O futuro do jornalismo está na Inteligência Artificial? Conheça o Knowhere News

15/04/2018

Foto: PixabayLiteratura não-ficcional, Não-ficção criativa, Literatura da realidade, Jornalismo em profundidade, Jornalismo Diversional, Reportagem-ensaio, Jornalismo de Autor…

A expressão “New Journalism”, novo jornalismo, foi cunhada em 1973, por Tom Wolfe, em um livro que reunia uma série de ensaios que reunia trabalhos desse autor e também de Truman Capote, Hunter S. Thompson, Norman Mailer, Joan Didion, Terry Southern, Robert Christgau, Gay Talese e outros jornalistas/escritores que desde a década de 60 misturavam intencionalmente realidade e ficção em seus artigos.

Ao fazer isso, eles revolucionaram o estilo jornalístico. E, apesar de ter saído lentamente de cena, a partir dos anos 80, o “new journalism” manteve a função de referência, para o bem ou para o mal, em relação à forma como um profissional retrata os fatos e o mundo. Acima de tudo, o estilo deixou a lição de que, muito provavelmente, a melhor maneira de eliminar os vieses nos seus trabalho é explicitá-los.

A não ser que você seja uma máquina.

Pois é exatamente isso o que talvez esteja começando a acontecer agora, com o provável surgimento de um novo “novo jornalismo”, em que a Inteligência Artificial é usada para reescrever notícias e remover preconceitos.

Continue lendo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: