Na comparação com meses de maio e abril, houve uma redução de 75,3 mil linhas Continue lendo »

Claro, Oi e TIM: Anatel veta vendas de chips

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou no início da noite de quarta-feira, 18, a suspensão das vendas de chips das operadoras Claro, Oi e TIM em diversas unidades da federação. A medida cautelar, válida a partir de segunda-feira, 18, tem como objetivo fazer com que as operadoras de telefonia móvel prestem serviços com nível de qualidade satisfatório. Caso descumpram a determinação, as empresas estarão sujeitas ao pagamento de R$ 200 mil por dia e por cada estado em que se constatar o descumprimento. Leia a matéria completa no Meio&Mensagem.

Google cria “Gmail SMS” Continue lendo »

Um marco para a Internet: hoje é Dia Mundial do IPv6

A indústria online está se preparando para o que parece um momento divisor de águas na história da internet, que foi marcado para hoje, dia 6 de junho – a data do lançamento mundial do IPv6. Provedoras e fabricantes irão ativar novo protocolo permanentemente esta semana, que permite criação de até 3,4 trilhões de endereços de IP, permitndo a chamada “Internet das Coisas”, na qual cada aparelho eletrônico possui um endereço de IP e compartilha conteúdo com outros dispositivos, sem intervenção humana. Leia mais sobre o novo protocolo na matéria do IDG Now.

Zynga chega ao Brasil Continue lendo »

Rio de Janeiro cria versão mais leve da Lei Cidade Limpa

O prefeito Eduardo Paes publicou decreto nesta quarta-feira, 2, criando a ZPPA (Zona de Preservação Paisagística e Ambiental), local onde será proibida instalação de publicidade em outdoor, empenas, marquises e no topo de edifícios.  (…) Por mais que tenha sido inspirada no modelo paulistano, a nova legislação carioca ainda é mais branda, pois não abraça a cidade toda e deixa ônibus e táxis de fora. Leia a matéria completa no Adnews.

A importância da estética nas relações humanas Continue lendo »

 

Com mercado de telefonia e aplicativos móveis em expansão, alunos dos cursos de Ciência da Computação, Sistemas de Informação e Engenharia de Computação poderão desenvolver tecnologias em sala de aula 

 

São Paulo, 08 de fevereiro de 2012 – Dados da Anatel indicam que o Brasil terminou o ano de 2011 com mais de 242,2 milhões de celulares no País. De olho neste mercado e sempre pensando em inovar seus métodos educacionais e formar alunos aptos para atuarem em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, a Universidade Anhembi Morumbi, em parceria com o BlackBerry Academic Program, traz novidades aos alunos dos cursos de Ciência da Computação, Sistemas de Informação e Engenharia de Computação.

 

“Desenvolvimento de telefonia móvel e gerenciamento móvel são assuntos novos no Brasil”, explica Luciano Freire, coordenador dos cursos de Ciência da computação, Sistemas de informação e Engenharia da computação da Universidade Anhembi Morumbi. “Por isso considero importante a parceria com a RIM e o contato dos alunos com os produtos BlackBerry, uma vez que proporcionará a eles a oportunidade de serem expostos à indústria de tecnologia móvel bastante utilizada no mercado antes mesmo de iniciarem suas carreiras”, conclui Freire.

 

”Estamos orgulhosos de anunciar a Universidade Anhembi Morumbi como parte do BlackBerry Academic Program no Brasil. O programa é desenvolvido para expor os estudantes a oportunidades no mercado de tecnologia móvel e ajudá-los a aumentar sua experiência com tecnologias BlackBerry, que são de grande valor no mercado de trabalho atualmente. Esperamos oferecer aos alunos da Anhembi Morumbi uma oportunidade de aumentar conhecimento e habilidade em áreas que são importantes para seus futuros empregadores”, comenta Peter Gould, vice-presidente da RIM e diretor geral da empresa no Brasil.

 

O BlackBerry Academic Program fornece recursos para a grade curricular das instituições, ajudando professores do mundo inteiro a trazerem atividades práticas para a sala de aula. Os recursos do programa BlackBerry Academic ajudam os alunos a ganharem vantagens competitivas no mercado de trabalho. Este programa está presente em diversos países em todo o mundo e no Brasil, os alunos da Anhembi Morumbi serão os primeiros a serem beneficiados com o programa.


A Anatel liberou a venda ontem, mas as operadoras ainda não têm data certa para o lançamento do iPhone 4 no Brasil. A Claro fala em quarto trimestre (funcionários da empresa, em off, disseram que será em novembro) e a Tim, já em setembro, mas nada é oficial. Oficialmente, segundo a assessoria da Apple não há previsão.

A liberação para a venda significa que o produto foi homologado. Isso era necessário porque o smartphone da Apple utiliza bateria de lítio e mecanismos de radiofrequência – conexão Wi-Fi e 3G. De acordo com a resolução 242 da Anatel, “a empresa ou pessoa que vender produto não homologado que seja passível de homologação está sujeita a multa e providências para apreensão”.

O documento de homologação foi publicado ontem, mas tem data de sexta-feira. É que o sistema da Anatel ficou fora do ar no final de semana.

Fonte: Macworld