Mobile banking torna-se principal canal para transações

12/05/2017

Transações via apps cresceram 96% entre 2015 e 2016, segundo estudo da FebrabanO mobile banking foi responsável por 21,9 bilhões das transações bancárias em 2016, crescimento de 96% em relação ao ano anterior, e é, pela primeira vez, o principal canal para movimentações financeiras no Brasil. O número é da Pesquisa de Tecnologia Bancária 2017, divulgada nesta quarta-feira,10/05, pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), e realizada pela consultoria Deloitte. O estudo engloba 17 instituições financeiras – 91% dos ativos da indústria bancária. O mobile, que corresponde aos aplicativos em smartphones e tablets, representou 34% do total de transações, avanço de 14 pontos percentuais. Considerando apenas transações com movimentação financeira, o salto é ainda maior: 140%, passando de 500 milhões, em 2015, para 1,2 bilhão no último ano. A evolução quadruplicou nos últimos três anos. Esse é o principal ponto, na opinião de Gustavo Fosse, diretor setorial de tecnologia e automação da Febraban, que mostra a consolidação desse canal. “Isso mostra que a confiança e a experiência têm sido valorizada pelo consumidor, além da conveniência de usar o canal mobile. Dois anos atrás existia a dúvida se os clientes fariam transações com mobile. E está aí, nossos clientes estão usando”, afirma Fosse, que destaca também a crescente penetração de smarpthones no mercado. Atualmente, 42 milhões de contas ativas no País já contam com apps de bancos, salto de 27%. Desses, 9,5 milhões de clientes já são considerados heavy users no mobile banking, ou seja, fizeram pelo menos 80% das transações por meio deste canal. Fonte: IT Forum 365

Nova carteira de motorista terá QR Code para evitar fraudes e cópias
O DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) e o Ministério das Cidades fizeram uma parceria e, a partir desse mês, todas as novas carteiras de motoristas virão com um QR Code para serem escameadas. Basicamente, a nova tecnologia consegue ajudar na luta contra cópias ilícitas e fraudes, possibilitando que qualquer um possa ler o código QR de uma CNH. O modelo está valendo desde o dia 1º de maio e, de acordo com o DENATRAN, já há mais de 300 mil carteiras com o novo modelo. A ideia é que qualquer cidadão possa verificar a autenticidade de uma CNH. Para isso, basta ter o aplicativo Lince para ler o QR Code, que está disponível para Android e iOS. Com o código em mãos, todo mundo poderá checar a foto e informações no banco de dados do DENATRAN para confirmar a veracidade do documento. Apesar de ser basicamente um QR Code, trata-se de uma mistura do código comum adicionais que permitem visualizar fotografia além dos dados textuais, algo que foi desenvolvido em um software chamado H264. Todos os aspectos da tecnologia foram desenvolvidos em software livre e, segundo o diretor do DENATRAN, não há razão para aumentar qualquer tipo de taxa para o cidadão, mas a emissão da CNH é estadual, ou seja, cabe a cada Estado regulamentar o preço – e esperamos que ele não mude em todo o Brasil.Se tudo ocorrer como planejado, o Serpro quer disponibilizar dados de infração juntamente com as informações atuais em um futuro próximo. A ideia é que, em até 5 anos (prazo máximo para renovar a carteira de motorista), quase 100% dos brasileiros já tenham o novo modelo. Fonte: TecMundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: