BuzzFeed tem uma lista de coisas que quer vender para você

24/11/2016

Homesick Candles TexasSite de novidades começa a experimentar em novos campos: e-commerce e social commerce

Se até agora a sua experiência com o BuzzFeed foi apenas divertida, prepare-se para entrar em outra lista, a de compradores através do site. A empresa de mídia que tem entre seus investidores a NBCUniversal já havia feito aquisições que fortaleciam seu posicionamento como veículo –Kingfish Labs, startup de otimização de anúncios no Facebook, em 2012, e Torando Labs, startup de engenharia de dados, em 2014 — mas agora o jogo é diferente. o BuzzFeed adquiriu a Scroll, uma startup de e-commerce, e a empresa parece decidida a enfrentar o desafio do social commerce. O fundador da Scroll, Ben Kaufman, está liderando a equipe do BuzzFeed Product Lab, cujo objetivo é experimentar de forma independente todas as formas de comércio até encontrar uma fórmula que funcione. Entre os produtos em teste, destacam-se as Homesick Candles, velas com odor dos estados americanos (“para quem está com saudade de casa”), Fondoodler, um utensilio de cozinha para derreter queijo, Tasty Cookbook, uma coleção de livros customizados de receitas. Há até uma loja virtual, chamada FuckShitShop.com. Fonte: Venture Beat

 

Facebook vai criar ferramenta de censura para poder voltar à China
Decidido a voltar à China, um mercado enorme e cujo acesso está bloqueado para a rede social, o Facebook vem discretamente desenvolvendo softwares para impedir que posts específicos apareçam nos feeds e pessoas em determinadas áreas geográficas. A informação, do The New York Times, foi obtida de três funcionários e ex-funcionários da empresa, que pediram anonimato porque o projeto é confidencial. O Facebook também tem problemas com seus conteúdos em outros países, como Paquistão, Russia e Turquia, e entre julho e dezembro de 2015 bloqueou cerca de 55 mil materiais em cerca de 20 países. A informação é que o novo recursos é mais avançado e a supressão dos conteúdos na China deverá ser realizado por uma empresa chinesa contratada para isso. Fonte: The New York Times

Telegram agora oferece sua própria plataforma de blogs anônimos
O Telegram é um aplicativo de mensagens instantâneas semelhante ao Whatsapp na medida em que precisa de um número de telefone para usar, mas com ênfase na segurança. Seu sistema de criptografia é tão forte que, em 2013, um dos investidores ofereceu 200 mil bitcoins a quem quebrasse o código do serviço, mas não houve vencedores. Atualmente, o aplicativo já tem mais de 100 milhões de usuários ativos. Eles certamente estão felizes com o anúncio do novo serviço, Telegraph, que é uma plataforma para artigos e posts — ou seja, blogs — que permite a publicação de conteúdo anonimizado, inclusive notas curtas, mas também fotos e outros tipos. O Telegraph tem outros recursos, como Instant View, essencialmente links de rich media que mostram previews dos artigos e imagens nos chats do Telegram, e jogos dentros dod chats.Com isso, o Telegram começa a deixar de ser um aplicativo de chat básico para se tornar uma plataforma de mensagens mais sofisticada como as asiáticas WeChat e Line. Fonte: Techcrunch

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: