Google está se reinventando: a busca sairá das mãos dos usuários?

19/05/2017

CEO surpreende e fala de um mundo em que câmeras substituem os tecladosO Google I/O é certamente o evento isolado mais importante do ano para a gigante de buscas. E todos aguardavam a apresentação do CEO Sundar Pichai, com a grande visão da empresa para este ano. Para muitos, portanto, foi uma surpresa constatar quanto tempo foi dedicado ao Google Photos, o serviço de compartilhamento de fotos e a apps relacionados com a câmera. Pensando bem, no entanto, fez todo sentido. Especialistas mais atentos reconheceram a empresa de sempre, preocupada em oferecer soluções antenadas com as tendências mais atuais. Ao emparelhar o Photos com o novo Google Lens, há como um renascimento do Google Goggles, o app de 2009 que tirava a foto, por exemplo, de um livro e o buscava online. A nova solução retoma essa visão em um patamar mais alto, reconhecendo que as câmeras começam a ocupar um lugar que era dominado pelo teclados e que novas tecnologias, como assistentes virtuais, realidade virtual e eletrodomésticos inteligentes, ameaçam substituir os smartphones. Fonte: Business Insider

Amazon vai entrar no setor farmacêutico?
De acordo com um relatório publicado pela CNBC na terça, 16/5, a Amazon.com pode estar entrando no multibilionário mercado da dispensação de medicamento. Para isso, já contratou um gerente geral cuja função exclusiva será ajudar o varejista online a formular uma estratégia no mercado farmacêutico e liderar uma equipe. A Amazon também está envolvida em profundas discussões com especialistas da indústrias e começou a recrutar mais amplamente pessoas com experiência no campo. A matéria estima que, se bem executado, o negócio de farmácias pode ser uma oportunidade para a empresa de 25 a 50 bilhões de dólares. Por outro lado, ela terá que enfrentar os desafios que rondam um mercado regulado, incluindo as complicadas leis de prescrição de drogas e regras de prescrição online. A Amazon não quis comentar as informações. Fonte: Retail Wire

Estudo mostra que mobile é mais adequado para “header bidding”

Também conhecido como pré-bidding, o “header bidding” é um conjunto de tecnologias que permite que um publisher disponibilize seu inventário de impressões de forma horizontal, conectando várias ad exchanges ao mesmo tempo em um leilão unificado. Um novo estudo, Q1 2017 Quarterly Mobile Index, da PubMatic, examinou dados de bilhões de impressões produzidas pela própria plataforma e descobriu que os canais móveis são altamente adequados para “header bidding”, com um volume de impressões monetizadas 12 vezes maior na comparação com o ano anterior e os lances de eCPM crescendo 55% para o mesmo período. Além isso, o index descobriu que o volume total de impressões monetizadas transacionadas com a tecnologia “header bidding” em todos os dispositivos mais do que quadruplicou em relação ao ano anterior. Fonte: MediaPost Rea-TimeDaily
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: