Facebook At Work, rede social corporativa, será lançada no próximo mês

29/09/2016

Estava previsto no inicio oferecer serviços de concorrentes gratuitamente, com os clientes pagando por serviços adicionais — mas o modelo agora é pago

O Facebook está pronto para levar o engajamento das mídias sociais para o mundo do trabalho. A empresa planeja lançar sua rede corporativa de comunicação e colaboração, Facebook At Work, nas próximas semanas com um modelo de pagamento por usuário, apostando que é capaz de fazer os funcionários se manterem envolvidos com seus produtos, o que é mais do que um bom motivo para as empresas pagarem. A rede incluirá parcerias de fornecedores de serviços que já são usados pelas empresas, o que aparentemente torna o modelo mais palatavel e lucrativo para o Facebook. Os usuários poderão, usar, por exemplo, o recurso “Work Feed” para trocar ideias e assumir tarefas. At Work começou a ser desenvolvida em 2014 e os primeiros testes ocorreram no início de 2015. De lá para cá, o Facebook conquistou alguns grandes clientes internacionais, como é o caso dos 100 mil funcionários do Royal Bank Of Scotland. O modelo de rede paga por usuário, na verdade, nao é nova, com alguns grandes concorrentes na parada, caso do Convo, do Salesforce Chatter e do Yammer, da Microsoft. O Facebook At Work também oferecera Grupos, ao estilo do Messenger, incluindo opções de chamadas em áudio e video, como o Slack e o Skype. Além disso, terá recursos para a criação de perfis, eventos e transmissões de vídeo ao vivo. Fonte: TechCrunch

Com o Allo, Google oferece mensagens mais inteligentes — mas há um preço
Diga alô ao Allo, o novo aplicativo de mensagens do Google que o buscador espera que concorra favoravelmente com Facebook Messenger, WhatsApp e iMessage. Mas isso não é uma figura de linguagem. Se você disser alô para o aplicativo, ele não apenas responderá de volta mas também manterá a conversação possivelmente de uma maneira melhor do que qualquer outro bot. Por outro lado, ele não tem a intenção de preservar sua privacidade. Confira se vale a pena: um dos principais recursos do Allo é a sua inteligência artificial, que aprovar a tecnologia mais recente em assistentes virtuais do Google, tornando possivel que o bot encontre e compartilhe informações, além de desempenhar inúmeras tarefas. O Allo também oferece “respostas inteligentes” baseadas em suas conversas e fotos (e aí é onde a privacidade começa a dizer até logo). Fonte: TechTarget
BlackBerry decide parar de fabricar smartphones
A BlackBerry Ltd. apresentou os resultados de vendas do segundo trimestre fiscal e as notícias não foram boas: a empresa não conseguiu atingir as estimativas dos analistas e disse que vai parar de fazer seus icônicos smartphones. Ela vai se concentrar em softwares corporativos. O design e a produção dos smartphones já foram completamente terceirizadas, um processo que foi iniciado há três anos, quando John Chen assumiu o cargo de CEO. Muitos analistas não se surpreenderam, uma vez que Chen havia dito que setembro seria seu prazo final para tornar lucrativa a unidade de “Mobility Solutions”, responsável pelos dispositivos. Essa unidade agora vai se concentrar no desenvolvimento de aplicativos e em uma versão extra-segura do sistema operacional Android que pretende licenciar para empresas. Fonte: Bloomberg

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: