Avião da companhia aérea Azul

Azul e TAP assinam acordo de compartilhamento de voos. Confira abaixo

A Agência Bloomberg anuncia na semana passada que a Apple adquiriu a empresa israelense PrimeSense, criadora de chips que permitem visão artificial tridimensional (3D). O negócio foi fechado por cerca de 350 milhões de dólares.

Outra notícia interessante publicada na semana passada foi a de que a emblemática fabricantes de automóveis britânica Jaguar Land Rover construirá sua primeira fábricas de veículos no Brasil. Continue lendo »

Anúncios

Os protestos continuam nas ruas, mas correm o risco de se tornar um mero incômodo, na medida em que ações efetivas começam a ser anunciadas.

Eike Batista é visto durante uma conferência em Beverly Hills, nos EUAO que também não sai das manchetes de negócio é a crise das empresas do Eike Batista. Continue lendo »

5 maneiras de dar feedback à equipe

Mais do que uma mera conversa, essa é uma ótima ferramenta de gestão, que pode ajudar no desenvolvimento dos profissionais e no crescimento da empresa. Confira o que é essencial para que esse diálogo com o colaborador possa gerar os resultados esperados. Artigo de Luciana Rangel. com colaboração de Adriana Gomes, consultora de Carreira e diretora do site www.vidaecarreira.com.br. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Adesão a aplicativos “cloud-based” é gradual Continue lendo »

O Twitter pode prever o futuro? Segundo o Pentágono, talvez

Twitter-World-357x200O “talvez” do título pode não ser muito emocionante, mas já é um avanço. Pelo menos, não se trata de um peremptório “não!”.  O fato é que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos está buscando novas ferramentas computacionais para analisar as montanhas de textos não estruturados disponíveis, inclusive blogs e tweets, em um esforço coordenado para ajudar os analistas militares a prever o futuro e a tomar decisões mais rapidamente. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Facebook lança a “Busca Social”, mas valor das ações cai quase 3% Continue lendo »

Trip e Azul integram programa de relacionamento. Tendência?

Como dizia Vinícius, nada como o dia para passar. O que seria blasfêmia alguns anos atrás parece começar a virar tendência: integração vertical em programas de fidelidade. A partir de terça-feira, o programa de fidelidade da Azul, o Tudo Azul, estendeu-se a todos os clientes da Trip, que poderão se cadastrar no programa e acumular créditos, aproveitando todos os benefícios oferecidos. Saiba mais, inclusive promoções, no site Panrotas.

Google Wallet viabiliza micropagamentos de conteúdo na web Continue lendo »

Samsung é condenada a pagar mais de US$1 bilhão para a Apple

O júri no tribunal federal de San Jose, nos EUA, decidiu nesta sexta-feira, 24/8, que a Samsung terá de pagar para a Apple cerca de 1,05 bilhão de dólares em danos por violar seis patentes da fabricante do iPhone e iPad. Esse valor é menos da metade dos 2,5 bilhões de dólares que a Apple havia pedido no processo. Além disso, foi decidido que a empresa de Cupertino não violou nenhuma patente da rival sul-coreana. A Samsung, por sua vez, pedia indenização de 421 milhões de dólares para a Apple. O veredito final do longo julgamento, que durou três semanas, é complexo, envolvendo vários produtos e subsidiárias da companhia sul-coreana. Mas em várias instâncias o júri decidiu que os smartphones e tablets da Samsung violaram as patentes da Apple. Leia a matéria completa no IDG Now.

Programa de fidelidade da Azul atinge dois milhões de clientes Continue lendo »

No final deste mês, a YouDB vai realizar um evento sobre Marketing para Relacionamento, como eles dizem. Conversei com Marcio Oliveira, um dos diretores da agência sobre o que vamos discutir por lá.

FG – Como surgiu a ideia de fazer esse evento?

MO – Entendemos que o Marketing está passando por um momento de mudanças, um momento de evolução para alguns. Estamos vendo pequenos sinais disso principalmente em algumas propagandas e outros esforços. Mas, na nossa visão, esta evolução é, na verdade, uma volta às suas origens. Uma volta a alguns princípios básicos que nortearam e ainda norteiam muitas empresas desde a sua fundação. Uma busca ou entendimento sobre o que chamamos de DNA da empresa.  E, se a empresa quer descobrir ou redescobrir o seu DNA, então significa que ela deve também identificar e conhecer o DNA do seu cliente ou prospect. Apenas desta maneira ela conseguirá se Relacionar de fato e com efeito com todos os seus públicos. E para nós, é isso que vai nortear toda a estratégia de negócios e Marketing da empresa. Continue lendo »

MM Online:

Azul foi a 47ª colocada por ser considerada a 'companhia aérea adequada para o Brasil' Azul foi a 47ª colocada por ser considerada a ‘companhia aérea adequada para o Brasil’

Quando se fala em inovação é difícil sair de alguns nomes de empresa que lideram o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções para os consumidores. Anualmente, a revista Fast Company divulga seu ranking de empresas mais inovadoras de mundo e nomes como Apple, Facebook e Google estão sempre nas primeiras colocações.

Na edição 2011, a liderança cabe à Apple, que ficou em terceiro no ano passado. A publicação ressalta a empresa por “dominar o cenário dos negócios em 101 maneiras diferentes”, uma referência à inovação em tablets, smartphones e tocadores digitais de música.

O “crescimento explosivo de cinco anos que redefiniu as comunicações” colocou o Twitter na segunda colocação. A empresa havia ficado apenas na 50ª posição no ano passado e teve uma subida impressionante. A Amazon, que ficou em segundo no ano passado caiu para a 27ª, mas foi reconhecida pelos seus esforços em inovação de e-readers.

A terceira colocação foi do líder do ano passado, o Facebook. “Apesar de Hollywood, a empresa tem 600 milhões de usuários”, uma referência ao filme sobre seu fundador Mark Zuckerberg. Fecham o top ten a Nissan, que criou o carro elétrico Leaf, o site de compras coletivas Groupon, Google, Dawning Information Industry (que criou o computador mais rápido do mundo), Netflix (pelo serviço de streaming e por ter quebrado a Blockbuster), Zynga (pelos jogos sociais) e Epocrates (serviço que dá referência imediatas sobre remédios para médicos e enfermeiros).

E há uma empresa brasileira no ranking. A Azul Linhas Aéreas Brasileiras é citada na 47ª colocação por ser considerada a “companhia aérea adequada para o Brasil”. O baixo custo aliado às formas de pagamento que dispensam cartões de crédito são considerados fatores importantes no País. Até o final de 2011, diz a publicação, a Azul deverá chegar a 50 cidades, inclusive muitas que não são atendidas atualmente.

Sonora na lista

O ranking da Fast Company tem sub-divisões por mercados. O Terra foi citado na categoria Música, em quinto lugar, por seu modelo de conteúdo “lucrativo e focado em música”, em referência ao serviço Sonora. A liderança da categoria foi da Pandora, por levar seu serviço de seleção de música aos carros.

Na categoria mobile, o ranking tem, pela ordem, Foursquare, eBay (pelas compras em celular), Voxiva (pelos aplicativos), Skype e Square. No mercado de moda, destaque para Burberry, Opening Ceremony, RentTheRunway, J. Crew e Createthe Group. Em design, as cinco primeiras colocações ficaram com Stamen Design, Local Projects, Hoefler & Frere-Jones, Berg e Fuseproject; em biotecnologia estão Amyris, Orneros, Synthetic Genomics, Galapagos e Amgen.

O homem do desodorante

E, finalmente, a publicidade. A liderança foi conquistada graças ao homem de Old Spice, Grand Prix de Film em Cannes, que garantiu a primeira colocação do ranking da Fast Company à Wieden+Kennedy.

A Kraft aparece em segundo por conta de sua estratégia de marketing para as mães, uma categoria geralmente colocada em segundo plano. Na sequencia, veio a Ford, por suas ações em mídias sociais. Depois, a Mullen, pelo trabalho para clientes como JetBlue e Zappos.

Em quinto, veio o grupo Vivaki, que criou um modelo novo de colaboração entre agências rivais dentro do Publicis Groupe. O Google Creative Lab ficou em sexto, por conta de seus trabalhos interdisciplinares, seguido por Horizon Media, empresa de mídia que seguiu independente mas inventiva e lucrativa.

A Grey de Nova York ficou em oitavo pelo trabalho de marketing focado em histórias contadas que são adicionadas à cultura popular. Foi seguida pela 360i, pelo trabalho em buscas e mobile, e BBDO, pelo trabalho que vai além dos 30 segundos dos comerciais.