59 mi de unidades do iPhone 5 serão fabricadas neste ano

Depois comer poeira atrás da Samsung no mercado de smartphones no segundo trimestre, a Apple prepara artilharia pesada contra a rival. Uma estimativa do banco J. P. Morgan indica que a empresa da maçã encomendou 59 milhões de unidades do iPhone 5 para entrega neste ano. O novo iPhone deve ser anunciado em 12 de setembro e as entregas devem começar na semana seguinte. Leia a matéria completa na Exame.com.

Facebook Stories vai reunir experiências de usuários Continue lendo »

iPad (Apple), Xoom (Motorola) e Galaxy Tab (Samsung) lideram o ranking. Sem surpresas, portanto, o estudo realizado pela E.Life, empresa que monitora e faz análise de mídia gerada pelo consumidor, de 16 a 27 de abril e que analisou um volume total de 133.006 tweets. O levantamento foi realizado por meio do E.life TweetMeter e isolou depoimentos que citavam o termo “tablet” ou as marcas e produtos Acer (Iconia), Apple (iPad), Asus (Eepad), Dell (Inspiron Duo e Latitude), HP (Tablet PC e TouchPad), iTablet, LG (Optimus), Motorola (Xoom) e Samsung (Galaxy Pad).

Dos tweets monitorados, 124.046 citavam o iPad, da Apple (93,3% da amostra), enquanto o Xoom, da Motorola, foi mencionado em 5.235 mensagens (3,9%) e o Galaxy Tab, da Samsung, em 3.850 tweets (2,9%).

Além das marcas monitoradas, também ganharam destaque no período analisado os tablets Win Tab Moove, da empresa Moove, e o V9, da ZTE, em decorrência ao anúncio feito nos dias 26 e 27 de abril sobre a previsão de lançamento desses produtos no mercado brasileiro para o mês de maio.

Foram monitorados apenas tweets publicados em português – sobretudo Brasil – e, entre os internautas que forneceram localização em seus perfis, a maioria vinha de São Paulo. Para postar as mensagens com o termo “tablets”, 42% dos acessos vinham da web, 15% do Twitterfeed e 13% do TweetDeck, aplicativos utilizados para login no microblog.

Fonte: ProXXIma News

São os notebooks equipados com o sistema Chrome OS. O Google anunciou anteontem, 11/5, o lançamento dos dois primeiros modelos. O primeiro o é da Samsung, com tela de 12.1 polegadas e bateria com autonomia para 8 horas de uso. Preços: US$ 429 (modelo apenas com Wi-Fi) e US$ 499 (modelo com 3G). O segundo é da Acer. Tela de 11.6 polegadas e bateria com autonomia de 6.5 horas. O modelo Wi-Fi custará US$ 349, o 3G ainda não tem preço definido.

A repórter Melissa J. Perenson, da PC World, analisou, ao vivo e a cores, os dois modelos. Confira suas impressões aqui.

Esse notebook com duas telas touchscreen, multitouch, foi escolhido o melhor do CES. Parece sensacional, sem dúvida. A tela inferior, além de funcionar como teclado virtual, também funciona como complemento para a primeira tela. Inclusive, existe um movimento com os cinco dedos, que permite a visualização de um menu, com atalhos. Dessa forma, em vez de um tablet com 7 ou 9 polegadas, temos um com 14! Com a vantagem do teclado e características que dão de 10 nos tablets atuais. Confiram: Windows 7 Home Premium, Intel Core i5-480M / 560M ou 580M, até 4 GB de memória DDR3, placa de vídeo integrada Intel com 128 MB (suporte a vídeos em alta definição), saída VGA / HDMI e microfone, espaço interno mínimo de 320 GB, chegando a até 750GB, via disco rígido, câmera Acer CristalEye com resolução de 1280 por 1024 pixels, WiFi b/g/n, Bluetooth 3.0+HS, suporte a 3G, porta gigabit Ethernet, duas portas USB 2.0 e uma USB 3.0, e uma bateria de quatro células.

Preço? O produto foi lançado em primeiro lugar na Espanha (não nos pergunte por que) a um preço de 1.499 euros (1.987 dólares).

Vejam mais:

 

 

A Synaptics é uma empresa que desenvolver soluções de interfaces (por exemplo, touchpads e touchscreens) para marcas como Apple, Acer, Dell, HTC, HP, Nokia, Samsung, Sony, Toshiba e muitas outras. Seu conceito  “Fuse”  já seria notável pelo fato de  ela ter conseguido envolver tantas empresas no seu design: Alloy, TAT, Immersion e Texas Instruments.

A Alloy participou com sua área de design de produtos e desenvolveu a Interface do Usuário, junto a TAT. Esta outra empresa desenvolveu o ambiente 3D. A Immersion adicionou o feedback tátil. E a Texas Instruments… Bem, esta é outra diferença entre este conceito e os outros celulares futuristas que mostrei antes: a TI forneceu o processador OMAP 3630, que permitiu que fosse criado um protótipo real desse celular.

Mas isso não é tudo. Como você pode ver acima (no video, fica ainda mais claro), o Fuse foi desenvolvido para poder ser usado com apenas uma mão. Para isso, a sensibilidade do “multi-touch” foi expandida (o verso do telefone tem uma superfície , além de ganhar melhor feedback tátil (aquele zumbido leve), gráficos em 3D, sensores de proximidade e de “grip”, isto é, onde “se agarra” o telefone. Estes últimos controlam os movimentos de “pan” e de “scroll” do telefone.

Fonte: Mashable.com