No CES, um ‘sex toy’ feito por e para mulheres foi banido – e um feito para homens foi premiado

12/01/2019

O Consumer Electronics Show é um dos maiores espaços de inovação do mundo. Todo janeiro, em Las Vegas, os maiores fabricantes de produtos eletrônicos e robóticos, e os mais avançados fornecedores de serviços, apresentam suas novidades e discutem as novas tendências. Seria de esperar, portanto, que não houvesse espaço para comportamentos conservadores. Não é bem assim, porém, como mostra o artigo abaixo, escrito por TodPerry (@TodAPerry), para o site Upworthy.

Poderia se pensar que as mentes visionárias por trás do International Consumer Electronics Show (CES) em Las Vegas estivessem bem além de padrões ultrapassados quando se trata de sexo. Mas, infelizmente, eles não estão.

Lora DiCarlo, uma start-up dirigida por mulheres “determinada a mudar a cara dos produtos de prazer” foi selecionada para ser homenageada no CES 2019 Innovation Awards na categoria de produtos Robótica e Drone para o massageador pessoal [N.T. vulgo vibrador] Osé.

De acordo com Lora Haddock, CEO e fundadora, este revolucionário brinquedo sexual que não precisa das mãos para mulheres usa “nova tecnologia microrobótica que imita todas as sensações de uma boca, língua e dedos humanos, para uma experiência que se sente como um parceiro real”.

O produto também promete ajudar as mulheres a atingir um orgasmo combinado que acontece quando os orgasmos clitoriais e vaginais ocorrem simultaneamente.

Não é pouca coisa.

https://giphy.com/gifs/orgasm-meg-ryan-e39tpB7xOf6h2?utm_source=iframe&utm_medium=embed&utm_campaign=Embeds&utm_term=https%3A%2F%2Fwww.upworthy.com%2Fthe-consumer-electronics-show-just-banned-a-sex-toy-invented-by-and-for-women-but-awarded-one-made-for-men%3Fc%3Dufb1&%3Bfbclid=IwAR06plDSq63XVEwBNV_6Fju66gc5OMF4woe2gJr2HinsCXmergjH5GcnR0E

O Osé foi desenvolvido quase inteiramente por uma equipe feminina de engenheiros.

Depois de receber a homenagem, “minha equipe se alegrou e comemorou”, escreveu Haddock em uma carta aberta. “Um mês depois, nossa excitação e preparações foram interrompidas.”

Os administradores da Consumer Technology Association revogaram o prêmio, afirmando:

“As inscrições consideradas pelo CTA a seu exclusivo critério como sendo imorais, obscenas, indecentes, profanas ou que não estejam de acordo com a imagem do CTA serão desclassificadas. O CTA reserva-se o direito, a seu exclusivo critério, de desqualificar qualquer entrada a qualquer momento que, na opinião do CTA, coloque em risco a segurança ou o bem-estar de qualquer pessoa, ou não cumpra estas Regras Oficiais.”

Haddock respondeu acusad o CTA por viés de gênero dizendo: “uma boneca sexual para homens foi lançada no CES 2018 e uma empresa de pornografia de VR expõe lá todos os anos, permitindo que homens assistam pornografia em público enquanto os consumidores passam”.

Então está tudo bem? Mas um massageador pessoal Osé para mulheres é “imoral, obsceno, indecente, profano ou não está de acordo com a imagem do CTA”?

“É permitido que a sexualidade masculina seja explícita com um robô sexual na forma de uma mulher de proporções irreais e pornografia de realidade virtual em um local de alta visualização”, continuou Haddock. “A sexualidade feminina, por outro lado, é fortemente silenciada, se não completamente proibida. Você não pode fingir ser imparcial se permite um robô sexual para homens, mas não um massageador robótico focado na vagina para um orgasmo combinado. ”

Lora DiCarlo pediu às pessoas para responderem à controvérsia, compartilhando seus pensamentos no Twitter, usando o hashtag #CESGenderBias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: