Os 14 indesculpáveis que as marcas precisam evitar a todo custo quando usarem o Facebook – Final

12/04/2019

Resultado de imagem para unlikeEsta é a quarta e última parte do artigo escrito por Pius Boachie, um estrategista de mídias sociais da Nigéria, e publicado em JeffBullas.com, sobre erros do “Facebook marketing”. As outras partes podem ser lidas aqui, aqui e aqui.

# 11 – Tentar vender todas as vezes

Excessiva agressividade de vendas anula o propósito principal das redes: socializar. As marcas devem se abster de exclusivamente vender e se concentrar mais na experiência do usuário, construindo uma comunidade e fornecendo valor. Dessa forma, os usuários permanecem fiéis e aumentam seu potencial de gastos para sua marca por meio da lei da reciprocidade.

Solução: O Facebook está lançando uma loja integrada a páginas do Facebook. Basta adicionar seus produtos na loja e os usuários podem comprar uma vez que eles visitam sua página.

Shop store for Facebook pages

# 12 – Ignorar ou excluir comentários e feedback negativos

Lidar com trolls e feedback negativo requer uma equipe dedicada ao Facebook, paciência e criatividade. Espera-se que as marcas respondam a trolls e comentários negativos em um tom respeitoso e lúdico para manter o humor da comunidade leve e amigável ou pode resultar em desastre para a imagem da marca.

Solução: Tara Hornor escreveu um post épico com dicas sobre como lidar com trolls e comentários negativos. (Você pode lê-lo em inglês já ou esperar minha tradução.)

# 13 – Ignorar métodos avançados de publicidade no Facebook

A publicidade no Facebook não termina com o clique em “Impulsionar Post”. Você pode, por exemplo, criar um público parecido (lookalikes) com a base de assinantes que já estão na sua lista de e-mails entre o publico do Facebook e enviar anúncios direcionados para eles.

O verdadeiro potencial da publicidade no Facebook não pode ser quantificado. As marcas devem tomar medidas específicas na criação de anúncios que ofereçam grandes incentivos e atinjam metas de negócios.

Solução: use o Power Editor do Facebook para criar anúncios para ganhar leads e anunciar novos produtos, mas não envie spam para o feed de notícias de seus usuários.

Power Editor

# 14 – Recusar-se a evoluir como o algoritmo do Facebook

O Facebook altera seu algoritmo aleatoriamente; As últimas alterações no algoritmo do Facebook incluem trazer conteúdo para os usuários com base na interação anterior.

As marcas devem acompanhar as atualizações mais recentes para garantir uma experiência de usuário consistente em relação ao conteúdo, fotos e anúncios.

Solução: As marcas devem colocar nos favoritos a página Facebook for Pages para ficarem atualizadas com as atualizações de algoritmo mais recentes e implementá-las para aumentar o engajamento e a percepção da marca.

Em resumo…

O marketing do Facebook exige criatividade, testes A / B e ficar constantemente à frente das últimas alterações do Facebook. Para uma marca alcançar, inspirar e engajar seu público, as soluções listadadas são necessárias.

Autor convidado: Pius Boachie é um escritor freelance e estrategista de mídia social que oferece serviços de ghostwriting, copywriting e blogs. Ele trabalha em estreita colaboração com empresas B2C e B2B fornecendo conteúdo de marketing digital que atrai a atenção da mídia social e aumenta a visibilidade de seus mecanismos de busca. Em seu blog DigitiMatic, ele compartilha conselhos acionáveis ​​de marketing e branding para empresas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: