Google vai lançar sua consultoria de dados no Brasil

01/02/2018

googleDataLab usa tecnologia proprietária para diagnosticar nível de maturidade dos clientes

Por um lado, o mercado já sabe que negócios que adotam práticas de data-driven marketing geralmente têm ganhos de eficiência muito grande. Por outro, o potencial de material para se trabalhar é enorme, já que a maior parte de todos os dados disponíveis foi gerada nos últimos dois anos. Pensando nisso, o Google está trazendo para o Brasil o DataLab, um programa consultivo realizado por suas equipes de especialistas de dados e mensuração. A ideia é que, partindo de desafio de negócio do cliente, utilizando uma metodologia proprietária do Google, as equipes por trás do DataLab façam um diagnóstico do nível de maturidade dos clientes ao alavancar dados e utilizar de técnicas analíticas avançadas, como Machine Learning, gerando recomendações concretas e um roadmap de implementação. As discussões ocorrem com os executivos C-level das empresas dentro do Partnerplex, novo espaço de inovação do Google Brasil. De acordo com o gigante da tecnologia “para participar do programa, as empresas precisam ser clientes das principais ferramentas analíticas do Google, disponibilizar acesso a dados para análises, alocar pessoas e embarcar de cabeça nesta jornada”. Fonte: Adnews

Samsung passa a Intel e agora é o maior fabricante de chips do mundo
A Samsung interrompeu a corrida de 25 anos da Intel como o maior vendedor de chipsets do mundo depois que publicou seu balanço no final de ano de 2017. A divisão de chipsets do gigante coreano de tecnologia auferiu uma receita total de US$ 69 bilhões em 2017, eclipsando os US $ 62,8 bilhões que a Intel registrou no ano passado. Foi um ano recorde para a Intel — as receitas tiveram um aumento de 6%– mas não o suficiente para impedir que a Samsung chegasse ao primeiro lugar. A mudança de posição destaca o foco da Samsung no celular e, em particular, os chips de memória que são uma parte essencial dos smartphones. Os chips da Intel podem estar em 90 por cento dos computadores mundiais, mas perdeu o boom do celular. Fonte: Techcrunch

American Express adquiriu Mezi, assistente virtual de viagens
A American Express anunciou nesta terça, 30/1, que adquiriu a Mezi, o assistente de viagem virtual baseado em inteligência artificial, por um valor não divulgado. Após a conclusão do acordo, a Mezi se tornará uma subsidiária integral da American Express. Sua tecnologia já está alimentando o AskAmex, um aplicativo de portaria pessoal para os titulares de cartões que lançou seu programa piloto no ano passado. Os usuários enviam pedidos de reservas de vôos, hotéis e restaurantes através da interface SMS do aplicativo. Mezi então faz sugestões e, uma vez que descobre o que os usuários desejam fazer, envia pedidos aos assistentes humanos para finalizar as reservas. Fundada em 2015 como uma bate-papo de compras pessoal, a Mezi desenvolve seus próprios sistemas de aprendizado profundo e processamento de linguagem natural em vez de usar os serviços da IBM Watson e outros provedores. Fonte:TechCrunch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: