Mastercard vai colocar sensores de impressão digital em seus cartões

24/04/2017

Solução está em testes na África do Sul e pode estar no resto mundo até o final deste anoImpressões digitais estão rapidamente substituindo senhas e assinaturas como meio principal de autorizar transações como saques de dinheiro, além do desbloqueio de telefones, portas e cofres. Porque são mais convenientes, exclusivas e seguras. Em breve, os sensores de impressões digitais também vão proteger cartões de crédito e débito. Na África do Sul, a Mastercard já está testando novos cartões com sensores, combinados com os chips tradicionais. Em vez de assinar um recibo de papel ou inserir o PIN, o usuário vai colocar o polegar em seu cartão para provar sua identidade e autorizar o pagamento. Se tudo correr bem com os testes, a MasterCard espera colocá-los em circulação no resto do mundo até o final de 2017. Fonte: Engadget

Bill Gates diz quais serão as habilidades dos trabalhadores do futuro
Todos sabem que Bill Gates, o co-fundador da Microsoft, é mais que interessado nos assuntos que envolvem o futuro. Sempre empenhado em desenvolver novas tecnologias e projetos para a evolução da sociedade, o executivo faz questão de especular sobre as necessidades humanas para os próximos anos. Durante uma conversa com o Editor Executivo do LinkedIn, Daniel Roth, Bill Gates revelou quais são suas apostas para as demandas da indústria. De acordo com ele, pessoas que possuem habilidades na ciência, engenharia e economia serão as mais procuradas e valorizadas a partir de agora. Para Gates, trabalhadores proficientes nesses assuntos serão “os agentes de mudança para todas as instituições”. Ainda segundo o co-fundador da Microsoft, não é necessário que as pessoas sejam especialistas em programação ou em tabela periódica, mas é importante que todos saibam minimamente de que forma esses conhecimentos podem auxiliar nos negócios. “Eu penso que o conhecimento básico das ciências, habilidades matemáticas, economia serão exigidos em muitas carreiras do futuro”, disse Bill Gates. Fonte: Canaltech

Pesos pesados da publicidade consideram adoção de bloqueadores em larga escala

Google, Microsoft, Procter & Gamble, Unilever, GroupM (bureau de compra de mídia da WPP), Facebook, Thomson Reuters, Washington Post, IAB e ANA são alguns dos membros da Coalition for Better Ads, e eles estão mapeando uma estratégia para acabar de vez com os formatos de anúncios digitais que são considerados como os piores pelos consumidores. A abordagem mais provável é a adoção de uma “tecnologia” — a expressão “ad blockers não é bem recebida pelos participantes — que impediria navegadores como o Google Chrome e o Microsoft Edge de apresentar anúncios em vídeo com som que rodam automaticamente, anúncios pop-up e anúncios que piscam rapidamente ou trocam de cor. “O objetivo é remover esses tipos de anúncios que estão prejudicando a experiência do consumidor com a Internet”, comentou Stu Ingis, conselheiro da Coalition e advogado da Venable LLP. “Esses anúncios podem de fato potencialmente prejudicar seriamente todo o ecossistema da web.” Fonte: Advertsing Age
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: