Empresa do Google quer impedir Uber de usar segredos do seu carro autônomo

13/03/2017

Engenheiro que saiu do Google para dirigir o projeto da Uber teria levado com ele dezenas de milhares de arquivos confidenciais
A Waymo, spinoff do Google encarregada do projeto de carros autônomos, solicitou formalmente à justiça americana para impedir que a Uber opere com tecnologia obtida dos veiculos da empresa da Alphabet. A ação judicial foi deflagrada no mês passado e alega que a Uber roubou elementos chave da tecnologia do Google. A Uber afirma que as acusações não têm base. Na sexta, 10/3, a Waymo entregou um testemunho juramentado de Gary Brown, um engenheiro de segurança forense que está com o Google desde 2013. Citando registros da rede segura do Google, Brown afirma que Anthony Levandowski, um ex-engenheiro da empresa que agora dirige o programa de carros autônomos da Alphabet, tendo baixado 14 mil arquivos de um repositório do Google que contem arquivos de design, esquemas e outras informações confidenciais pertencentes ao projeto de carro autônomo. Levandowski usou um laptop fornecido pelo Google para baixar os arquivos, o que tornou mais facil o rastreamento, contou Brown. Ele também implicou outros engenheiros no esquema: Radu Raduta e Sameer Kshirsagar. Ambos também teriam baixado material confidencial, incluindo listas de fornecedores e consultores. Fonte: The Verge
Facebook coloca realidade virtual na timeline dos usuários 

Três anos depois de adquirir a Oculus, o Facebook está finalmente integrando o braço de realidade virtual da empresa em sua plataforma com um novo app de 360 graus. Desde a aquisição, a gigante das mídias sociais vem dando passos para expandir sua presença em realidade virtual, mas até agora mantinha as áreas separadas. Agora, a linha divisória foi cruzada — pelo menos para alguns usuários. O novo app de RV foi produzido pela Oculus e só está disponível para o Samsung Gear VR. Quem possui o dispositivo poderá acessar conteúdo em 360 graus via sua timeline no Facebook. Como a empresa planeja expandir o app ou seus recursos permanece incerto. “O Facebook está claramente entusiasmado tanto com vídeo como com a realidade virtual, por isso aproximar esses dois paradigmas estrategicamente faz sentido para a empresa”, comentou Paul Verna, analista da eMarketer. “Se os usuários abraçarão RV em massa é outra questão, mas em um futuro próximo podemos esperar muita experimentação de marcas, veiculos e criativos em geral.” Fonte: eMarketer

3 maneiras que emissores de cartões podem usar para alavancar uso e lucratividade
Há pressões cada vez maiores sobre a lucratividade dos programas de fidelidade e premiação ligados ao uso de cartões de crédito, cartões presente e cartões pré-pagos. Os consumidores têm mais recursos do que nunca para a comparação de preços, privilégios e prêmios, o que significa que as marcas precisam se atualizar constantemente para competir e encontrar a combinação mais atraente e lucrativa de ofertas. Os gestores dos programas de cartões não podem controlar a concorrência ou os mercados, mas podem controlar aspectos chave de seus portfolios, incluindo a eficiência operacional, alavancando a flexibilidade, por exemplo, a produtividade de marketing, principalmente através da personalização e aproveitando oportunidades de co-branding, e fidelidade do consumidor, usando eventos definidos no ciclo de vida dos cartões atuais e também recuperando ex-clientes. Ao gerenciar essas três alavancas de lucratividade, pode-se maximizar o sucesso dos cartões. Fonte: Colloquy
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: