O que NÃO vai acontecer em 2017

03/01/2017

Resultado de imagem para predictions 2017Estamos em plena temporada de previsões. Inclusive no mundo da mídia e do marketing. Normal: todo mundo gosta de antecipar o que vem por aí. Principalmente se a maioria dessas antevisões estiver pintada em belos tons róseos.

Mas há quem prefira sentir os pés mais firmes no chão. E foi precisamente para esses realistas (ou pessimistas, se quiser) que o editor Matt Willens, do site Digiday, preparou este apanhado de “antiprevisões”.

Matt ouviu alguns dos líderes do mercado, buscando extrair deles uma visão do que não vai acontecer neste ano, por mais que eles mesmos gostassem que acontecesse. Confira a versão resumida:

 Resultado de imagem para tim mahlmanTim Mahlman, presidente da AOL Platforms

Não veremos cair os muros dos “Garden walled” [N.T.: plataformas fechadas, ecossistemas tecnológicos totalmente controlados pelos proprietários]. Você não vai ver o duopólio mudar a maneira como pensa.

 Imagem relacionadaAlex Wellen, diretor de produtos da CNN

Aprendizado de máquinas e inteligência artificial é o futuro, mas 2017 não é longe o suficiente no futuro. As únicas conversas que valerão a pena ter com um chatbot terão de ser simples, repetíveis e essenciais.

Resultado de imagem para Todd KrizelmanTodd Krizelman, CEO, MediaRadar

O bloqueio de anúncios continuará a ser mais “hype” (e ameaça) do que realmente a criação de um teto dos gastos com publicidade. Os editores estão tornando os anúncios mais palatáveis, estão acelerando as páginas (pense em Google AMP) e a demanda dos anunciantes por soluções digitais continua sendo robusta.

 Resultado de imagem para Charlie FiordalisCharlie Fiordalis, Diretor Digital, Media Storm

O Twitter não vai recuperar a sua posição como uma plataforma social preeminente. Dói-me dizer isso, porque eu sou um usuário ávido, mas eles deixaram de ser “cool”, pararam de crescer e não foram capazes de se reinventar uma plataforma OTT [N.T.: para streaming de conteúdo].

Resultado de imagem para Charlie Fiordalis Dennis Yuscavitch, chefe de produto, Outbrain

Este será o ano em que os editores não terão que adivinhar o valor de cada peça individual do conteúdo. Um editor pode dizer: “Se eu preciso distribuir, eu posso estar em melhor posição para descobrir que tipo de conteúdo devo distribuir.”

 Resultado de imagem para Richie HydenRichie Hyden, co-fundador, IRIS.tv

O crescimento da realidade virtual foi um modismo em 2016 e não evoluirá no mercado premium de mídia em 2017 devido ao custo. O custo de criar e distribuir RV supera de longe a oportunidade de monetização e, conseqüentemente, caminhará lentamente no mercado de massa, principalmente porque a mídia digital continua marginal hoje.

Resultado de imagem para Nick CiceroNick Cicero, CEO, Delmondo

O que não vai acontecer é o mesmo nível de empolgação por parte dos editores para dedicar recursos ao Snapchat como eles estiveram no início. Para aqueles que não trabalham diretamente com o Snapchat, o panorama de monetização não é muito melhor, pois hesitam em adotar qualquer marca ou organização que não seja um parceiro Discover.

 Resultado de imagem para Michael RothmanMichael Rothman, fundador, Fatherly

Ainda não haverá um mercado eficiente para o marketing de conteúdo, mesmo que a prática continue a se tornar mais impactante para editores e similares. Os orçamentos de marketing de conteúdo continuarão a ser jogados de lá para cá entre as equipes de mídia, comunicação, social, CRM, inovação e produção de marcas e agências, recompensando editores ágeis que podem navegar entre múltiplos e muitas vezes concorrentes canais.

Resultado de imagem para alan murray time inc Alan Murray, Diretor de Conteúdo da Time Inc.

O controle do Twitter de Donald Trump NÃO será tirado dele depois que ele se tornar presidente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: