foto_RicardoNesta semana, o marketing de dados brasileiro sofreu uma perda irreparável. A morte de Ricardo Musumeci, na segunda-feira, 4/12, abriu uma lacuna que certamente não conseguiremos voltar a preencher, na medida em que deixamos de contar com a presença de dos maiores profissionais da nossa atividade, um pensador pioneiro, original e combativo.
Ricardo iniciou no marketing direto/dados em 1973, na Abril. Saiu dessa grande escola, talvez a maior do nosso mercado, para se graduar e pós-graduar no mundo, trabalhando no marketing de grandes anunciantes da época, como Banorte, Fininvest, Crefisul e, mais recentemente, Plaza Shopping. Em todas essas empresas tratou de inocular nelas o vírus do marketing de dados, implementando boas práticas de testes e análises de retornos. No marketing direto/dados propriamente dito, atuou principalmente como diretor de algumas das mais importantes agências do país: Ogilvy, Rapp Collins, Wunderman, Merit, US Ponto Com, Embrace e Interact, da qual foi fundador e sócio. Nelas, deixou sempre a marca do seu brilhantismo, dirigindo operações para clientes do porte de  Amex, Jornal do Brasil, IstoÉ, Haspa, Yázigi, para a Ogilvy; Credicard, para a Rapp Collins; Amex, AT&T, Prever, Colgate-Palmolive, Ford, SCI, IBM; Merit: Visanet, TimeLife, Quartzolit, Pueri Domus, IT Mídia, para a Wunderman; C&A Modas, C&A Turismo, Banco Ibi, CitiFinancial, Sudameris/ Real, SulAmérica Seguros, para a US Ponto Com; Goldsztein, Cyrela, para a Embrace; e Amex, Bausch & Lomb, Cia. de Seguros da Bahia, Johnson & Johnson, IBM, BankBoston, Bauducco, Consórcio Sharp, para a Interact.
Ricardo atuou na ABEMD desde o início, tendo sido diretor e conselheiro da associação em várias gestões. Deixa uma legião amigos para trás, pessoas que acompanharam sua longa luta contra o câncer, vibrando a cada batalha vitoriosa e agora tristes mas conscientes de que não se trata propriamente de uma derrota — tão somente, Ricardo aceitou que estava no momento de passar à história.
Fonte: Portal Abemd
Tecnologia 5G vai permitir  reconhecimento facial para pagamento e outras aplicações de segurança
Durante esta semana, a Intel e a Foxconn usaram a rede móvel da Asia Pacific Telecom para demonstrar como a tecnologia de reconhecimento facial de computação de ponta baseada em 5G pode ser usada para fazer pagamentos e também para acesso a edifícios residenciais e empresariais. O processo de autenticação de pagamentos pode ser completado em 0,03 segundos, disse a Intel. Além disso, reduz o risco de vazamento de informações pessoais e fraudes de cartão de crédito. O reconhecimento facial deve ser implementado em uma variedade de indústrias como o meio de autenticação de pagamentos, eliminando a necessidade de dinheiro ou cartões de crédito. Fonte: ZDNet

Estudo: 39% dos anunciantes planejam aumentar verbas de marketing de influência
O chamado “influencer marketing” não é uma moda passageira, indica um estudo eito pela Linqia, plataforma de influencer marketing, que descobriu que 39% dos anunciantes planejam aumentar seus orçamentos para essa área em 2018. Apenas 5% dos entrevistados disseram estar planejando diminuir seus orçamentos de influencer marketing . Dos 86% dos comerciantes pesquisados que usaram a estratégia em 2017, 92% acharam que era efetivo. Para o estudo, chamado “The State of Influencer Marketing 2018”, 181 anunciantes foram pesquisados em novembro sobre como as marcas e as agências estão usando infuencer marketing e como eles planejam alavancar o canal em 2018. 30% disse que gastarão entre US$ 25 mil e US$ 50 mil por programa; e 25% disseram que gastarão entre US$ 50 mil e US$ 100 mil por programa em 2018. O estudo descobriu que 46% dos anunciantes empregaram de dois a cinco programas por ano por marca e 31%, mais de cinco programas por ano por marca, com empresas com carteiras de dezenas de marcas. Fonte: PR Week
Anúncios

Uso de midias sociais por CEOs brasileiros é pouco expressivo. Leia abaixo 

Ação acontecerá durante o Fórum E-Commerce Brasil, em São Paulo, com reuniões pré-agendadas

Continue lendo »

Resultado de imagem para nike instagram

Nike começa a vender produtos pelo Instagram. Leia abaixo

Dr. Vitor Morais de Andrade, consultor jurídico, representou a Associação 

Continue lendo »

retail experiencePersonalização, facilidade para uso de dispositivos móveis, inclusive em pagamentos, tecnologia integrada nas lojas… Continue lendo »

Amazon abre primeira livraria em Nova York. Leia abaixo

Qual o plano de mídia ideal, quais as melhores plataformas de analytics do mercado, qual a melhor estratégia para atingir os KBRs e KPIs das campanhas…

Continue lendo »

efraim_kapulski_300

Efraim Kapulski, presidente da Abemd

Momento é importante, porque tendência é que projetos anteriores sejam absorvidos no parecer do Senador Ferraço Continue lendo »

Resultado de imagem para abemd espmAulas transmitidas ao vivo e gravadas para poderem ser acessadas pelos alunos

Continue lendo »

Este domingo, 26 de fevereiro, marca o décimo aniversário da morte de Bob Stone, um dos mais importantes profissionais do Marketing Orientado por Dados de todos os tempos. Juntamente com Aaron Adler, fundou e dirigiu a Stone & Adler, uma das agências que mais contribuíram para mudar a visão que o mercado tinha sobre o Marketing Direto e pavimentaram a estrada que trouxe a disciplina para seu atual patamar de reconhecimento entre os anunciantes e os praticantes de todas as atividades de marketing.

“Bob e seu sócio, Aaron, mudaram a maneira como as grandes corporações – até então clientes apenas das agências de publicidade – passaram a enxergar o Marketing Direto”, disse Ron Jacobs, presidente da Jacobs & Clevenger, Chicago. Bob e sua equipe foram responsáveis, por exemplo, em um trabalho conjunto com a AT&T, pela popularização do número 0800, um recurso que revolucionou o telemarketing e a venda direta por TV e rádio. Além da AT&T, a Stone & Adler atendeu clientes como Amoco Oil, Allstate, HP e Sears.

Bob tinha 88 anos quando faleceu, mas continuava na ativa, principalmente como educador, mentor e autor de livros fundamentais para a formação de várias gerações de profissionais de Marketing Direto, Marketing de Relacionamento, Marketing de Fidelidade e outros nomes pelos quais era conhecido o que hoje se denomina Marketing Orientado por Dados. Entre suas obras, destaca-se “Successful Direct Marketing Methods”, que é conhecido como “a Bíblia do Marketing Direto”. A obra vendeu mais de 250 mil exemplares, um feito notável para uma obra técnica, voltada para um nicho tão específico.

A “Bíblia” do Bob Stone foi traduzida para dez idiomas. A edição em português foi publicada em 1992, com tradução da Souza Aranha, que também editou o livro em parceria com a Editora Nobel. Na ocasião do lançamento, Bob veio a São Paulo e dirigiu um seminário de um dia, patrocinado pela ABEMD e pela Souza Aranha, com a presença de centenas de profissionais brasileiros, entre praticantes de marketing direto e diretores de marketing de grandes empresas.

As lições do mestre continuam atuais. As técnicas e métodos que ele criou ou consolidou, mesmo com o surgimento dos canais e mídias digitais, ainda hoje têm uma eficácia indiscutível. Como exemplo conceitual disto, veja a definição de Marketing Direto de Bob Stone ajustada, que está no regulamento do Prêmio ABEMD – “Marketing Direto ou Marketing de Dados ou Marketing Orientado por Dados, é um sistema que utiliza uma ou mais mídias ou canais de comunicação com o objetivo de gerar retornos avaliados através de mecanismos de mensuração, gerando uma base de dados relacional.”

Fonte: Portal Abemd

Uma oportunidade imperdível de aprender com os melhores do mercado. Corra, porque as vagas estão acabando! Continue lendo »

Abril

Ricardo Pereza, diretor-superintendente de assinaturas, e Wlater Longo, CEO, apresentam novo serviço da Abril. Confiram

Estudo é muito importante para o mercado de trabalho; participe  Continue lendo »