Correios dá início à operação logística Enem 2016

10/10/2016

Resultado de imagem para enem 2016Primeiro carregamento das provas já foi enviado para os pontos de armazenagem no interior do paísNa quarta-feira passada, 5/10, Correios, Ministério da Educação, Inep e Exército assinaram a ordem de serviço para expedição das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, em Osasco (SP). O documento foi assinado exatamente um mês antes do exame, que será realizado nos dias 5 e 6 de novembro. O evento fez parte do Encontro Nacional de Alinhamento das Operações de Segurança do Enem 2016, realizado pelo Ministério da Educação (MEC) e Inep, com representantes de várias instituições envolvidas na operação, para alinhar a logística da distribuição dos instrumentos de aplicação no exame. O Enem 2016 teve mais de 8,5 milhões de inscritos. A prova será aplicada em 1.727 municípios e 17 mil locais de prova.O primeiro carregamento de provas saiu do local logo após a assinatura da ordem do serviço, rumo aos pontos de armazenagem no interior do país. “O que nos levou a fazer a operação logística dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 foi o fato de termos feito todos esses anos o próprio Enem e a distribuição de livros didáticos do FNDE. É uma operação de parcerias, que não se faz sozinho”, declarou José Furian Filho, vice-presidente de Logística dos Correios.
A empresa realiza a operação do Enem desde 2009. Na edição 2016, 15,5 mil empregados dos Correios estarão envolvidos no transporte e distribuição de 77 mil malotes, com 18 milhões de provas e 33 milhões de materiais administrativos, como questionários e atas de presença, entre outros. Ao todo, serão transportados cerca de 2,5 mil toneladas por 300 mil km no país.
A presidente do Inep, Maria Inês Fini, fez um comparativo positivo da operação logística desde a armazenagem até a distribuição das provas: “A operação era quase que artesanal. Nós cuidávamos da segurança, da diagramação das provas, de organizar os elaboradores, enfim, era uma coisa muito nova dentro do próprio Inep. E a evolução é excepcional. A colaboração que nós temos hoje, não só dos Correios, mas de todos os órgãos de segurança do Brasil, nos garantem essa tranquilidade e os Correios são magníficos, porque transportam para nós com segurança toda essa riqueza que conseguimos para nossos alunos”. Fonte: Portal Abemd

Pesquisa: como os brasileiros consomem mídia

A Kantar IBOPE Media entrevistou mais de 20 mil pessoas de ambos sexos das classes AB, C, e DE com idades entre 12 e 75 anos para traçar um panorama dos hábitos e do comportamento do consumo de produtos, serviços e mídia, estilo de vida e características sociodemográficas no Brasil em 2015. Especificamente sobre mídia, a análise dos dados do Target Group Index incluiu tendências nos meios TV, rádio, jornais e revistas e internet. Eis algumas das descobertas: 37% dos entrevistados assistem TV e navegam na Internet ao mesmo tempo, 61% consideram que as propagandas na TV são interessantes e proporcionam assuntos para conversas, houve um aumento de 77% no consumo de TV paga entre 2010 e 2015, nos últimos 5 anos o consumo da Internet cresceu 32% no Brasil, 64% acessaram a Internet via smartphones nos últimos 30 dias, a principal atividade nos últimos 7 dias para 84% dos respondentes foi a troca de mensagens instantâneas. Veja o infográfico que resume o estudo em https://br.pinterest.com/pin/279575089347682816/. Fonte: Exame

Consultor jurídico da ABEMD ministrou workshop na ANER sobre Proteção de Dados e Privacidade
Na última sexta, 7/10, Dr. Vitor Morais de Andrade, consultor jurídico da ABEMD, ministrou um workshop para os associados da ANER – Associação Nacional de Editores de Revistas sobre a atuação que o grupo de entidades do setor, liderado pela Associação Brasileira de Marketing Direto=Marketing Diálogo, está empreendendo com o objetivo de defender a autorregulamentação do setor e evitar que os Projetos de Lei em tramitação no Congresso Nacional resultem em impactos prejudiciais tanto para as empresas como para a própria economia do país. Essa luta, relatou Dr. Vitor, já dura dez anos e recentemente foi conseguida uma vitória expressiva, com a retirada da urgência do Projeto de Lei nº 5.276/2016, enviado pelo Ministério da Justiça, permitindo o indispensável aprofundamento da discussão sobre algumas medidas propostas. Não fazer isso, seria arriscar termos um projeto de lei aprovado com pontos que não são exequíveis em sua execução, impedindo por exemplo que novas empresas, especialmente de porte pequeno e médio, entrassem no mercado, diminuindo assim nossa capacidade de desenvolvimento e inovação. Para saber mais sobre a atuação da ABEMD nessa discussão fundamental para o futuro das nossas disciplinas, acesso a área de Regulamentação e Autorregulamentação de Proteção de Dados Pessoais no Portal ABEMD. Fonte: Portal Abemd

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: