Ferramentas de marketing digital podem impulsionar vendas da black friday

10/11/2018

Resultado de imagem para black friday digital

As sugestões de importantes empreendedores

Segundo dados do Google, 82% das pessoas que compram alguma coisa durante  a Black Friday, fazem isso online. Para ajudar nesse processo, alguns empreendedores do segmento falaram ao Adnews como as ferramentas de marketing digital podem impulsionar as vendas durante a Black Friday. Segundo Sidney Zynger, diretor de marketing do Bling, sistema de gestão empresarial (ERP) online para micro e pequenas empresas,  a jornada do consumidor é orgânica e não guiada apenas por um evento ou promoção. “Na Black Friday, as pessoas estão mais dispostas a arriscar com marcas que não conhecem. Esse pode ser o início de uma relação com novas lojas. É importante não focar apenas nesta data, pois muitos reservam suas compras para os dias antes e depois do evento: quase 40% das vendas do período ocorrem fora da sexta-feira.”  Para Dannyel Filgueiras, CEO da Epicom, plataforma para gestão de marketplaces, investir em uma ferramenta que viabiliza produtos em múltiplos ambientes simultaneamente é essencial para que o negócio dê certo. Para Jordão Bevilaqua, Head de Marketing da Xtech Commerce plataforma que cria lojas virtuais para pequenas e médias empresas, você precisa primeiramente conhecer o seu cliente, saber onde ele está, como ele se comporta, quais são seus hábitos de compra, como ele prefere pagar e receber suas mercadorias. Gustavo Hana, CEO da GhFly, agência referência em marketing digital e performance, acha que os esforços devem ser direcionados em entender as necessidades deste público e oferecer soluções personalizadas, de forma única e diferenciada. Tatiana Pezoa, CEO da Trustvox, primeira certificadora de reviews, ressaltou a necessidade de garantir que as marcas tenham um relacionamento de confiança com os seus consumidores, agindo de forma transparente e sincera. Pedro Filizzola, CMO da Samba Tech, aconselha a investir em conteúdos audiovisual,pois com vídeos é possível posicionar melhor a marca no mercado e na mente do consumidor, criando uma melhor experiência de compra. Fonte: Adnews

Ernst&Young anuncia para breve blockchains públicos para dados comerciais privados
Como a Internet, os blockchains públicos são compartilhados por todos os usuários e não exigem ferramentas especiais ou acesso comum. São mais conhecidos pela criação e troca de moedas digitais, como a Ether e o Bitcoin. Agora, a Ernst & Young desenvolveu uma rede pública de Blockchain para transações comerciais privadas e planeja lançá-la no próximo ano. Atualmente, o Ops Chain Public Edition (PE) é apenas um protótipo. Blockchains corporativos geralmente são executados em Blockchains privados ou autorizados, administrados centralmente, mas apenas para convidados, para aqueles que usam a rede transacional descentralizada e peer-to-peer. Já o Ops Chain Public Edition pretende permitir que as empresas realizem transações com segurança em uma rede pública baseada na plataforma Ethereum.  Foi criado pelos laboratórios Blockchain da EY em Londres e Paris e suporta tokens de criptografia de pagamento e tokens exclusivos de produtos e serviços que são semelhantes aos token ERC-20 e ERC-721 da Ethereum. Fonte: CIO.com

Marketing Digital para advogados promete virar tendência em 2019
Os meios digitais estão entre as principais estratégias de marketing para advogados. De acordo com estatísticas do ABA Journal, site especializado em conteúdos de cunho jurídico, um terço dos clientes começam sua procura por um advogado usando recursos online. Vários outros dados ressaltam a importância que a internet tem hoje em dia para os profissionais da área do Direito, nessa que pode ser a solução para aumentar a clientela do seu escritório de advocacia e, por consequência, o faturamento do negócio. É de praxe que a internet seja utilizada para procurar de tudo, desde um bom restaurante até uma loja confiável. Devido a esse apoio que os usuários encontram na rede para saber a resposta de suas perguntas, quem procura por serviços legais também se dirige a ela. Muitos escritórios de advocacia já perceberam esse movimento e estão investindo pesado na internet. Um estudo de 2014 da Martindale, plataforma internacional de oferecimento de serviços legais, feito com mais de 300 clientes, indicou que 65% dessas empresas investem a maioria do seu orçamento com marketing na internet. O investimento é acertado, já que a procura por serviços de advocacia na internet cresce a cada dia. Um levantamento da Law Practice Advisor, comunidade online para advogados e empresas da área, mostrou que 70% dos escritórios de advocacia geraram novos cases através de seus sites. As redes sociais também são um ótimo canal. De acordo com Larry Bodine, advogado, jornalista e profissional de marketing mundialmente conhecido, clientes em potencial gastam, em média, 16 minutos por hora em mídias sociais, o que mostra mais uma oportunidade de captação de leads. Fonte: Exame

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: