Localização, localização, localização: qual tecnologia de geomarketing é a melhor?

13/07/2017

Hand holding smartphone with city map and store location on screen and store icon.Atualmente, há várias tecnologias que estão maduras o suficiente para serem usadas em campanhas; confira as 4 mais usadasOs profissionais de marketing vêm falando há muito tempo sobre a promessa do marketing baseado em localização, mas na prática a coisa vinha se mostrando bem mais complicado. Isso está mudando rapidamente e hoje há várias tecnologias que estão maduras o suficiente para serem usadas em campanhas. A questão, portanto, é qual a melhor. As iniciativas mais utilizadas atuamente são sensores (beacons), geolocalizadores (geofencing) e plataformas de “location-awareness”. Os beacons são uma solução atraente porque são fáceis de instalar e relativamente baratas. Graças a plataformas como Apple iBeacon, construir apps baseados em sensores não precisa ser uma tarefa técnica monumental. A maior vantagem dos WiFi hotspots é que virtualmente todo dispositivo conectado, de smartphones a tablets e laptops, é capaz de se conectar com uma rede WiFi e há uma coisas que estimula os indivíduos a se conectarem: acesso a Internet grátis e às vezes mais rápido. A grande vantagem dos geolocalizadores é que, quando o GPS é usado, não há necessidade de instalar hardware no local. E como a maioria dos smartphones têm GPS, diferentemente dos beacons, os anunciantes não precisam se preocupar se alguns clientes não têm um smartphone capaz de acessar a plataforma escolhida. Ao usar uma plataforma de “location-awareness”, como Placed ou Pilgrim, as empresas não precisam criar seus próprios geolocalizadores. Em vez disso, eles podem terceirizar suas necessidades de localização para empresas que investiram anos para criar suas próprias tecnologias. No final, não há uma resposta única. As empresas precisam avaliar as tecnologias disponíveis em função das suas necessidades de negócio e das campanhas que estão desenvolvendo. Fonte: ClickZ

Snapchat lança novos recursos, incluindo Paperclips para links dentro dos Snaps
O Snapchat está dando um passo à frente do Instagram, com novos recursos tanto para iOS e Android. Talvez o mais interessante seja os Paperclips, que permite aos usuários anexar websites aos Snaps, simplesmente tocando no botão Paperclip no Vertical Toolkit e adicionando a URL. Usuários que virem o Snap podem tocar no link e abrir o website no próprio navegador do Snapchat. Até agora, esse recurso estava limitado a anunciantes pagos, mas agora está aberto para toda a base. Fonte: Marketing Land

Os anúncios chegaram ao Messenger
Depois de ver alguns resultados promissores em determinados mercados, o Facebook está expandindo globalmente a publicidade no Messenger. A empresa anunciou que no começo do ano começou a testar os anúncios dentro do Messenger com um pequeno grupo de usuários na Austrália e na Tailândia. Os anúncios não aparecem dentro das conversas e sim na homepage, onde os alertas de novas mensagens aparecem. O número de anúncios que um usuário vê depende do tamanho da tela e do número de conversas em que ele está envolvido. O Facebook parece estar usando uma abordagem cautelosa e os usuários até agora não tiveram que dividir as suas telas com as promoções. Fonte: eMarketer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: