Computação vestível terá que fazer “dever de casa” este ano

24/01/2017

Crescimento acelerado teria levado a “ponto de saturação”, avaliam especialistas

O CES 2017 foi realizado na primeira semana deste ano.Como é comum em todos os anos, Las Vegas reuniu os maiores fabricantes de eletrônicos do mundo, assim como as principais redes de varejo. Praticamente todos os temas que ligam os dois mundos foram discutidos e apresentados lá. Inclusive os “wearables”, dispositivos vestíveis que haviam sido uma forte aposta em anos anteriores. Este ano, porém, foi diferente. aparentemente, estamos naquela fase do “esperar para ver”. Pouca coisa nova nesse setor foi mostrado na feira, em parte talvez pelos atrasos no lançamento do sistema Android Wear 2.0 — fala-se agora em fevereiro de 2017. Mas alguns analistas acham que o crescimento acelerado que ocorreu nos últimos anos levou a área para um ponto de saturação. Muita coisa precisa mudar, alertam: a próxima geração passa a prometer menos e entregar mais, pois os consumidores não estão mais acreditando que os vestíveis irão mudar seus hábitos.Talvez, ao contrários, sejam esses produtos que tenham que se adaptar aos hábitos dos consumidores. Fonte:TechCrunch

Apple aciona Qualcomm em cerca US$1 bi por causa de royalties
A Apple está acionando a Qualcomm no valor de aproximadamente 1 bilhão de dólares, dizendo que a Qualcomm tem “cobrado royalties por tecnologias com as quais ela não tema nada a ver “. A fabricante de chips, por sua vez, afirmou que ação não tem fundamento. Mas o fato é que ela ocorre logo depois de uma outra, da comissão federal de comércio dos EUA em que a a Qualcomm é acusada de práticas não éticas em relação a licenciamento de patentes. A Apple acusa a Qualcomm de estar cobrando pelo menos cinco vezes mais do que todos os demais licenciadores de patentes para celulares. Fonte: CNBC

Não são apenas os Millennials que estão colados na redes móveis
De acordo com dados coletados pela Nielsen no terceiro trimestre de 2016, até mesmo os usuários com mais de 50 anos passam a maior parte do tempo que usam em mídias sociais em dispositivos móveis. Não surpreendentemente, o nível é ainda mais alto entre os Millennials. 90% do tempo que passam nas midias sociais ocorre em smartphones e tablets. Além disso, usuários mais jovens têm uma tendência menor a usar PC em mídias sociais — apenas 12% do tempo passado em mídias sociais pelos usuários entre 18 e 34 anos. O estudo também indicar que há uma grande diferença no uso entre homens e mulheres. Entre mulheres, 25% do tempo geral passado por semana com mídias foi gasto com mídias sociais — cerca de 6.5 horas. Entre os homens, o percentual foi de 19% — cerca de 4.2 horas. Fonte: eMarketer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: