam os navios petroleiros que naufragam e poluem o mar? Nada disso. O petróleo veio para ficar. E vai ficar ainda ao logo dum tempinho. Bastante tempinho. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Esmagadora maioria de usuários de celular prefere ver anúncios a pagar por conteúdo Continue lendo »

Sagemcom busca novas revendas no Brasil

Líder em diversos mercados de tecnologia europeus, a Sagemcom acaba de anunciar novidades em seu programa de canais no Brasil. Para aumentar a capilaridade de sua presença e, consequentemente, expandir a presença de seus produtos em todo o território nacional, a empresa está cadastrando novas revendas em todos os estados brasileiros. Saiba mais em A Zona de Desconforto

ABEMD promove café da manhã para associados Continue lendo »

Portal ProXXIma:

O Ministério das Cidades e o Detran criaram um aplicativo para evitar o uso de celulares ao volante, um dos principais motivos de acidentes no país. “Mãos no volante”, aplicativo criado para Android, não permite o celular de receber mensagens e chamadas enquanto o usuário estiver no trânsito. O aplicativo que está disponível gratuitamente na Android Market foi lançado no começo de janeiro pela Pepper Interativa e já totalizou mil downloads.  O usuário deve ativar o aplicativo enquanto estiver no trânsito, estimando o tempo que ele ficará indisponível. Quando ativado, o aplicativo direciona todas as chamadas para o correio de voz e envia uma mensagem de texto para quem estiver ligando, avisando que o usuário está dirigindo e que entrará em contato mais tarde.

A Pricez irá auxiliar o consumidor na escolha do plano de celular através de um software que analisa o perfil de consumo individual e familiar. O sistema é agregado a todas as ofertas dos planos pós-pagos , pré-pagos e controle das operadoras resultando em poucos segundos, no melhor plano para o perfil do cliente. Essa simulação é totalmente matemática e baseada nas ofertas do mercado nacional. O serviço para o consumidor final é gratuito. O lucro é obtido através das parcerias com as operadoras. “Cada simulação feita pelo cliente auxilia o banco de informações para a própria operadora”, afirmou o CEO da Pricez, Diego Martins de Oliveira, 28 anos. Continue lendo »

Adnews:

Começa a valer a partir desta quinta-feira, 26, o novo serviço de pagamentos via celular do Google. A função só está disponível para quem possui um dispositivo equipado com o sistema operacional da companhia e pode ser aproveitada em estabelecimentos conveniados, informou o IDGNow!.

O “Google Wallet” é um aplicativo que armazena no smartphone informações dos cartões de crédito e débito; para que o portador faça uma compra, basta aproximar o aparelho do ponto de pagamento e digitar uma senha.

A novidade usa a tecnologia NFC (Near Field Communications) para cuidar da transmissão das informações, que são todas criptografadas para evitar interceptações. De acordo com o site, um mesmo aplicativo pode armazenar conteúdo de diversos cartões e poderá, futuramente, guardar dados de documentos.

O serviço está em fase de testes, através de parcerias com o Citibank e a Mastercard. Redes equipadas com o PayPass da Mastercard – entre elas Subwar, Macy’s e Walgreens – já estão aptas a receber esse tipo de pagamento.

A intenção do Google é colocar o Wallet para funcionar em larga escala ainda neste ano.

O Casio G’zOne Commando é ideal para aventureiros. Sobreviveu a testes incríveis feitos pelo pessoal do Mashable. Inclusive a tal meia hora embaixo dágua (mesmo em lavadoras de roupa!). E a quedas de mais de um metro e meio. Confira a matéria (em inglês), com vídeo, aqui.

Segundo um estudo publicado na edição de hoje do Journal of the American Medical Association, sim. O estudo confirma o que pesquisadores suspeitam há muito tempo: longas conversações afetam partes do nosso cérebro.

Isso é necessariamente ruim? Não. Os autores não sabem como o cérebro é afetado – eles sabem apenas que os celulares “acendem” uma parte significativa da matéria cinzenta próxima ao telefone.

“Não sabemos se isso é deletério ou se pode ter algum efeito benéfico”, explicou a líder do projeto, Dra.Nora Volkow.

Efeitos benéficos? Sim, é possível. O estudo descobriu que o metabolismo de um pequena area do cérebro mais próximo da antena do celular ficava 7% mais alto depois de uma ligação de 50 minutos. Porque aumenta os níveis de glucose. E isso ocorre quando empreendemos atividades cerebrais complexas.

Ou seja, o celular funcionaria como exercício para o cérebro, certo? Não necessariamente. Tumores também precisam de muita glucose. Do ponto de vista pessimista, portanto, isso poderia reforçar a visão alarmista de que celulares causam tumores no cérebro.

O fato é que sabemos muito pouco sobre como funciona o nosso cérebro. Seja como for, talvez seja aconselhável fazer como a própria Dra. Nora Volkow: ela usa fone de ouvidos, deixando seu valioso cérebro bem longe das antenas do celular.

Fonte: Mashable.com

 

Adnews:

A versão beta do serviço que permite imprimir documentos via celular foi disponibilizada nesta semana pelo Google. A tecnologia conhecida como Google Cloud Print pode ser utilizada por aparelhos com suporte ao HTML5.

O sistema permite que usuários do idioma inglês imprimam documentos como e-mail ou anexos do Gmail para celulares. O Google Cloud Print, que funciona nos dispositivos com sistema Android 2.1, iOS 3 ou superior, precisa estar conectado a impressora e só está liberado para quem tem windows. Segundo as informações, nos próximos dias a versão para Linux e Mac estará disponível.

Os brasileiros que desejarem utilizar o serviço precisarão instalar a versão do navegador Chrome 9.

Com informações do site INFO

 

Adnews:

A videoconferência será ultrapassada por uma forma ainda mais realista de se comunicar. Segundo pesquisadores da IBM, em cinco anos o mundo conhecerá aparelhos celulares com capacidade de captar e reproduzir hologramas em três dimensões. As informações são do IDGNow!.

A ideia, segundo Paul Bloom, CTO para pesquisas em telecomunicações, é fazer com que os aparelhos possam transmitir o sinal a ponto de permitir que o usuário caminhe junto à projeção enquanto conversa. Outra possibilidade seria operários e engenheiros discutirem modificações em projetos enquanto observam, de locais distantes um do outro, a mesma figura.

“Nós vemos a tecnologia 3D migrando para o celular, que terá com isso a capacidade de transmitir informações suficientes para criar um holograma 3D, projetando a imagem em qualquer superfície e com tamanho real”, declarou Bloom.

A companhia já trabalha no aperfeiçoamento da tecnologia e a previsão é que um protótipo esteja pronto em cinco anos, já que as câmeras precisam ser miniaturizadas e ainda não há um software que leia os dados das câmeras. Todo o projeto já faz parte do “IBM Next Five in Five”, lista anual que prevê as inovações que mudarão a vida das pessoas dentro desse prazo.

Veja como seria:


Este design foi feito por Andrew Kim um estudante coreano de design de produtos que mora no Canadá. Não por coincidência, Kim trabalhou para a marca HTC.

Seu projeto, o HTC 1, implica em ordenar tanto o aparelho como os elementos para “criar um design harmonioso de hardware e software.”

O que ambos os elementos têm em comum é uma simplicidade fantástica, com um design suave e inteiriço, favorecido pela existência da “mono edition” do modelo Sense UI da HTC, que é bem minimalista.

O “fator uau!” do design do HTC 1 aparece na ideia simples mas brilhantes de aproveitar o fundo do aparelho quando ele não está em uso — vejam as imagens.

Os materiais do HTC 1 deverão ser premium (vidro, estanho trabalhando) e sua construção, soberba. “Como um relógio fino ou uma camera sofisticada”, conta Kim, “o 1 é feito para estar em suas mãos, não no lixo.”

Há mais uma característica no design desenvolvido pelo estudante de design coreano-canadense que vai atrair a atenção de maníacos por limpeza — uma luz ultravioleta funcionará durante a carga do aparelho, matando as bactérias que estiverem nele.

Outras informações no blog do Kim.