Bye-bye, Time Warner?

09/08/2017

Resultado de imagem para time warner toonUma marca menos conhecida vai matar uma mais conhecida — mas analistas concordam com a decisão

A AT&T está se preparando para assumir o controle da Time Warner e, segundo informações que vazaram, pretende acabar com a marca da empresa de mídia. Não é a primeira vez que uma grande marca desaparece como resultado de uma fusão. A Amoco teve esse destino quando a BP adquiriu a empresa, assim como ocorreu com a US Airways quando a empresa se fundiu com a American Airlines e com a MCI quando a operadora foi comprada pela Verizon. A questão aqui é que a marca Time Warner tem um posicionamento mais forte no espaço de entretenimento e de conteúdo do que a marca AT&T, que ainda é vista como uma marca de comunicações. A maior parte dos analistas, porém, acha que faz sentido. Ted Marzilli, CEO da BrandIndex (YouGOV), comentou que “é mais claro para consumidores que a gama de serviços atualmente oferecida venha de uma única empresa. De uma perspectiva empresarial, é menos caro manter uma única marca. E também sinaliza para todos os empregados que é a AT&T quem está no comando agora.” Fonte: MediaPost Marketing Daily
Venmo lança QR codes para perfis de usuários em seu app móvel
O Venmo, serviço de pagamento móvel de propriedade da PayPal que funciona por compartilhamento, lançou nesta terça, 8/7, um recurso desenhado para tornar mais fácil encontrar amigos que também usam o app e poderem ser adicionados à lista de conexões e para as transações. Ele é encontrado na nova opção de menu “Scan Code” e está disponível nas versões para iOS e Android do app Venmo. Quando se toca na opção, é lançada uma nova interface que permite usar a câmera do celular para escanear o código de um amigo ou ver o seu próprio e único códigoVenmo.O código pode ser postado em outras aplicações, incluindo iMessage, redes sociais, email, ou ser salvo como uma imagem para uso posterior. Fonte: TechCrunch
Chegou a vez da tecnopublicidade?
Segundo Pyr Marcondes, diretor-geral da M&M Consulting, a ciência e a tecnologia sempre estiveram de alguma forma ligadas a publicidade. Mais recentemente temos acompanhado esse casamento na área de mídia, com robôs e algoritmos, em verdade. Agora, algumas outras áreas da pesquisa científica se aprofundam no estudo e avaliação do consumidor, através de recursos que até bem pouco tempo não faziam parte do repertório da publicidade. Tecnologias como as que captam e leem linhas da face para captar insights e disposição à compra. E leitura das ondas do cérebro, dilatação das pupilas, medição das ondas magnéticas da pele. Segundo Pyr, com a expansão dos wearables e das tecnologias de acompanhamento biológico humano, inclusive com implantes de chips no próprio corpo humano, a publicidade vai ganhar ferramentas de pesquisa e medição das nossas vontades e preferências como nunca vimos antes. Fonte: ProXXIma
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: