Métricas: Está na hora de rever suas prioridades

21/06/2017

 

Resultado de imagem para artificial intelligence talking to each other

Inteligência artificial do Facebook está usando linguagem própria. Leia abaixo

Há três novas formas de pensar que estão ajudando os profissionais de marketing a descobrir novas oportunidades de crescimentoOs profissionais de marketing estão mudando sua abordagem em relação às métricas e implementando estratégias que privilegiam a criação de relações a longo prazo com seus consumidores. Durante o Google Marketing Next 2017, Matt Lawson, Director of Performance Ads Marketing do Google, explicou como três alterações na forma como pensamos a análise de resultados podem ajudar a gerar um crescimento sustentável para sua marca. Segundo ele, por muito tempo, as métricas digitais foram relativamente objetivas, até que chegou o mobile para mudar tudo. Hoje, nossas métricas são complexas, cheias de nuances e se tornaram mais importantes do que nunca. Com o surgimento dos smartphones, o digital virou parte da nossa rotina diária que mapeia os negócios que frequentamos e as compras que fazemos – on-line e off-line. O mobile fragmentou a jornada do consumidor e a nossa capacidade de medir o impacto das marcas em cada etapa do processo de compra não acompanhou essa transformação. Para promover o desenvolvimento das marcas neste mundo que prioriza o mobile, é muito importante modernizar suas estratégias e KPIs. As três novas formas de pensar que estão ajudando os profissionais de marketing a descobrir novas oportunidades de crescimento, na visão do Lawson, são: Pense em clientes, não em cliques; Conecte suas métricas de mídia com seus objetivos de negócios; Não fique só otimizando, experimente. Fonte: Think with Google

 

Inteligência artificial do Facebook criou própria linguagem
Um recente relatório do Facebook sobre o modo como chatbots, robôs capazes de conversar por texto, dialogam um com o outro, despertou novas análises que permitem entrever o futuro da linguagem. No relatório, pesquisadores do Laboratório de Pesquisa de Inteligência Artificial do Facebook (FAIR) descrevem o treinamento de seus “agentes de diálogo” para negociar utilizando a aprendizagem da máquina. Os chatbots eram alunos ansiosos e bem-sucedidos nas negociações, mas os pesquisadores finalmente perceberam que precisariam ajustar o modelo. Isso porque os bots estavam criando a própria linguagem, desviando-se das expressões modos de dialogar humanos. Em outras palavras, quando se utilizou um modelo capaz de permitir que os chatbots conversassem livremente, utilizando a aprendizagem mecânica para aprimorar e incrementar suas estratégias de comunicação durante os bate-papos, em um dado momento eles criaram e aplicaram sua própria linguagem. O desenvolvimento singular e espontâneo de uma linguagem não-humana foi, provavelmente, o processo que mais desconcertou e incitou os pesquisadores, mas não foi o único. Os chatbots também demonstraram inteligência nas negociações e utilizaram estratégias avançadas para melhorar seus resultados. Por exemplo, um bot pode fingir estar interessado em algo sem valor para ser capaz de “sacrificar” esse elemento mais tarde, como parte de um compromisso. Embora isso não represente uma singularidade iminente – ou qualquer coisa que se aproxime desse nível de sofisticação – pode ser significativo, em parte porque provam, mais uma vez, que um domínio importante assumido de forma exclusiva pelos seres humanos – a linguagem – é definitivamente um universo de saber compartilhado. A descoberta também destaca o quanto estamos longe de conhecer tudo sobre as inteligências artificiais (AIs) e como elas pensam e aprendem, mesmo quando as criamos e modelamos depois que nós já estávamos prontos. Fonte: Futurism

FGV Rio realiza encontro para estimular startups brasileiras
A rede Alumni Ebape – composta por ex-alunos da Fundação Getulio Vargas – vai realizar o Encontro do Startup Club, no dia 22 de junho, com o objetivo de estimular novas iniciativas e investidores. Na ocasião, será apresentado o Startup Club (www.startupclubfgv.com.br), sistema implementado por alunos e egressos da Ebape, desenvolvido para melhorar a atuação das startups e impulsionar suas ações e a prospecção de investimentos. O Startup Club promove encontros duas quintas-feiras por mês na sede da FGV. Durante as reuniões, são apresentados cases em seus diferentes estágios e há palestras especiais com membros e convidados. A partir destas apresentações, os empreendedores são expostos a diversos questionamentos e recebem dicas e opiniões, auxiliando no amadurecimento do negócio. O encontro ajuda também a intensificar o networking entre possíveis clientes e investidores. O evento de estreia do Startup Club terá também em sua programação painéis com Leonardo Clark, líder em Planejamento Tributário e Desenvolvimento de Negócios da Gaia (GSGA); Otávio Leite, deputado federal e membro da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa e autor da emenda que cria a figura do investidor anjo; Alexandre Linhares, professor da Ebape, desenvolvedor da plataforma Startup Club, embaixador do projeto RootStock de Finance Technology e Associate Member of The Club of Rome. O encontro contará, ainda, com a participação dos Anjos do Brasil,  organização sem fins lucrativos com a missão de fomento ao investimento anjo e apoio ao empreendedorismo de inovação brasileiro e que atua em nas áreas de criação de cultura, difusão de conhecimento e políticas públicas. Anote em sua agenda: 22/6, 18h30, Praia de Botafogo, 190, 12º andar, Auditório, Botafogo, Rio de Janeiro/RJ. Inscrições: http://www.fgv.br/eventos/?P_EVENTO=3289&P_IDIOMA=0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: