Resultado de imagem para vaccine cancerTreinados para matar

Imunoestimulantes são substâncias (drogas ou nutrientes) que estimulam o sistema imune, induzindo a ativação ou aumentando a atividade de qualquer um dos seus componentes. Ao injetá-las diretamente em tumores cancerígenos, pesquisadores do Mount Sinai Health System disseram haver modificado seus processos de crescimento e transformado-os em verdadeiras “fábricas de vacinas contra o câncer”, produzindo células imunológicas que matam o câncer. A  abordagem foi usada em um tipo de câncer e foi tão bem sucedida que já está sendo testada outros dois. Continue lendo »

Você gostaria de trabalhar em uma empresa roqueira?

Imagine fazer parte de uma banda onde o Mick Jagger é o vocalista e você o cara que toca o bongô, escondido atrás do baterista. Na Empresa Roqueira é assim que a maioria dos executivos se sente. O CEO é a grande estrela e todos os resultados são atribuídos a ele, mesmo que obtidos pelo “tocador do bongô”. Extremamente vaidoso e de uma autoconfiança contagiante, ele até divide algumas responsabilidades com seus executivos, mas deixa sempre claro o espaço de cada um. Centralizador e senhor de todas as verdades, acha “natural” ser o único a merecer relevância, pois avalia que “sem ele, a empresa não anda”. O cara adora holofotes, microfones, câmeras, repórteres e qualquer outra coisa que o coloque em evidência. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Novo Xbox pode funcionar sem conexão constante da web, diz site Continue lendo »

Mattel, a fabricante das Barbie, está sendo pressionada fortemente para produzir uma versão careca da boneca com o objetivo de gerar autoestima em garotas que perderam o cabelo em vários tratamentos. A página criada no Facebook, “Beautiful and bald Barbie!” , já recebeu mais de 6.000 “curtir” (inclusive o meu!).

Segundo o texto da página, essa versão da Barbie beneficiaria garotas que perderam o cabelo em tratamentos contra o câncer, alopecia (uma doença autoimune) ou tricotilomania (distúrbio em que o paciente arranca compulsivamente os cabelos), além de familiares e amigos dessas crianças. Leia mais.

Fonte: Digital Journal