Como (e por que) sua empresa deve se planejar para a tecnologia deepfake – 4a. parte: riscos para as empresas

14/07/2019

Resultado de imagem para deepfakeContinuando a série de textos sobre deepfakes (aqui, aqui e aqui), vamos agora falar sobre os riscos mais evidentes que essa tecnologia traz para as empresas (incluindo em relação à segurança cibernética), lembrando sempre que o texto completo em inglês pode ser encontrado aqui:

O principal perigo que os deepfakes representam para as empresas é o que em inglês chama-se “misrepresentation” e que costuma ser traduzido por deturpação, mas que pode assumir inúmeras formas. Uma reunião de acionistas pode ser alterada, o CEO pode ser mostrado fazendo ou dizendo algo que prejudica a marca, ou um funcionário uniformizado pode ser mostrado tendo uma interação falsa com um cliente. Deepfakes deste tipo podem resultar em perda de clientes, diminuição nos preços das ações ou a empresa receber uma atenção indesejada do público.

A principal ação que as empresas podem tomar hoje para se proteger é monitorar minuciosamente as menções à empresa e seus funcionários na internet, sugere Matt Price, engenheiro de pesquisa da ZeroFox.

Atualmente, as redes sociais e os sites na internet controlam o conteúdo liberado. Por isso, ao trabalhar com essas redes de distribuição de conteúdo, as empresas podem pelo menos identificar, se não remover, conteúdo falso. A detecção robusta de deepfakes ainda é difícil de ser feita, e a pesquisa atual não encontrou uma maneira de identificar facilmente o conteúdo deepfake em escala – fora a ação de analistas humanos inspecionando o conteúdo, disse Price.

As empresas também devem se proteger para não serem identificadas como originadoras de deepfakes. Funcionários que usarem tecnologia deepfake para criar análises falsas de produtos ou para difamar concorrentes colocarão a empresa em risco. As políticas que governam a segurança cibernética e o uso aceitável dos ativos de TI de uma empresa também devem se aplicar à produção de deepfakes ou à divulgação em uma rede corporativa.

De fato, a segurança cibernética é outra área que deve se adaptar urgentemente ao crescente uso da tecnologia deepfake.

“A tecnologia de IA subjacente que permite deepfakes certamente facilitará ataques cibernéticos mais intensivos”, disse Steve Grobman, CTO da McAfee. “Isso inclui melhorias recentes nas redes adversariais generativas e as barreiras reduzidas ao uso de recursos avançados de inteligência artificial pelos nossos adversários.”

Por exemplo, a tecnologia deepfake está sendo usada para criar ataques de phishing de alta fidelidade onde o alvo do phishing (instituição financeira, provedor de assistência médica, site de leilões, provedor de e-mail) é indistinguível da entidade real, disse Hal Lonas, CTO da Webroot Inc. um serviço de inteligência sobre ameaças e segurança cibernética.

A ameaça de pessoas digitais realistas e falsas também pode ter um impacto em quase todas as organizações que operam uma solução de integração digital, disse Sanjay Gupta, vice-presidente e gerente geral de desenvolvimento corporativo da Mitek Systems, um serviço de verificação de identidade.

As organizações podem precisar implementar novas medidas de proteção de identidade. Além disso, do ponto de vista ético, esses sistemas de integração devem ser configurados para não apenas capturar a biometria de vários funcionários, mas também determinar a melhor forma de salvaguardar as informações, de modo que elas não possam ser usadas para criar potenciais falsificações.

A tecnologia Deepfake também pode ser usada para criar falsos positivos para o software de identificação facial. “O acesso aos dados faciais de uma pessoa, juntamente com a capacidade de imitar seus maneirismos faciais usando deepfakes, cria um cenário alarmante, onde praticamente qualquer pessoa pode ser representada, e ninguém é verdadeiramente seguro”, disse Dr. Martin Zizi, CEO da Aerendir, empresa de tecnologia biométrica.

A seguir, falaremos de blockchain

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: