IAB: novos formatos de anúncios nativos incluirão realidade virtual

12/12/2016

Imagem relacionadaBureau prevê também crescimento de vídeos em 360 graus, mobile-first e outros

O Interactive Advertising Bureau publicou seu relatório sobre o cenário da publicidade nativa em 2017, prevendo a emergência de novos formatos que vão incluir realidade virtual e app in-messaging, assim como uma expansão dos formatos verticais dos vídeos nativos, vídeos em 360 graus, vídeos “outstream ads”, ou seja, não acompanhados de conteúdo, e mobile-first. O IAB também prevê o crescimento contínuo de da publicidade nativa, com os anunciantes migrando suas verbas do display para unidades nativas. Outra mudança prevista para 2017 é o fato de marketplaces P2P, como Uber e Lyft, experimentando com novos modelos de publicidade. Fonte: Marketing Dive

Pebble, a pioneira de smartwatches, fechou as portas
Computação vestível é um tema fascinante. A não se que você tenha planos de fabricar produtos nesse campo — e ganhar dinheiro com isso. Tudo indica que ainda vai demorar a termos um modelo de negócio consolidado. O mais recente sinal disso foi o fechamento da Pebble, empresa pioneira em relógios inteligentes, cuja produção já havia superado a casa dos 2 milhões de smartwatches. Depois de levantar mais de US$ 30 milhões, ela fechou suas portas e parte do seu staff foi absorvida pela Fitbit, que é a líder no mercado de wearables. Não foi uma compra propriamente dita: depois que a Pebble fechou, a Fitbit adquiriu parte dos seus softwares e das suas propriedades intelectuais. Um comunicado da Pebbles dirigido aos seus clientes afirmou que não haverá novos releases ou atualizações produtos, mas que estão trabalhando em conjunto com a Fitibit para que os produtos permaneçam ativos e operacionais ainda por muito tempo. Fonte: MediaPost IoT Daily

Microsoft revela seus planos de usar o Windows 10 para enfrentar o Home, do Google, o Echo, da Amazon
A Microsoft fechou uma parceria com a Intel para permitir que os fabricantes de dispositivos incorporem a mais recente inteligência artificial disponível no Cortana, o assistente pessoal da Microsoft, e a capacidade de apoiar a comunicação por voz. O objetivo é fazer frente ao Home, do Google, e o Echo, da Amazon. O HomeHub, que é o nome do recurso, só estará completamente operacional no final do ano que vez, mas a parceria demonstra que a Microsoft não quer perder tempo e pretende que os dispositivos que usam Windows 10 comecem a oferecer serviços cada vez mais próximos dos concorrentes. Fonte: The Verge
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: